Criciúma

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Criciúma City)
Ir para: navegação, pesquisa
Mafiapre.jpg PORCA GIUSTIZIA!!

Questo articolo è 100% made in Italia ed è sotto il controllo di Cosa Nostra! Perciò sta' bene attento a dove metti le tue manacce zozze o i nostri amici verranno a casa tua per spezzarti le gambine!

Cquote1.png Vai tomar no cu filho da puta Cquote2.png
Tapita, o morador mais célebre de Criciúma, cumprimentando as pessoas

Cquote1.png Criciúma tem mineiro? Fica perto de BH então? Cquote2.png
Carla Perez sobre Criciúma
Cquote1.png Pé preto Cquote2.png
Tubaronense sobre criciumense
o Cquote1.png Fica perto de Feira de Santana! Cquote2.png
Bira sobre Criciúma
Cquote1.png Casa do Rock? Onde fica? Cquote2.png
Criciumense disfarçando sobre balada onde todo mundo é de todo mundo
Cquote1.png Qual teu sobrenome mesmo?! Cquote2.png
Criciumense querendo saber tuas atribuiçõe$ para possível relacionamento
Cquote1.png Criciúma, terra onde o Chocolate é Sensual e não tem nada a ver com Páscoa e muito menos com Quaresma. Cquote2.png
Coelhinho da Páscoa
Cquote1.png Que marca é tua camiseta? Cquote2.png
Criciumense querendo julgar alguém legal ou não.
Cquote1.png Pague o aluguel! Cquote2.png
Senhor Barriga cobrando o aluguel do Colégio Energia, ou melhor ex Colégio Energia pois o mesmo faliu!

Centenário Express Criciumation Highway.

Cquote1.png Isto no ecxiste! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre criciuma.
Cquote1.png La pergunta? Cquote2.png
Carlitos tevez tentando compreender o que é criciuma.
Criciúma é uma cidade ao sul do fim do mundo, pertencente a Santa Catarina, estado famoso por fazer o cordão de isolamento entre o Brasil e a Gaucholândia.

Atestando a inteligência daqueles que aqui chegaram (carcamanos famintos vindos da guerra que até hoje não falam português), a cidade foi batizada com o nome de um capim, que por aqui crescia. Inicialmente, a cidade deveria se chamar Saramandaia ou Sucupira, mas temendo um processo da Rede Globo, os fundadores desistiram da ideia.

Criciúma faz divisa com outros lugares peculiares: Tobiacanga, Chico City, Greenville, Feira de Santana, Tóquio, Mangue Seco e Nova Califórnia.

Para chegar você precisa fazer uma peregrinação por dias, através da Centenário Express Criciumation Highway, cheia de buracos importados de Tubarão, para que um dia, com muita sorte, chegue lá e seja contemplado com uma triste paisagem urbana (ou falta dela,já que até pra passear em shoppings e comer em Mulheres os criciumenses tem que ir a minúscula Tubarão).


Sociedade

Criciúma possui uma sociedade diversificada, na qual convivem harmonicamente várias espécies de animais silvestres e, atualmente, por influência da novela das oito, algumas castas também.

Típico criciumense em estado saudável.

Criciúma é a maior região carbonífera da América Latina, onde são extraídos os mais diversos tipos de carvão, gerando energia para cerca de 64,318% da população mundial. (O mais interessante é que Criciúma é a cidade que mais importa cola no Brasil e mesmo tendo apenas 0,009% da população brasileira, cheira aproximadamente 5,34% da cola do país - fonte UFSC).

Da sociedade criciumense fazem parte os emos, as patties, os playboys, os mendigos, as putas, os veados da avenida, os mineiros, os gaúchos e os estudantes, sendo que estes últimos têm apenas duas escolhas: fazer faculdade fora ou fazer faculdade na cidade e cair fora quando se formar.

Atualmente, acredita-se que existam mais gaúchos que catarinenses em Criciúma, que vêm aqui fazer faculdade ou trabalhar, enquanto os criciumenses estão sumindo cada vez mais contentados com o lixo que sua cidade é.

Toda a modernidade do estádio Heriberto Hulse.

A sociedade criciumense se diverte nos mais amplos espaços de diversão existentes em Criciúma, sejam os shoppings, os terminais de ônibus, os puteiros, a praça do congresso, ou mesmo o supostamente importante estádio Heriberto Hulse.

E diversão é o que não falta nesta cidade, local da maior festa colonial brasileira, a Quermesse da Tradição Cultural, vulga Festas das Etnias. Conta com gastroinfecções diversificadas e apresentações de diferentes danças culturais, como a dança do pega-ladrão e da mão boba.

Existem também por aqui os vendedores ambulantes, esses prestigiosos negociantes que vendem de tudo:sapatos, brincos, aneis, meias, colares, carteiras, capa para volantes, redes, espelhos, aqueles passarinhos que se empurram a um ferrinho comprido no qual alegremente você fica empurrando para entusiasmadamente ficar olhando enquanto ele mexe as asas, trecos de fazer bolha de sabão, cataventos, chapéus de palha , lenços entre outros tantos você também encontra em frente a igreja os deliciosos churros e pipocas doces, sem esquecer do clássico desCAscadorderepolho!

Criciúma também é famosa pelos mais diversos espécimes de pombos de todo o planeta localizada na praça central da cidade.Segundo o IBGE dos pombos Criciúma hoje está habitada por mais de 57,254.325.654.325 trilhões de pombos. Informações vazadas da NASA revelam que SIM, existem pombos extra-terrestres que residem na vasta povoação de pombos da cidade, fotos revelam um pombo a bordo de um disco voador. Pombo.jpg


Misteriosamente velhinhos que se sentam ali por perto da praça estão desaparecendo. Há rumores de que uma outra espécie de pombos ultradesenvolvidos estariam raptando estes para trabalho escravo onde seriam mantidos em cativeiro sob o túnel/buraco/tubulação de drenagem do rio Criciúma para serviços de escavação, testemunhas afirmam terem visto um pombo branco (suposto mestre de obras)atrair uma de suas vitimas carregando-lhe seu pacote de pipocas até atrás de um dos vários canteiros de plantas silvestres que existem por ali. Cidadãos mais lúcidos dizem não estarem satisfeitos com o prefeito por o mesmo estar aliado com um grupo de pombos corretores para o aumento do vale transporte público fazendo assim com que as pessoas passem mais tempo no centro da cidade para serem alvos dos pombos de elite(cagadores de ombro)que em conjunto com a CASAN faça com que os cidadãos criciumenses consumam mais água, para arrecadação de fundos e sejam comprados mais bancos para a cidade para que cada vez mais se raptem velhinhos inocentes que comem pipoca no fim da tarde.

Por fim, Criciúma possui uma sociedade também engajada em causas sociais, como o extermínio de torcedores do Avaí, entre outras tão interessantes quanto.

Bairros

Centro

Assim como nas demais metrópoles catarinenses, o Centro é formado por uma pracinha, uma igreja, o BESC e cinquenta e três farmácias. Além das várias lojinhas onde as loiras compram suas bijuterias. Todos os estacionamentos são equipados com o moderno SAF (Sistema Anti-Furto). Este mecanismo foi criado na gestão passada e é fruto de um convênio entre a prefeitura e a Casan. Funciona assim: a Casan abre os buracos e a prefeitura faz de conta que fecha fica encarregada de não fechar ou então colocar asfalto podre. Depois é só colocar o carro na valeta, que estará totalmente seguro pois, o ladrão e muito menos o dono não conseguirá levar.

Rio Maina

Subprefeito do Rio Maina: cidadão mais sóbrio do distrito.

Bairro conhecido pela sua Instituição de Doentes Mentais e pela grande concentração de malacos. Segundo a última pesquisa do IBGE, a população do Rio Maina é constituida 20% por ladrões de CD Player e 40% por rappers; 98% por retardados mentais, 2% de pessoas normais e 92,3% de Colombos e Ugiones. Recentemente, Criciúma tentou se livrar desse bairro, ao observar que isso diminuiria em 94% a pobreza da cidade. Caso o desmembramento tivesse ocorrido, o Rio Maina poderia ter o 1º prefeito assumidamente maluco do país: Ismael Louco do Ônibus.

Um dia um criciumense louco contou a dedo a população do Rio Maina, e afirmou ser o maior distrito brasileiro em população. O maior em população louca.

Os imigrantes de outros estados não são bem-vindos aqui, já que eles querem ser um país separado, a República Della Riomagna.

A diversão de lá é ficar andando na praça da igreja achando que é gente, ou ir no xis do Kikodonald's ou no Pops, este último especializado em xis-salmonela com localização incerta, pois a lanchonete vive perambulando pelo distrito à espera da dita Avenida junto aos trilhos, interligando Pinheirinho/Rio Maina/Sideropolis. Você ainda pode ficar na porta do Complexo Penitenciário Estudantil ou Manicômio Juvenil do Giacca, exibindo alguma coisa que tem, como roupa, carro, MP7, MP19, ou empinar moto até a polícia guinchar, etc. Outro tipo de diversão é ir na balada do Brotolândia aos domingos à noite e correr o risco de ser atingido por uma bala perdida.

Típica varanda de um morador aposentado do Rio Maina.

O Rio Maina também tem a maior população canina do Brasil: muitas das pessoas de lá são aposentadas e cada uma tem, em média, 5,17 cães. Somando-se o apito do trem aos uivos caninos, gera-se uma sinfonia de fazer inveja à Banda Marcial da Satc.

É a mais barraqueira expressiva comunidade de Criciúma. Disputa com a Faixa de Gaza e o Iraque, o título de Região Gastrite do Mundo, em razão da liberação de gases e explosivos.

O distrito ainda é a maior escola de anatomia de Criciúma. Lá você encontra figuras como o Cabeça, o Perna e também o Orelha.

Metropol, Colonial e São Marcos

Situados entre 1298 e 6341 metros acima do nível do mar, essa região é conhecida por ser o fim do final de Criciúma e ter estradas mais esburacadas do que a lua. Na São Marcos residem uma população extremamente viciada em bingos. Todo mês de Abril a população realiza a Festa do Padroeiro São Marcos, que na verdade é um disfarce para jogar bingo durante dois dias intermináveis.

Foi o local da primeira filmagem de Planeta dos Macacos, em 1968 a.C, pelo fato de existirem muitas bananeiras nesta região. A venda de bananas arrecadaram dinheiro para a construção da Capela da São marcos por volta de 36 d.c., pelo próprio padroeiro do bairro: São Marcos. Nessa região não existem veículos automotores, apenas carros de boi, carroça e Rural Willys.

Transporte via elefantes: necessário devido às estupidamente íngrimes montanhas da região.

Todo o transporte é realizado através de carrinhos de montanha russa, camelos, elevadores, escadas rolantes, carrinhos-de-mão, pôneis, cabines de teletransporte, máquinas de subregeneração locatória por meio de micro-ondas magnéticas, elefantes, bondinhos, teleféricos e disco voadores. Isto deve-se ao fato de não haverem terrenos planos nesta área. A 4077 km do centro de Criciúma, o famoso ônibus lotado que sai de São Marcos é famoso pelo transporte do maior número de pessoas em pé da cidade.

Moeda do Metropol: criada em função da enorme variedade musical na região.

Metropol é um lugar de muita azaração e curtição de montão, localizado na divisa com o Acre. Para você que gosta de flertar, sugiro que não deixe de aparecer no Centro Comunitário Metropolitano, onde você encontra sujeitos com aspecto sujo, de pele marrom dolorosamente bronzeadas. No geral, todos possuem um Chevette 87 com um som turbinado, comprado com 20 anos de árduos trabalho ou com o décimo terceiro recebido trabalhando na mecânica do pai ou ainda comprando sem nota fiscal num estabelecimento de desmanche de carros do primo do vizinho da empregada da sogra de um conhecido; tudo isso para abusar dos mais diferentes tipos de músicas, como Créu e Titanic, Titanic e Créu, Créu e Créu, Titanic e Titanic, Titanic Créu e Titanic, só Créu ou só Titanic ou até mesmo Créu e Titanic.

Bairro Argentina

Também conhecido como o Bairro "Pague para entrar, reze para sair", o Bairro Argentina há muitos anos é tido como o bairro com a renda per capita mais alta de Criciúma, pois lá foi o local escolhido pelos traficantes para construir sua mansões. Estrategicamente o bairro fica entre o Bairro Chille e o Bairro Brasilia e do Alheio e a Linha Batista (vulga Amazônia criciumense).

Conta com uma intrincada rede de túneis para a fuga dos habitantes quando o rapa chega. Dizem, à boca pequena, que um desses túneis tem ligação direta com a Bolívia (Disneylândia do ). Investigações recentes indicam que Pablo Escobar continua vivo e mora na Argentina, escondido dentro das obscuras profundezas do Bar do Bideu.

Mina do Mato

Mina do Mato.

Um dos bairros de onde foi extraído o carvão que fez com que Criciúma se tornasse a cidade bela e limpa que é hoje. Local de um célebre cartão postal da cidade, a Quadra do Melão. Onde Atualmente cheiradores de pó e cola se sentam em suas calçadas para entre outras coisas apreciarem a paisagem de mato, carvão e a também casa que afundou.

Pio Corrêa

Bairro predileto das patricinhas, socialites, homossexuais, colunistas sociais e poodles criciumenses. Existem algumas pessoas perigosas, que ouvem o tal do "roque-dos-brabo" e são um pouco agressivas. Aproxime-se delas apenas quando estiverem bêbadas. No pio corrêa é onde se encontra o metro quadrado de terra mais caro de criciuma, perdendo apenas para vila manaus e pedregal.

Morro Estevão

É a Zona Rural de Criciúma, lá só tem mato, gado e igreja. Traficantes Gente rica escolhe o local para construir suas mansões, porém elas ficam escondidas dos olhos da gentalha que lá vive.

São Cristóvão

Bairro onde ocorre grande número de "rachas" ou "pegas" de rua entre automóveis na av. Chile. Lugar predileto para se fazer blitz policiais. Possui uma rua bastante conhecida pelos chupa-latas da região, a "Rua da Nega Paula", antigamente considerada Crackolândia. É um bairro-museu, tendo em vista que não existe casa que não tenha sido construída há menos de 85 anos.

Pinheirinho

Disputa com o Rio Maina o título de Bairro Mais Malaco. É lá que se encontra a pobreza mascarada elite intelectual da cidade, em uma das menos famosas universidades do país: a UNESC. O bairro se divide em tres: Tereza Cristina o bairro onde tem tiro todo dia vive as pessoas com a classe social mais baixa muuuito baixa , outra região, que fica encima do morro, onde se encontra as pessoas com classe um pouco maiores pobre , e uma região na parte mais nobre do bairro SÓ TEM PLAYBOY, onde ficam a A.V Centenario buracos

Próspera

Bairro a que a classe média se dirige aos sábados à noite, para passear no hiper-lotado Criciúma quase Shopping. Famoso por conta da igreja que caiu, onde o Padre Maneca batizou e casou 92% da população.

Formação campeã da Liga Gorgonzola de 1955, que contava com as lendas Eltinho Crispim e Golias Tadeu.

Sede do glorioso Grêmio Recreativo Escola de Samba Próspera, vencedor da explêndida Taça Gorgonzola de 1955. No estádio do Próspera funciona a mais notável escolinha de futebol da cidade, onde o treinador é o lendário Paulo Serrano que treinou 99,88% das criancinhas falando sobre o seu gol do meio do campo.

Possui alguns habitantes peculiares, além de deter as duas rádios mais famosas da cidade, de propriedade da família do atual prefeito gângster Clésio Salvaro, todas no mesmo terreno. Lugar cheio de histórias, foi o primeiro local cedido para os mineiros erguerem seus barracos e construírem suas famílias.

Cruzeiro do Sul

Suposto acesso ao bairro Cruzeiro do Sul.

Bairro inóspito de localidade desconhecida, ninguém sabe como chegar lá. Antigamente conhecida como Buraco Quente, essa região perdida dá acesso à Mina Brasil, onde fica a famosa Rua do Pau. Na década de 80, a maioria dos moradores eram devotos da Assembéia de Deus e, como se sabe, na época eram terminantemente proibidos de possuirem televisão. Porém, os mais abonados compravam o aparelho e os escondiam no quarto e colocavam a antena, também escondida no forro da casa. Recentemente passou a ser um prolongamento da Rua do Pau.

Comerciário

Bairro no qual os moradores têm que apreciar a celestial afinação da imensa torcida do Criciúma Esporte Clube, que segundo dados do IPAT/UNESC IBGE já ultrapassou a população da Antártida.

Famoso também por seus prédios mal-projetados. Se você mora no sexto andar de um determinado edifício, poderá tranquilamente tarar a gostosa do quarto andar do prédio em frente, fato confirmado por vários moradores do bairro.

Efusiva torcida do Tigre na Série C.

Cristo Redentor

Mais conhecido como Corda Bamba. É a região mais calma da cidade, visto que todo morador tem medo um do outro. Cheio de subrappers, é também onde um dia houve uma discussão por causa de 10 centavos, que gerou uma enorme chacina. A polícia até hoje conta os corpos.

Local da Toca do Tigre, pois os jogadores do Criciúma têm características, mentalidade e agilidade iguais e/ou piores do que os habitantes desta zona da cidade. A frequência com que se ouvem tiros por lá também foi um fator importante para a escolha, já que apura o reflexo dos atletas.

Quarta Linha

Bairro famoso unicamente pela danceteria mais frequentada pelos moradores dos concorrentes ao título do Bairro Mais Malaco. Popularmente Jurassic Park ou Night Sound, ou simplesmente "Night", concentra grande parte dos malacos, barangas e viadões da cidade. Uma ida à "Night" é considerada uma proeza digna de um soldado, se igualando até mesmo à guerra do Vietnã, tendo em vista o surreal índice de aparato bélico disparado no local, nas noites de festa são montadas trincheiras, minas antitanques,todos os visitantes devem estar armados no minimo com um fusil, algumas granadas e oculos de visão noturna, mas mesmo assim dizem que vale a pena conhecer o local. Possui também o PIF (Parque de Indústrias Falidas).

Operária Nova

Bairro estranho e distinto de qualquer outro lugar que se possa conhecer, não existem ruas retas, apenas morros e mais morros do começo ao fim, encontra - se também no meio de um morro, o famoso hospital santa catarina, cuja as obras de "finalização" ja estão para ser finalizadas desde o ano de 1837. Também tem o famoso clube do grêmio, que antigamente o pessoal se reunia para jogar um futebolzinho, hoje é o ponto onde a galerinha se reune para fumar seu velho e bom baseado, e usar/comercializar outras drogas citadas anteriormente.

Demais Bairros

Todos os demais bairros têm algo em comum: começam com a palavra Mina, Vila ou algum nome de santo. Como exemplo, temos a Mina Quatro, Mina União, Santa Luzia, Mina Brasil, Mina do Toco, Vila Floresta, Vila Zuleima, Vila Francesa, Vila Rica, Santa Augusta, Santa Bárbara, São Sebastião, Santo Antônio, São Luiz, São Simão, Nossa Senhora da Salete, Maria Céu. A exceção fica para Laranjinha: uma demonstração de toda a criatividade do povo criciumense. Outro exemplo criativo é o bairro 7. E tem também o 9, que vem antes do 7.

Personalidades Políticas

  • Acélio Casagrande - O político mais lunático da região, Assédio sonha em se tornar prefeito de Criciúma. Ainda vai implantar o metrô de superfície e um vôo de Concorde de riciúma-Paris.
  • Altair Guidi - O Niemeyer criciumense, foi Altair quem projetou as curvas (nem tão curvas) do Paço Municipal. Depois de 3 transplantes de fígado, prometeu para a dona Sandra que ia parar de beber (pouco). Perseguido pelos credores de suas campanhas eleitorais malsucedidas, e protegido pela imunidade parlamentar, agora Altair se esconde em algum lugar na ilha da magia - ou na casa do Seu Marieti.
  • Archimedes Naspolini Filho - O vovô mais tarado da cidade, não peça a ninguém para dividir o elevador com ele.
  • Clésio Salvaro - O político mais perseguido da história de Criciúma, a gente sabe que ele rouba mas faz. Se conseguir ser reeleito, talvez consiga ficar mais rico que o Tio Ike e se tornar Il Padrino da famiglia Salvaro. Ainda estamos em dúvida se deve ser citado nesse artigo ou no de Siderópolis.
  • Douglas Mattos - Do tipo de comunista que veste Prada e não come mais criancinhas, Douglas faz parte do time de vereadores vitalícios da Câmara Municipal.
  • Edinho do Sindicato - Conhecido por distribuir oncinhas nas eleições, já passou por todas as legendas possíveis e imagináveis. Agora, fez juz à sua (falta de) ideologia e filiou-se ao PSD - Partido Sem Direção.
  • Eduardo Moreira - O eterno vice governador que teve a infelicidade de ter um filho que adora andar bêbado na contra mão, com sua pagero potente, estou ate hoje com uma divida de mais de mil reais que seu estimado filho me deu.
  • Eraldo Peruchi -
  • Giovanni Zappelini - Dono do maior salário da Câmara de Vereadores, é o único que consegue ser funcionário da casa e vereador ao mesmo tempo. Não bastasse a boquinha, sua mulher chefia o Procon criciumense.
  • Itamar da Silva - O melhor amigo do seu Lauro Pirolla. Ou não.
  • Lauro Pirolla - O velhinho mais porreta da cidade. Já deu de relho no Itamar, e ameaçou dar uma surra no Prefeito.
  • Hulk - Ficou conhecido assim por conta de sua característica mais marcante: não pode ver dinheiro que fica verde.
  • Romanna Remor - A dona do Herbie mais famoso da cidade, Romanna sonha em ser prefeita. Dizem que disputou sua primeira campanha ainda no Jardim de Infância. Agora em Brasília, arrasa com o coração de Deputados, Senadores e Ministros.
  • Tati Teixeira - A versão com menos cérebro e mais bunda da Romanna, Tati se tornou conhecida em todo o estado por sua amizade colorida com Leonel Pavan.
  • Vampiro - Surfista e baladeiro de profissão, ganhou esse apelido por só trabalhar durante a noite. Embora gostasse da "carreira", abandonou o colunismo social para ser apadrinhado por Eduardo Moreira. Qualquer semelhança com o Ney Lopes não é mera coincidência.
  • Vanderlei Zilli - Ninguém sabe como nem por que, mas é vereador há três mandatos. Vai entender?!

Mídia de Criciúma

Canal 19

A mídia sensacionalista de Criciúma fica a cargo do Canal 19 que depois da saída do ridículo Ricardo Strauss deu espaço a outro apresentador que ninguem consegue ficar mais que 2 minutos na frente da TV. O cara com nome de Ubirajara Garcia parece cantar quando fala e sons estranhos acabam se ouvindo como "São 18 horaza eeee agorammm vamos afalara daan próximaza matériazaaa... poemmm ana telaza." Alem de querer apresentar o programa sosinho, interrompendo o companheiro de palco a cada 3 palavras dita, sem contar os comentários totalmente fora da casinha e da previsão do tempo que nunca da certo. Inacreditavelmente a direção autoriza tal bizarrice durante 1 hora em TV aberta. Alem de oferecer outras opções como o programa da ATRIZtesa Fatima Guimarães com perguntas sem nexo que o convidado não sabe como responder, Magali Amboni que a gente nunca sabe qual é o assunto que ela esta debatendo, o Papo Café que o apresentador faz questão de dizer que esta no ar a 15 anos e parece não ter aprendido a fazer televisão ainda.

RBS TV

Como em todo o universo Brasil, Criciúma também tem sua afiliada Rede Globo: a RBS TV, com notícias de Laguna, Tubarão, Boston e Teerã, exceto de Criciúma. Ocupa a grade com programas de excelência imensurável, em sua maioria nas manhãs de domingo.

Padrão de Reportagens

Linda07.jpg

Um carro com placas do sul do estado colidiu em alta velocidade com um automóvel com placas do Rio Grande do Sul no quilômetro 335 da BR-101 sul em Içara. No momento do acidente, Dona Bucetilde Putinni, de 48 anos acompanhou tudo com muita emoção:

Cquote1.png Ói ói ói, a dgentchi fica assuistada né? Aí, acontece um negozzo deci, nessa rrrodovia perrigossssa, aí as puliça que non fai nada aí as quiança brincon na bera da sssstrrada e non ten providenzza. Cquote2.png
Dona Bucetilde Putinni sobre incompetência das autoridades.

Rádios

As rádios também são presença marcante nos lares do povo criciumense. Programas que sobrevivem de ligações para sorteio de prêmios do tipo vale-compras de R$1,99 no Tem-Tem, Tetas de Silicone e no X-Salada do Barão; essas rádios fazem o sucesso das senhoras aposentadas que não têm o que fazer ligam pedindo músicas do tempo do Guaraná com rolha, oferecendo para o netinho querido e/ou para o apresentador, um locutor que vive mudando de nome e profissão. às vezes é locutor, às vezes é DJ. Não se sabe se ele muda de nome pra "acompanhar a moda" ou se é para conseguir acesso aos lugares. Quando o pessoal descobre que se trata da mesma pessoa de nome diferente, ele muda de nome e começa tudo de novo. Essas velhas são muito [/s]PUTAS[/s] nojentas!!!!!!!!!!!

Jornais

Notícias, pra quê? O Jornal da Manhã fala mal da Tribuna e vice-versa. Na Tribuna, existem 30 colunistas sociais, contra dona Beverly, Juan Garcia, Benício Spillere e a indispensável coluna social de Nova Veneza comentando a polenta da dona Genoveva no Jornal da Manhã. Há uma dura disputa para ver qual é o pior jornal da cidade, para que tantos jornais, se as noticias são as mesmas? e um copía a matéria do outro? Agora temos outro: um tal de Diário de Notícias, que é o único que tem matérias que prestam pro povo e não pra politicagem fiadapu da cidade.

Tecnologia

Protótipo de Pentium III a ser lançado daqui a alguns anos em Criciúma.

A tecnologia de Criciúma se encontra em uma ótima fase, os microcomputadores movidos a carvão lançados há 1 ano atrás fizeram uma revolução geral na cidade. 99,93% da população possui um computador a carvão, provavelmente parcelado em 4800x nas Casas Bahia.

Porém, isso tudo está para ser mudado, alguns estudiosos acreditam no lançamento dos novos Pentium III 500MHz para o ano que vem, mas isso provavelmente são só boatos...

Também não podemos esquecer os 0,07% da população carvoense que possui Laptop de ultima geração com múltiplos processadores fruto da parceria das empresas Apple Inc. e Xuxa Meneguel, com o Laptop X666 Xuxa Trilingue (português de Criciúma, Forquilhinha e Nova Veneza).

Transporte Público

Um Amarelinho: este é o modelo mais novo que existe. (Mais que CU)

O transporte público em Criciúma encontra-se em seu auge. A qualidade da frota de ônibus na cidade é excelente, bem como a perfeição nas rodovias. O povo utiliza principalmente o Amarelinho, um dos milhares meios de transporte alternativo da região.

A população vive em perfeita harmonia quando usa o Amarelinho. Acompanhados pela sinfonia maravilhosa do impecavelmente silencioso ônibus, que tem o maior número de passageiros por volta das seis horas da tarde, um belíssimo e nem um pouco estressante momento para se utilizar o magnífico e sempre limpíssimo Amarelinho.

Sem falar no estrondoso balanço causado pelo já citado previamente maravilhoso acabamento nas estradas, fazendo com que o Amarelinho alcançasse índice olímpico no salto em altura em Pequim 2008, com um explêndido salto de 82,7 metros devido às maravilhas proporcionadas pela autoestrada. Nas Olimpíadas, o Little Yellow emocionou todo o país, representando a nação brasileira numa heróica conquista da medalha de ouro.

Todo esse sucesso do transporte público de Criciúma faz com que o prefeito, Sr. Mamaco, aumente cada vez mais a frota de ônibus da cidade e diminua cada vez mais a verba destinada à manutenção dos mesmos: esse é o segredo da qualidade exemplar do transporte alternativo de Criciúma.

Então para ficar ainda melhor,Criciúma esta no caminho do progresso para realizar mais um sonho: Ganhar o prêmio ' A mais cara passagem do Brasil'. É isso mesmo,e olha que eles não estão medindo esforços para conseguir. A passagem atualmente concentra-se em: R$2,90 e os projetos futuros são para a passagem atingir a marca de: R$3,00.É isso aí,vamos evoluir e lutar por uma Criciúma melhor! Como se não bastasse o preço da passagem, foi feito o concurso Miss Terminal, elegendo uma miss para cada terminal (Pinheirinho, Central e Prospera), cujo premio é 1 ano de passagem grátis. As concorrentes estão muito felizes, pois o sonho da vida delas sempre foi andar de Amarelinho de graça!

Agentes de Trânsito

São os seres mais impiedosos da cidade, armados com seus terríveis blocos de multas e canetas explosivas, causam muita dor e sofrimento para os barbeiros motoristas que circulam em Criciúma. Tempos atrás era os amarelinhos, tragicamente substituídos pelos endiabrados verdinhos, que com sua sirenes diabólicas encarnam os mais feroz dos policiais, mesmo não sabendo nem atirar em gatos escaldados. Reza a lenda que os Agentes de Trânsito são capazes de parar todos os carros da cidade com apenas uma mão.

Choque de Gestão

Noticia 14513gg.jpeg

Etimologia

Nativa na época pré-colonial criciumense. Daí surgiu o nome da cidade.

O nome da cidade deriva do mato encontrado em certas partes dos corpos dos habitantes femininos que já estavam aqui no período pré-colonial. Durante determinado ato cotidiano na época, envolvendo o doutor Hans Vaisphüder, biólogo renomado e Genoveva Capricce, nativa analfabeta, foi constatada uma nova espécie de planta, uma descoberta que foi muito comemorada pelos imigrantes. Decidiram batizar a cidade de "Cresciúma", inicialmente, porque cada vez que tinham certo contato com a planta, era certo que, depois de nove meses, iria começar a crescer mais uma, o que gerou o início da expansão populacional na cidade. Depois de alguns anos, a região foi renomeada "Criciúma". Não se sabe realmente a razão, mas dizem que acharam o nome mais bonito.

Comércio

  • Shopping Maradona - Produtos importados do Paragua, favoritos das peruas do jet-set que compram todos os presentes das amigas por ali e mandam embrulhar em caixa fina, acompanhado da indispensável frase: "Tava na Europa e me lembrei de ti!"
  • Shopping dos Camelôs - Conhecido como Prefeitura Velha e também como Shopping dos Pobres. Seus produtos são tão autênticos quanto as pessoas que costumavam trabalhar ali antes do local virar camelódromo.
  • Shopping Della Giustina - Reduto das patties, dos malhados da academia, dos playboys, políticos sem noção, empresários velhos que taram as funcionárias das lojas, mocinhas sem noção que taram os velhos e das madames (algumas, esposas dos velhos), que não dispensam um passeio, claro.

Turismo

Cena marcante do maior prédio de Criciúma.
  • Edifício Lúcio Cavaller - O prédio mais alto de Criciúma, projetado pelo ilustre arquiteto espanhol Juan Horpega Nomeu. Em 1933, entrou para a história ao ser mostrado no filme King Kong. Outro momento de glória do edifício veio nos anos 90, quando nele rodaram os últimos capítulos da novela Rainha da Sucata. Foi do alto do Lúcio Cavaller que a vilã Laurinha Figueroa saltou para a morte. A atriz Glória Menezes, no auge dos seus 78 anos, dispensou dublês para a impressionante cena.
  • Praça Nereu Ramos - Habitat natural de várias espécies, como hippies, rappers, emos e produtores de artesanato inútil. É também o reduto dos aposentados, as vítimas favoritas das prostitutas anabolizadas e ponto de encontro dos trabalhadores do comércio após o almoço. Em dias de glória, a praça teve a honra de ser palco para as maravilhosas apresentações do inigualável Índio Chiquinha, das profecias do Pastor Apocalipse e dos shows de balé do Jamil. Um dos poucos que ainda insiste na indústria do entretenimento da Nereu Ramos é o destemido Atirador de Facas. Aos sábados pela manhã, você até podia encontrar a nata da mais fina-flor da sociedade criciumense confraternizando na Praça Nereu Ramos e adjacências, mas após a derrubada do saudoso Redondo, fato que prejudicará 90% no movimento natalino, a praça já não é mais nossa.
  • Praça do Congresso - Também chamada de Central Park, por um famoso morto de fome colunista local. Reduto dos emos que esquecem suas mágoas brincando de balanço, escorregador, dando comidas as pombas ou as tartagas e disputando quem tem mais cores no cabelo. Local preferido para as patricinhas, peruas e tiozões ricos desfilarem seus trajes de academia e seus Nike Shocks praticarem longas caminhadas.
  • Mina Modelo - Motel dos malacos da cidade.
  • Morro da TV - Local chique para quem não tem dinheiro e precisa dar uma no Motel.
  • Monumento das Etnias - Pista de Skate.
  • Trem do Pinheirinho - Monumento, o qual, a prefeitura construiu para dizer que fez um Ponto Turistico, mas nenhum turista vai lá e ninguém o conhece.

Gastronomia

Cquote1.png Duo Bistrô, o melhor. Noite japonesa, hoje estarei lá! Cquote2.png
Murilo Carvalho sobre restaurantes de Criciúma

  • América - O melhor xis da cidade, o único aberto após o fim dos tempos.
  • BB Bowling - Propriedade do único político do Brasil burro o bastante para conseguir ser preso, é a nova sensação da cidade. Nenhum criciumense gostava tanto de boliche, até a abertura de tal casa. Hoje todo mundo joga boliche, todo mundo vai pro BBBBowling. É a Vila Olímpica atochada de chiquê, até os olhos. Tem o chopp mais caro da cidade, os garçons são todos recauchutados de outros bares decadentes e os shows musicais são os piores.
  • Jorginho Lanches - Prova maior de que a alta classe e a pobreza vivem de mãos dadas. Localizado em frente ao Choppana, costuma ser o refúgio alimentício dos pseudo-ricos que enchem a cara e acham a maior besteira pagar pra comer uma tábua com quase nada quando se tem um estrondoso xis bem do outro lado da rua. Todos os colunáveis e jovens das melhores famílias podem ser vistos pagando mico de cara cheia nas noites de sexta e sábado. Motivo de lendas na cidade, alguns dizem que sêmen humano fazia parte da composição da saudosa "maionese caseira" que tanto levou jovens para o hospital.
    Masttur-bar.jpg
  • Barão Lanches - Um dos mais antigos da cidade,lugar aprazível onde você come sentindo os odores agradáveis do podre Rio Criciúma.Nunca foi interditado pela Defesa Sanitária porque até os fiscais tem medo de chegar perto da cozinha do estabelecimento.Na última reunião da ONU o Xis do Barão foi considerado extremamente perigoso e classificado como arma química.Todos os lanches de lá são proibidos pela Convenção de Genebra.
  • Marquinhos Lanches - O mais manjado da Avenida Centenário. Quando não é pedido tomate, o cliente é surpreendido por um xis com duas carnes.
  • Daniel Lanches - 95% gordura, pronto para destruir seu fígado na primeira bocada, principalmente se acompanhado da famosa salmonela em potinhos, a boa e velha "maionese caseira".
  • Alpe's - A comida é ruim e os frequentadores são as putas velhas, os bêbados brigões, os maridos com as amantes jovens, as esposas com as amantes sapatas e outras criaturas estranhas.
  • Rota Burguer - In Memoriam.
  • Varanda's - O almoço mais caro da cidade. Nas noites, foi o criador da linha de entretenimento que tanto faz sucesso: "velho que curte garota que curte velho" . Era o favorito dos vovôs garotos, mas hoje vive às moscas, pois as moças de carreira que bordejavam por ali foram proibidas de exercer sua profissão num ambiente que costuma ser "tão família" durante o dia.
  • Fábrica de Costelas - O segundo almoço mais caro da cidade. Apesar do sucesso e do grande movimento, continua a mesma porcaria em termos de espaço: um galpão mal projetado e quente de onde se sai fedendo a gordura. Mas a costela é uma delícia!
Imagemp.JPG
  • Aotearoa - Costumava ser o point das patricinhas loiras metidas a hippie, pseudo-alternativos e jornalistas descolados. Era uma espécie de Amauri com muito mato, que caiu no desuso como toda boate ou bar da cidade. Hoje é palco de qualquer porcaria de 'festa com camiseta' organizada por qualquer um.
  • Duo Bistrô - Tudo lá é caro, até o ar que se respira. Paga-se até pra peidar, não restam dúvidas. Vive vazio por conta dos preços exorbitantes e dos atendentes metidos a grã-finos. É o único lugar da cidade onde você tem que pedir 'pelamordedeus' para ser atendido.
  • Duca Pub - Homem com homem,mulher com mulher,traveco com homem,traveco com mulher e se você prestar atenção ainda encontra casais heterossexuais.Antiga Freedom mudou de nome porque a galera homossexual descolada achava que o antigo nome estava "so last season".O único lugar em que você pede uma cerveja e o garçon te dá um beijo na boca de troco.Não importa se você for homem ou mulher.
  • Diretório bar - Local preferido dos estudantes dos 3ªões de qualquer colégio particular para se dar a festa de arrecadação de fundos para a formatura de fim de ano, aos fundos desse lindo point, encontrasse uma replica da cracolândia onde os estudantes fumam, cheiram e fazem o que quiser sem restrições, há boatos de que dos corajosos que decidem descer a barranca do diretório, apenas 40% chegam em casa na mesma semana, posteriormente são encontrados caídos no acostamento ou perdidos na Mina do mato.Todos os carros que la estacionam simplesmente sem nenhuma explicação ficam sem as quatro rodas.
  • Boulevard - Pseudo-café parisiense onde as mais belas tchutchucas da cidade ganham seus caraminguás enquanto seus pais e namorados pensam que elas foram para a balada. Que você vai encontrar uma colega de faculdade por lá, não há dúvida.
  • Bala de Prata - Sugestivo até no nome. Coisa pra gente fina, como diz o Anão Carvalho: É só pra perfumado! Em outras casas, as balas que comem soltas, são de chumbo mesmo!
  • Chapelão - O lugar mais acessível da cidade, por conta do preço baixíssimo dos comes e bebes e a camaradagem dos garçons. Ao pedir uma dose de qualquer coisa, os caras sapecam meio copo na maior simpatia. Palco de festas de aniversário de gente desconhecida e reuniões de empresas suspeitas. Todo mundo diz que vai pra outros lugares, mas no fim todos os caminhos levam ao Chapelão.
Diversão rolando solta em outra festança bombando no Neblina Clube.
  • Lanterna Verde: Tipo CC (Clube do Camundongo). Passou a ter esse nome (Lanterna) desde o dia em que o seu proprietário esqueceu de pagar a conta de luz. É dessa época, também, a grande concentração de gatos. Os mesmos permaneciam próximos ao relógio de energia.
  • Neblina Clube, Centro Social Urbano, Clube União, Fogo de Chão, Bailanta de Galpão e Clube do Ratão - Points preferidos da mais fina flor da terceira idade criciumense. Entrada proibida para menores de 65 anos e acesso permitido somente com comprovação de vacina da gripe,é o lugar preferido dos caminhoneiros e casados,e todo tipo de velho babão, a espera de uma carninha nova...
  • Darcy Bar - Bar na região central onde se encontra a ala punk, underground e alguns velhos pra jogar sinuca, ver jogos e tomar bitter com limão, muito conhecido pela grande quantidade de drogas e rojões também.

Hidrografia

Rio Criciúma logo após sua formação: produto de Motumbo.

A hidrografia de Criciúma não tem grandes destaques, a não ser por um rio batizado com o nome da cidade em condições exemplares a nível de limpeza, fruto da extração de carvão na região.

O rio Criciúma foi formado a partir de uma ejaculação de Bengalelê Motumbo, durante uma de suas visitinhas à cidade.

Com as novas obras realizadas, agora denominadas de Canal Auxiliar, se transformará no primeiro metrô aquático para bosta no Brasil. Ligará o centro da cidade com todos os bairros, ou seja, todos os moradores poderão conhecer a merda produzida na cidade.

Patricinhas

Cquote1.png Não edzita tscinão o dzorzínho vai dá-dzi-dedo em tsí! Cquote2.png
Patricinha criciumense sobre edição deste tópico

As patricinhas mantêm a triste ideia incrustada pelas suas mães, ainda no berço, de que o bom mesmo é casar com médico e advogado, para salvar a família da falência! Coitadas... O cara tambem é outro falido e tá pensando que ela também tem dinheiro! Patricinha só namora rapaz de sobrenome bom. Claro que existem as exceções, os milagres: as patricinhas que saem com proletários assalariados, para total desgosto da família.

Patricinha típica de Criciúma

Sempre vivem encantadas com o charme da plebe rude, ao tomarem um porre e ficarem com o garoto que foi para a 10 de Escort ou Voyage.

Deslumbradas por natureza, descobrem a luz quando percebem que podem colocar comida na bolsa antes de entrar no cinema, para não morrer na grana e pagar R$ 4,00 num chocolate Bib's.

Todas sonham em sair com algum colunista famoso da cidade para ganhar silicone de graça, e se tornar uma patricinha de verdade.

Todas são loiras, cabelo liso com uma piranhinha em cima, magras, pensam que são modelos, pensam que aparecer na coluna social dá status, pensam que são celebridades,pensam que pensam. Começam a vida de piranhice já no Energia e se acham as melhores bolachas do pacote com seus Nikes comprados na 25 de Março por uma sacoleira.

Normalmente andam em bandos que é "pra chegar causando". Se vestem praticamente iguais, copiando o estilo da mais "causante". Falam as mesmas gírias, criando uma identidade personalizada para cada "grupetsi", mas sempre derivados de seu dialeto próprio.

Baladinha, grande amor. É nóis! \o/

Sempre fazem biquinho,entortam o corpinho e colocam a mão na cintura na hora de tirar as fotos que pipocam no Orkut cor-de-rosa, cheio de fotos com as legendas: "\o/", "baladinha" "parça", "grande amor" ou "é nóis"!

Faculdade, só medicina ou direito, os cursos com as pseudo-melhores festas. Tiram as melhores notas jogando charme no CDF, que faz os trabalhos para elas, pagando alguém de outro semestre para conseguir informações ou vendendo-se aos professores após o término das aulas (ou durante). Todas costumam jubilar, ficam na aula por 8 ou 10 anos e ganham o diploma com honrarias.


Vocabulário

O vocabulário "patricinês de Crici" (como elas chamam a cidade lá fora), pode ser curtamente resumido em duas frases usadas frequentemente:

GTA Criciúma: Febre na cidade.

"Spráitsi láitsi de latsinha com canudsinho"

(Sprite light de latinha com canudinho)

"Zênci, o Zórzi do Enerzia tem um Zaguar"

(Gente, o Jorge do Energia tem um Jaguar)

Indústria dos Games

A indústria dos games está a todo vapor na cidade. Recentemente foi lançado para todas as plataformas, incluindo o Atari, o incrivelmente realista jogo Grand Theft Auto Criciúma, que tornou-se o jogo mais cobiçado pelas mais diversas faixas etárias da população. Todos se renderam a mais nova mania na região. Para meados de outubro de 2011 serão lançados pela empresa EA Games os seguintes títulos: FIFA Manager LARM 2011 e Guitar Hero VI: Matusa.

Debutantes

Tradição ridícula de Criciúma, todos querem, mas ninguém pega. É o começo da vida social noturna das patricinhas de famílias falidas nobres. Se acham as mais gatas entrando no Mampituba com seus vestidos mais podres ainda, combinando com seus peitos siliconados ou com suas caras botoxadas, chegando com seus carros empenhados, que no dia seguinte o banco tomará como pagamento de dívidas.

Criciúma Esporte Clube

Idioma

  • Abornado - abastado, cheio da grana. (Ex.: Esse cara é abornado prá caramba!)
  • Apianço:- Pessoa com bronquite asmática.
  • Acuar - latir.
  • Afinado - Rir muito. (Ex.: Me afinei de rir!)
  • Bácio - O mesmo que vaso sanitário.
  • Baludo - Grande, porreta.
  • Barda - O mesmo que mania ou fobia.
  • Bobiça - Bobeira.
  • Boto - Pessoa que está sempre com fome.
  • Burdela- O mesmo que anus.
  • Botar no pal - mover uma ação trabalhista.
  • Boleragem - Pagodeiros que jogam futebol e se chamam de "fera".
  • Calor de figo - Rachadura (no pé ou no seio).
  • Cinta - Cinto, cinturão.
  • Chavear - Trancar com chave.
  • Chapuletaço - Forte tapa. (Ex.: Te dou um chapuletaço que tu vai vê!)
  • Chinelagem - Arte de avacalhar com amigos etc
  • Cademora -Daqui a pouco. Ex:Calma cademora ele xega.
  • Cônfiado - Sem-vergonha.
  • Coró – Verme ou larva presente em frutas.
  • Cortaço! - Exclamação dada após um corte.
  • Coxo - O mesmo que tanque de lavar roupas.
  • De balaio – Comum.
  • Dar uma Cóssa - surrar com cintos.
  • Dá-de-dedo - Tirar satisfação.
  • Dá um corte - Responder rapidamente, com ironia e com a intenção de envergonhar alguém.
  • Demônho - Demônio.
  • Dérreal - Dez reais.
  • De Lei - Com certeza.
  • Deu? - O mesmo que "Tá pronto?" e "Acabou?".
  • Deu pra ti! – Cala a boca.
  • Digavarzinho - O mesmo que devagar.
"Que era pra tsí?"
  • Diapé - O mesmo que "a pé".
  • Dijahoje Passou aqui agorinha mesmo,Exemplo:dijahoje ele passou aqui.
  • Dormente - Pessoa que parece estar sempre depressiva.
  • Eu di - O mesmo que "Eu dei".
  • Encarnado - Que bixo louco, Que loucurada.
  • Escalado - Pessoa que se auto convida para alguma coisa sem ser solicitado. Sem noção.
  • Embaciado - Vidro sujo.
  • Embreado - Relacionado a demonstrações de machismo com motos na pirita Ex: "Ele Desceu o morro embreado seu loco!".
  • Esganado - Egoísta.
  • Fora da casinha - Pessoa sem noção, avoada.
  • Fuqui/Fuqueta – Fusca.
  • Fumo - Provém do verbo ir. (Ex.: Nóis fumo pra balada)
  • Vortemo - Provém do verbo voltar. (Ex.: Vortemo lá pelas onze)
  • Imonado - Triste, Sem vontade de fazer nada.
  • Ingrezando - Bebê quando começa a querer falar. Ex.: Ai que fofo! Já tá ingrezando!!!
  • Inticar - Provocar.
  • Ir toda vida reto - Seguir sempre em frente.
  • Loco - Muito legal.
  • Lóki - Idiota, besta.
  • Lamasseira - Muita lama.
  • Massa - Muito legal.
  • Matuzete - Fã incondicional da banda Matusa.
  • Medonho - Pessoa chata, abusada.
  • Miado - Pouco/Ruim/Vaiado.
  • Maloqueiro -Favelado,pobre.
  • Mascarado - jogador que pensa que sabe jogar futebol
  • Mincárno - Estou a fim.
  • Macacolândia-Antigo clube de negros,SRE União Operária.
  • Misturinha - Tudo que é posto na mesa de café da manhã/tarde que não seja somente café.
  • Na cagada - Na sorte.
  • Não tem - Variação de "Você sabe?". "Não tem aquele carro ali?".
  • Não tem? - Tem!
  • Nem a pau - Impossível.
  • Nordeste - Tudo o que fica do Paraná para cima.
  • Nordestino - Não-sulista.
  • Ossa - Expressão de surpresa, "Ossa, ela caiu?".
  • pacarai - Muito(a) ex:"Po cara, aquela gata é gostosa pacarai".
  • Pantãno - Mesmo que barro, lodo. Esta rua tá um pantãno".
  • Palha - Sem-nexo.
  • Patente - Vaso Sanitário, Privada, cagador.
  • Patusco-Velho gagá,caduco.
  • Pão d'água - Pão francês.
  • Pilado - Bem Facil(π*l).
  • Pirita - Carvão.
  • Pía-Lavatorio de banheiro.
  • Pretume - Escuridão; ameaça de chuva.
  • Que era pra tsí? - "O que faltou?" - Maneira com a qual você é abordado nas lojas.
  • Rádia - Rádio.
  • Rãh-Rãh - Expressa concordância.
  • Ramo de ar (ou ramo de are) - Choque térmico.
  • Rancho - Compras para o mês.
  • Réco - Zíper.
  • Se pá - Se der tudo certo. (Ex.: Se pá eu não morrer nas enchentes...)
  • Se pagar - Se exibir, querer aparecer. "Aquela guria se paga um monte",
  • Seu Loco! - Na grámatica popular favelada usa-se sempre no fim de cada frase. Nunca no meio.
  • Sinaleira - Farol.
  • Sincarnô - Gostou; Se queimou; Se enfezou.
  • Sumanta - Surra.
  • Ta ratiando - Está dando bobeira; está provocando.
  • Táca-lhe o pau - Ir bem depressa.
  • Tanso - Pessoa pouco inteligente.
  • Tapasso - Tapa na cara. Exemplo: "Dô-te um tapasso na cara guri que tu vai vê".
  • Táuba - Tábua.
  • Tidoli uma bifa - Mesmo que dar um soco.
  • Te dá-lhe: - Agredir-te fisicamente.
  • Toda vida reto - Bem para frente.
  • Toma - Aguenta essa.
  • Vili - Pessoa de índole má, vil. Ex: "Aix, como é vili aquela criatura, uix!"

Indústria Fonográfica

Último lançamento da indústria fonográfica criciumense: monopólio dos Ceguinhos Cantores.

A principal e mais fulgurante estrela fonogáfica criciumense é a dupla Ray e Kátia, os Ceguinhos Cantores, que conquistaram toda a cidade com suas canções absurdamente magníficas, hits épicos que dominaram os criciumenses que aclamam sem parar o retorno de seus maiores ídolos.

Sucessos dos Ceguinhos:

  • Tu é a Minha Nega - Fazia parte da trilha sonora da novela Escrava Isaura.
  • Mesmo Não Te Vendo, Sigo Te Amando - Regravada pelos garotos do NXZero
  • Manguaça de Domingo - Os direitos encontram-se em negociações com o U2 para uma versão em inglês chamada Sunday Drunky Sunday.
  • Senta No Meu Que Eu Entro Na Tua - tema de José Mayer na novela Viver a Vida
  • Lua de Mel, Catuaba e Amendoim
  • Solteirão - Hit de maior sucesso da Discoteca do Chacrinha, chegou a desbancar Odair José, Genival Lacerda e Wanderley Cardoso.

A segunda potência [sic.] musical da cidade costumava ser a Banda Dinossauro, a banda cover de qualquer coisa e capazes de fazer John Lennon dar pulos no caixão. E para uma banda chamada Dinossauro, a extinção foi o melhor remédio. Encontram-se sumidos do grande circuito musical criciumense após a perda de popularidade para o Matusa.

Segundo Mãe Diná, os Dinossauros planejam uma grande volta na base do cover (que surpresa) de grandes sucessos da música como Gretchen, Amado Batista, Sidney Magal, Emilinha Borba, Tonico e Tinoco e outras pérolas.

Atualmente na city, quem mais esta pedindo caviar em restaurantes sem olhar o preço são Neguinho & Emanuel, a dupla é referencia hoje em dia quando se fala em Sertanojo nesse município, á boatos de terem suspendido um show do Luan Santana pelo fato que a dupla ia tocar no BBBBBBbowling, o empresários do vesguinho achou melhor não correr o risco da falta de competitividade e ninguém ir ver o Meteoro devido a mega produção na pista de boliche.

E o Maco & Marlo?

Capital Nacional da Cocaína

Placa de boas-vindas na entrada da cidade

Recentemente, a cidade foi condecorada com o título de Capital Nacional da Cocaína, após uma safra recorde de 2,5 toneladas. Essa premiação animou os produtores de maconha e ecstasy, que pretendem também transformar Criciúma na capital de seus respectivos produtos.