Crixás

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Crixás é um garimpo gigante localizado no estado de Goiás, de onde é transportada a muamba para o Mato Grosso, na fronteira com o Paraguai. Seus habitantes vivem na esperança de encontrar uma pedrinha que os dê condição de ir para Goiânia e tentar uma vida decente.

História[editar]

Funcionário do garimpo de Crixás sendo castigado pelo patrão após esconder ouro na boca

Cidadezinha criado pelo filho do Anhanguera em 1726, que queria seguir o exemplo do pai de tocar terror nas tribos baseado em mentiras baratas. Foram descobertas ali minas de ouro que logo logo passariam para a mão dos portugueses, em troca os índios receberiam espelhos, pentes e chaveiros de R$ 1,99. O vilarejo recebeu o nome de "Crixás", do tupi Curuchás (Quero Chá em goianês).

Em 1755, o arraial de Crixás foi elevado a distrito da cidade de Pilar de Goiás (não melhorou muito). Um tempão depois, o local se tornou município dedicado ao garimpo, graças a Albrecht Dietz Hitler, o Alemão, descobridor de minas de ouro. Minas que foram adquiridas por uma empresa inglesa que passado um tempo fugiu com todo o ouro, deixando os habitantes de Crixás a ver navios.

Com isso Crixás começou a investir no rebanho bovino, que naquele tempo rendia muito em Goiás (até hoje é assim...).

Crixás já foi distrito de um monte de cidades. Já foi distrito de Itapaci, Pilar, Mundo Novo, mas hoje pertence à AngloGold Ashanti - Mineração Serra Grande. Se tornou município em 1953, pela Lei Estadual 850LOL/53, e tem orgulho de ser esse pântano que é hoje. Sendo Governada por corruptos, como qualquer outra cidade brasileira.

Economia[editar]

Os prefeitos desta pífia cidadela recebem da mineradora agrados para se manterem inertes quanto à percepção de tributos. Por isso a Cidade é pobre.

A economia de Crixás se baseia na exportação de ouro para a fronteira com o Paraguai, de onde é revendido clandestinamente para a máfia turca.

Geografia[editar]

Crixás fica longe de tudo e de todos. Localizada a 314 km de Goiânia, 351 km de Brasília e 118 quilômetros de Ceres, esse lugar fica mais próximo é do Inferno. A posição da cidade no mapa indica a sua condição de periferia de Pilar de Goiás.

Educação[editar]

A educação de Crixás é excelente. Segundo os dados da respeitosa Wikipédia, a cidade tem muitos "Alunos que se derão bem em campionatos brasileiro" [1].

População[editar]

A população de Crixás é constituída de 14.547 robôs catadores de lixo e pedras (que deveriam ser) preciosas, tratados na base do tronco, portanto se você quiser ir trabalhar lá, trate de não roubar nenhum ouro.

Referências