Crime Fighters

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

{{#logotipo:http://images.uncyc.org/pt/7/78/Konamipedia2.png}}

Virtualgame.jpg Crime Fighters é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, uns metroids chupam a Samus.


Lutadores do Crime
Crimefighters-arc titlescreen.png

Konami incentivando a arte do grafite

Informações
Desenvolvedor Konami
Publicador Konami
Ano 1989
Gênero Beat'em up
Plataformas Arcade
Avaliação 5 real pra fazer caridade
Idade para jogar 14

Crime Fighters é um jogo cheio de violência desnecessária e altamente lisérgico lançado no final dos anos 80 pela Konami.

Review[editar]

Muito antes do happy rock, Crime Fighters já era moda com suas calças coloridas.

Assim como praticamente todo beat'em up daquela época, Crime Fighters tem gráficos coloridos e inimigos punk sequestradores de gostosas que você terá que salvar. O game é tão bom e evoluído que o personagem jogável não possui nome, mas está disponível em quatro cores de calça diferentes (amarelo, azul, verde e vermelho) e diferentes etnias também (loiro, moreno, índio e negão - não fizeram japonês porque a fabricação já é do Japão).

A história consiste em um cafetão gordo que está raptando gurias retardadas para formar um puteiro. O jogador sem nome é um policial que deverá resgatá-las e limpar o crime das ruas. Afinal, como essa porcaria de jogo conseguiu fazer sucesso sendo tão tosco?

Simples, os chefes de Crime Fighters são plágios de vilões consagrados dos filmes de terror, como Freddy Krueger e Jason Voorhees e, quando estão muito machucados, eles se ajoelham e pedem por misericórdia (seja sincero, você sempre quis ver um monstro que lhe deu pesadelos se contorcendo de dor). Quando isso acontece, cabe ao protagonista chutá-los até a morte.

Crime Fighters 2[editar]

Para aproveitar o embalo de Crime Fighters, os japoneses espertalhões lançaram em 1991 um jogo que não tinha absolutamente nada a ver, a não ser o fato de ser um beat'em up, e batizaram de Crime Fighters 2. Como o novo game era uma cópia absurda de Final Fight, a Konami mudou o quanto antes o título para Vendetta para que pudesse comercializá-lo internacionalmente sem maiores problemas.