Cruzeiro da Fortaleza

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer: Deserto de Minas Gerais Cquote2.png
Google sobre Cruzeiro da Fortaleza

Cruzeiro da Fortaleza é uma cidadela de Minas Gerais. O nome é a única coisa interessante na cidade, já considerando que Minas Gerais não tem saída para o mar e mesmo assim deram um jeito de fazer um cruzeiro passar perto de uma fortaleza... Aliás, a tal fortaleza da cidade que tanto falam tem uma existência tão duvidosa quanto a marinha do Acre.

Fundação[editar]

Um dos trechos da cidade. Para mim parece mais uma república socialista fracassada.

A fundação da cidade ocorreu quando uma indústria mineradora apareceu na região querendo escavar um suposto material que venderiam para o exército brasileiro usar como arma mortal de destruição em massa. O tal material mais tarde seria conhecido como bieberbônio... Mas isso não vem ao caso.

A mineradora deu origem a tudo: ela que fez com que os habitantes ousassem morar em um lugar que mal saneamento básico tem e que sequer tem alguma estrutura para as pessoas terem filhos e manterem eles nas escolas de lá.

Cidade[editar]

A cidade em si é algo muito parecido com aquelas cidadezinhas estranhas do GTA: é só uma manchinha pequena com 5 ruas ou menos. Essa pequena manchinha miserável abriga a prefeitura, uma praça onde os mendigos dormem e mais uma quadra de futebol que o prefeito usa para disputar as "peladas políticas" (é assim que ocorrem as eleições de prefeito por lá).

O restante da população fica espalhada pelo que resto do município devastado, é claro. A maior parte do terreno de lá é como o Texas nos Estados Unidos: cheio de mexicanos e com um calor infernal. No caso, em Cruzeiro da Fortaleza os mexicanos são os animais peçonhentos de lá. Sew bem que pragas não são tão diferentes de mexicanos.

Atualmente[editar]

A cidade está elaborando planos para permitir o aborto e legalizar o surgimento de partidos fascistas pela região. Mesmo assim, um mero município não teria tal autonomia, a não ser poder elaborar leis inúteis e proibir a distribuição de camisinhas. O