Crusaders Football Club

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Crusaders Football Club
Escudo do Crusaders.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Cru Sadia Football Club
Origem Bandeira da Irlanda do Norte Irlanda do Norte- Belfast
Apelidos
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote
Torcedor Ilustre
Estádio Sevira
Capacidade
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador Nuvola apps core.png
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga Campeonato Norte-Irlandês
Divisão NIFL Premiership
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Crusaders Football Club é um dos times mais antigos, mais tradicionais e mais vitoriosos da Irlanda do Norte, ou seja, tão relevantes quanto o Treze da Paraíba. O nome do time é uma piada de mal gosto sobre a grande quantidade de infiéis que foram massacrados e mortos durante a época das Cruzadas. Tal humor negro faz referência ao péssimo futebol apresentado pela equipe, numa metáfora como se estes estivessem assassinando a bola do jogo a cada nova horrível jogada desensaiada.

História[editar]

Fundação[editar]

O clube foi fundado em 1898, sendo um dos mais antigos fundados na Irlanda do Norte, numa tentativa infrutífera e inútil de tentar copiar o sucesso do futebol na Inglaterra a quem os norte-irlandeses tanto invejam. Infelizmente, tanto pioneirismo obrigou o Crusaders a jogar apenas meros amistosos com times caridosos o bastante para se interessar em jogar na desprezível Irlanda do Norte.

Nos seus primeiros 40 anos de existência ficou fadado a jogar só na Segunda Divisão da Irlanda, torneio o qual ganhou umas 20 vezes só que mesmo assim não pode subir à Primeira Divisão porque ainda nem existia primeira divisão dado a baixa qualidade do futebol norte-irlandês. O desespero foi tanto que a equipe mendigou participações nos campeonatos escoceses e irlandeses, onde obviamente por ser distante e ruim demais foi totalmente negada.

Estreia na divisão superior[editar]

Sua estreia na primeira divisão foi pelo Campeonato Norte-Irlandês de 1949-50, onde obviamente perdeu para os times mais bizarros possíveis e não teve a menor chance de ser campeão. Foi nessa época que a equipe ficou famosa por sua insistência e perseverança, pois enquanto 90% dos times norte-irlandeses dessa época faliram enquanto não ganhavam nada, o Crusaders se manteve por mais de 20 anos mesmo sem ganhar nada.

Foi na década de 60 quando disputou suas primeiras Taça das Taças, campeonato que jamais passou da primeira fase, onde tomou goleadas de porcarias desconhecidas como Valencia CF um time completamente secundário da Espanha e IFK Norrköping da Suécia.

Década de 70[editar]

A partir da década de 70 o Crusaders finalmente ganhou seus primeiros títulos norte-irlandeses, o que não significa absolutamente porra nenhuma, pois até meu time de tiozões peladeiros de fim de semana ganharia essa porcaria. Como eles vivem no meio do nada, este campeonatinho nacional foi extremamente comemorado apesar de tudo.

Nesta época jogou a memorável Liga Europa de 1976–77, onde foi sorteado a jogar na fase preliminar contra o Liverpool FC no jogo que ficou conhecido como never-lode-alone em homenagem ao lema do time inglês que era muito badalado e idolatrado. O time norte-irlandês perdeu por apenas 7x0 e foi eliminado feliz.

A década ficou marcada ainda pelo advento dos The Troubles, nome de Hooligans irlandeses que passaram a usar o futebol para descarregar a frustração de não conseguirem refutar os argumentos dos ateus, evolucionistas e demais seres racionais. Estes torcedores de religiosidade fervorosa começaram a criar pancadarias nos estádios para tentarem estranhamente provarem-se corretos e todo clássico contra o Cliftonville FAC passou a sempre ser rodeado de tensão, tanto que num deles um guarda foi morto com um tiro, mas é isso que os cruzados fazem com os infiéis.

Década de 80[editar]

Já na década de 80, nada de mais aconteceu, além de uma derrota impressionante por 4x0 sofrida perante o Newport County FC do País de Gales, o que rebaixou a Irlanda do Norte eternamente como o pior país de todo o Reino Unido.

Década de 90[editar]

O time do Crusaders continuou um lixo, quando se classificava para alguma competição internacional, jogava só aquela fase café-com-leite e mesmo assim só foi goleado. Olha só o nome dos times que já o golearam: Servette FC, Silkeborg IF e Zalgiris Vilnius.

A década de 90 ainda marca a estreia do time na Liga dos Campeões, na edição de 1997-98, numa fase preliminar com derrota perante o poderoso Dinamo Tbilisi do tradicional país da Geórgia, por um apertado placar agregado de 8x2, apenas 6 gols atrás do rival, foi por muito pouco.

Anos 2000[editar]

Nada de interessante continua acontecendo, mas pela Liga da UEFA de 2011-12 a torcida do Crusaders se mobilizou mais uma vez, quando soube que enfrentaria um time inglês pela segunda vez em sua história. O rival desta vez era o Fulham FC, que estava então na Terceira Divisão inglesa, o que gerou uma falsa esperança de que o Crusaders dessa vez tinha uma chance real de desbancar um time inglês, o que seria incrível e memorável! Mas... perdeu de 7x1 no agregado e não passou da primeira fase.

Liga da UEFA de 2014–15[editar]

O maior ano da história do Crusaders, quando finalmente passou de fase em qualquer competição fora da irrelevante Irlanda do Norte. O Crusaders eliminou o FK Ekranas de Sei Lá Onde na fase café-com-leite da competição. Parabéns! Mas depois tomou 5x1 do Brommapojkarna (putz) da Suécia.

Títulos[editar]