Croissant

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Pão do Bowser.jpg Este é um artigo gastronômico.

Super Mario garante: "Todas as torradeiras tostam este artigo!"


Cquote1.svg Você quis dizer: Lagarta de Itu Cquote2.svg
Google sobre Croissant
Cquote1.svg Ele é de comer Cquote2.svg
Capitão óbvio sobre Croissant

Croissant (BR: croássâ) é um pão na forma de uma lagarta de Itu, que nao tem gosto algum, e não passa de um pão enfeitado. Veio das maiores profundezas da Disney, porém é muito popular na França. Não podendo-se dizer o mesmo nos EUA, pois ele não possui colesterol suficiente para os americanos.

Sobre[editar]

Um exemplo de Croissant maligno

Croissants, são os pães franceses esquecidos pelo tempo, Croissants são feitos de baba de vaca, e enrolados como um charuto cubano e assados no micro-ondas durante 1m e 60s. São de grande importância na religião dos Oompa Loompas que acreditam que croissants sejam deuses que irão tirá-los das mãos do terrível Michael Jackson Willy Wonka.

Estudiosos dizem que Croissants são extraterrestres que pretendem dominar a Terra, porém, seu líder durante sua viagem espacial passou do ponto e ficou queimado, e desde então, estão na espera de um novo líder para poderem começar seu plano maligno de dominar o universo e comer toda a raça humana.

Curiosidades[editar]

Foto de seu último líder sendo capturado por um Japones.

Devido à sua vida atual principalmente na França eles aderiram à algumas culturas locais, tais como:

  • Um bigode peludo (não retratada na foto, pois a foto foi tirada logo em sua chegada ao nosso planeta)

E o pior deles:

  • São franceses

Porém, Croissants ainda têm seu lado bom:

  • Ainda não encontrado.

Técnicas para se fazer um bom Croissant[editar]

Os melhores Croissants são assados no fogo do inferno e depois temperados com um grande banho de resto de gordura da fritura do pastel, e depois são pincelados e então são distribuídos entre os franceses que os comem no café da manhã, e eu também. Porém, ainda rolam boatos de que existem mais de 45000 minas de Croissants na Cuba e em outros países onde Judas perdeu suas valiosas botas. Hoje em dia os Croissants são feitos nas piores melhores fábricas localizadas na República Democrática do Congo, Serra Leoa, Níger, Burkina Faso, e Guiné-Bissau, de onde são enviados para o lixo todos os lugares do mundo. Nelas, são usadas tecnologias de ponta, desenvolvidas por nerds do Afeganistão. Há alguns requisitos mínimos para um croissant, ele não deve possuir mais de 1,3m de envergadura, pois senão, eles teriam um novo líder e conseguiriam dominar o mundo.