Cu

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Aviso: Cu não tem acento!


Nota: Para outros significados de Cu, ver Cu (desambiguação).
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.
60px-Bouncywikilogo.gif
Para os fanáticos religiosos entre nós que escolhem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Cu.
Discionario em png.PNG
O Descionário possui um verbete sobre Cu
Até o mundo tem cu
Imagem do popularmente conhecido "cuzão", ou ainda aquela "cara de bunda", como diz o Gabriel o Pensador em suas músicas ridículas sem melodia.
Umbigo de bêbado tem dono. Já o cu...
O cu já serviu de inspiração até para bandeiras.

Nota: o trecho seguinte está "compactado" de modo a despoluir visualmente o contexto da página toda.

Cquote1.pngVocê quis dizer: Check UserCquote2.png
Google sobre Cu
Cquote1.pngVocê quis dizer: Casa do caralhoCquote2.png
Google sobre Cu
Cquote1.pngVocê quis dizer: ÂnusCquote2.png
Google sobre Cu
Cquote1.pngExperimente também: Vagina Cquote2.png
Sugestão do Google para Cu
Cquote1.png QCu.ME Cquote2.png
Computeiro metido a engraçadinho sobre o seu CU
Cquote1.png Quem tem CU tem medo. Cquote2.png
Ditado Popular sobre Cu
Cquote1.png Não, não sou o Senhor dos Anéis... dos anéis de couro! Cquote2.png
Alborghetti sobre cu
Cquote1.png Seu cu é meu, meu cu é seu. Vamos comer meu cu? Cquote2.png
Eu sobre Cu
Cquote1.png Não tem cú, não tem culpa!!! Cquote2.png
Whatarrel sobre Cú
Cquote1.png Cu não tem acento, acento é que tem cu. Cquote2.png
Professor Pasquale sobre a não acentuação do Cu
Cquote1.png Traz a vassoura, 02. Cquote2.png
Capitão Nascimento sobre Cu
Cquote1.png Nossa hoje cê tá um cu hein. Cquote2.png
Seu amigo sobre Você
Cquote1.png O orifício circular corrugado, localizado na região ínfero-lombar de um cidadão em elevado grau etílico, deixa de estar em consonância conforme os direitos constitucionais irrevogáveis e invioláveis vigentes na sociedade e conforme as leis de propriedade privada. Ou melhor dizendo: Cu de bêbado não tem dono! Cquote2.png
Rui Barbosa sobre Cu
Cquote1.png E não protejo general de dez estrelas que fica atrás da mesa com o cu na mão Cquote2.png
João de Santo Cristo sobre cu
Cquote1.png É que nem gosto, cada um tem o seu Cquote2.png
Sabedoria popular sobre Cu
Cquote1.png Já cansei de rasgar. Cquote2.png
Típica Garota Carioca sobre Cu
Cquote1.png O Negócio é comer BOCETA e Cú Cquote2.png
Alexandre Frota sobre cu
Cquote1.png Bosta não é tinta, dedo não é pincel. Quem quiser limpar o cu, por favor trazer papel. Cquote2.png
Poeta em um banheiro de rodoviária sobre Cu
Cquote1.png A diferença entre cagar e dar o cu é meramente vetorial. Cquote2.png
Isaac Newton sobre Cu
Cquote1.png Na União Soviética o Cu toma em VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Cu

Cquote1.png "Vai tomar no cu... Bem no meio do olho do seu cu Cquote2.png
Cris Nicolotti sobre Cu
Cquote1.png Mas... é no meu cu ou no seu cu? Cquote2.png
Homem Dúvida sobre Cris Nicolotti
Cquote1.png Vai segura a arma como, 07? Vai enfiar no cu, 07? Cquote2.png
Capitão Nascimento sobre Cu
Cquote1.png Tomar no cu é vitamina, como tu e tuas primas! Cquote2.png
eu sobre Cu
Cquote1.png Cu de Lula bebado não tem dono Cquote2.png
ditado popular sobre Cu
Cquote1.png Váááá tomar no seu cú! Cquote2.png
Dercy Gonçalves sobre você e seu Cu

Formato de um toba
Zac Efron exibindo toda a proporção do cuzão querendo dar

O Cu, (vulga toba), também conhecido por brioco, anel de couro e cagador, é o famoso orifício corrugado ou esfíncter muscular, também conhecido como o lugar onde você vive tomando. O Cu é de grande importância no vocabulário popular e também anatomicamente.

Para as putas, é de grande importância econômica; para os viados, um modo de vida. E para os viados travestis, tem-se tornado cada vez mais um instrumento de grande importância econômica também. Também é fundamental para as pessoas ofenderem os outros e xingarem jogadores pernetas em dia de futebol: "vai tomar no cu". Serve fundamentalmente para as professoras de 1ª a 4ª série explicarem que monossílabos terminados em u não são acentuados. Também serve para indicar distância: "mora no cu do judas". Ari Toledo e outros piadistas também vivem do cu, pois servem para tornar suas piadas mais cretinas e tirar risos dos incautos.

O elemento anatômico em apreço foi imortalizado por um dos maiores cuzões da MPB. Em canção intitulada "O cu do mundo", Caetano Veloso soube perceber a dupla natureza do cu enquanto vocábulo, chamando-o de "adjetivo esdrúxulo em U (onde o cujo faz a curva, o cu do mundo, esse nosso sítio)" e de "substantivo, comum". Curiosidade relevante: em Portugal, diz-se cu para a bunda. Dado que à injeção os portugueses chamam pica, tem-se que "tomar uma pica no cu" é frase que pode sair da boca de qualquer senhora católica (e bigoduda). O cu também serve para desenhar um Snoopy (desde que acentuado). E também foi motivo para Salvador Dali, que calculou que ele tinha 37 pregas

Descobrimos onde fica cofre, divisa do toba, do Brasil.

Atenção: em bom português, a acentuação da palavra cu tem um conjunto de regras rígidas. Não deixe de consultar tais regras para maiores esclarecimentos.

Tabela de conteúdo

Onde o cu foi parar

Certa vez escutei uma expressão extremamente bizarra. Tão bizarra que, obviamente, imaginei diversas explicações pra ela. Nenhuma plausível.

Uma foto do Seu Cu no Orkut. Velho, acabado e sujo (Deve ser por causa das pintadas).

- Cara, que cansaço. Vou dormir até meu cu fazer bico!

E então meus pensamentos param pra especular sobre a cena. Por que eu nunca vi um cu fazendo bico. Nem o meu. Acho que é por isso que eu já acordo cansado. Eu nunca dormi o suficiente. Nunca dormi até meu cu fazer bico. E além da dificuldade de imaginar a cena propriamente, existem várias possibilidades de um cu fazer bico.

Situação: o cidadão acorda e vê que está sem seu cu. Fica terrivelmente assustado, é claro.

- Mulher, cadê meu cu? - Saiu. Foi fazer bico. Dormiu demais, mané.

E, a partir daí, surgem várias possibilidades. Ele sairia à procura do seu cu, e o encontraria vendendo sucos pela rua. A "banca de refrescos do Cu" estaria servindo sucos para ganhar uns trocados. Vivemos em uma época difícil. Achar emprego não é fácil hoje em dia. Principalmente para um cu cabeludo. Os empregadores têm um preconceito contra cabeludos que vou te contar. Então o cu estaria fazendo esse bico pra ganhar uns trocados e ajudar nas contas da casa.

Ou então ele encontraria seu cu em uma fábrica de bicos. Ele estaria ajudando a fabricar bicos para bebês. Estaria fazendo bicos. Para crianças e para mamadeiras. O que obviamente me causou nojo. Vá saber a procedência de um bico ou o nível de higiene de uma fábrica de bicos.

Mas eis a ideia que mais assusta qualquer cidadão: encontrar seu cu sendo fotografado, fazendo biquinho. Tipo aquelas caras que as pessoas fazem quando tiram fotos. Vocês sabem do que eu falo.

Decepção total para qualquer pessoa. Ver seu cu posando para fotos assim, se deixando fotografar para qualquer um? Como assim?! O cidadão teria tanta vergonha do seu cu que o deixaria em casa para sempre. Não teria coragem de deserdar seu próprio cu, porque aí o cu dele pode parar nas mãos de qualquer um.

Relação cu/merda

Indivíduo tomando no meio do cu.

Cquote1.png Merda cagada não volta ao cu. Cquote2.png
Oscar Wilde sobre Cu

Cquote1.png Não adianta piscar que eu não volto mais!" Cquote2.png
Merda sobre Cu

O cu faz merda. Entendeu? Nossa, essa informação mudou sua vida, não? Tome no cu por isso...

Na realidade, a merda é produzida dentro do intestino, ficando o cu com a inglória e desagradável tarefa de expelir o bolo fecal. A tarefa é ingrata por que, na realidade, o intestino absorve a parte boa do alimento, deixando para o pobre orifício a árdua tarefa de ensinar os morenos a nadar.

História do Cu

Last chance for cu, aproveite

Pouco tempo depois de Deus criar o homem, todos os órgãos do corpo recém-criado queriam ser o chefe. E os argumentos que cada um deles apresentou para assumir a chefia foram os mais diversos.

O cérebro dizia com a arrogância própria dos cérebros: "Eu penso por todos vocês. Eu sou a inteligência. Eu controlo tudo por meio das ações dos meus neurônios. Então, se alguém aqui tem que ser chefe, esse alguém sou eu."

"Nós é que devemos assumir a chefia, pois somos nós que transportamos todo o corpo aos mais diversos lugares. Ainda que o cérebro queira ir a algum lugar, se nós não quisermos levá-lo então o corpo não vai a lugar algum" falaram as pernas em coro recusando o falacioso argumento da cinzenta massa.

E as mãos: "Isso é pura bobagem. Nós executamos todo o trabalho e é com ele que ganhamos dinheiro para o corpo sobreviver. É com esse dinheiro que todo o resto do corpo se mantém. Nós vamos ser o chefe."

"Onde não há sangue não há vida. Quem manda o sangue a todas as partes do corpo sou eu. Portanto, eu devo ser o escolhido". Foi o que o coração falou tentando deixar de lado toda a emoção do momento.

A certa altura, ninguém entendia mais o que os outros falavam, pois todos falavam ao mesmo tempo, até a própria boca. Os pulmões ficaram arquejantes. Os olhos, irritados. O fígado e os rins reclamavam e, até mesmo, os intestinos se manifestaram provocando um grande mal-estar.

Uso do cu, profissionalmente falando.

De repente, fez-se um inexplicável silêncio e ouviu-se uma voz muito grave e solene:

-Quem vai ser o chefe sou eu.

Quem falava isso era o Cu. E todos deram uma sonora gargalhada. Afinal de contas, ele nunca havia sido levado a sério. Nunca nada fizera por merecer qualquer atenção, a não ser alguns ruídos ininteligíveis e fedorentos. E merda, muita merda. Mas o Cu insistiu:

-Quem vai ser o chefe sou eu. Querem ver?

E mais não disse. Nem fez. Fechou-se em si mesmo, ou em copas como dizem alguns, numa imagem bem apropriada. Enfim, deixou de funcionar.

Em poucos dias, o cérebro não mais conseguia raciocinar direito. Os olhos ficaram embaçados. As pernas não mais se punham em pé e as mãos pendiam flácidas sob braços enfraquecidos. As batidas do coração ficaram imperceptíveis de tão débeis. Os pulmões estavam nas últimas. Todos sobreviviam com dificuldade. O corpo estava à beira da morte.

Sem alternativa, todos os órgãos concordaram em reunir-se ao final do expediente. E todos concordaram que o Cu foi designado, aclamado e aceito por todos como Chefe.

A partir daí, as coisas começaram a se normalizar. Cada uma das partes do corpo fazia o seu trabalho enquanto o Olho do Cu a tudo observava, organizava e dirigia. Mas, principalmente, fazia o que dele se esperava: merda, muita e muita merda tal como convém a qualquer chefe digno dessa função.

A partir daí, soube-se que não é necessário ser um cérebro nem ter uma grande inteligência para ser o Chefe. Um simples Cu, que passa todo o tempo a fazer merda, pode muito bem ser o Chefe.

Acentuação de Cu


Vamos ver o que diz o renomado Professor Pasquale sobre essa importante questão:

Cquote1.png Por ser um monossílabo tônico terminado em U, a palavra Cu não leva acento. Cquote2.png
Professor Pasquale

Mas também há um ditado popular, mais empregado:

Cquote1.png Cu não tem acento, acento é que tem cu. Cquote2.png
Sabedoria popular sobre Cu

Acredito que isso é mais do que o suficiente.

Nomes populares para o Cu

Veja Nomes populares para o Cu e tire sua Curiosidade.

Expressões populares contendo a palavra "cu" no sentido chulo

As mais comuns no Brasil são: "Vai tomar no cu!" (ofensiva) e "dar o cu" (sexual), inclusive pronunciada em muitos filmes brasileiros. Para indicação de localização diz-se: "Lá no cu do Judas". Também usado no cancioneiro infantil: "Cuuuuuelhinho se eu fosse como tu, tirava a mão do bolso e botava no cuuuuuuuelhinho..." E, como tudo que é merda, em músicas de forró como: "É o seu vizinho que quer comer meu cuuuuuuuuelhinho..."

Sentido sexual

Um cara apontando bem pro te uku.
  • "Dar o cu" / "Tomar no cu" (chulo): Deixar-se penetrar sexualmente pelo ânus.
  • "Come-cu (chulo/popular): Diz-se de quem tem preferência pela penetração anal.
  • "Cu de alho": Diz-se de alguém com problemas de mau cheiro na região anal.
  • "Não tem carne no cu que dê um pastel de cruzado": expressão chula usada quando uma pessoa não tem nádegas proeminentes.
  • "Bufa-gala (chulo/ofensivo)": designado para gays ou afeminados
  • "Cuey" (popular): nome dado ao ânus dos homens que deixam penetrar sexualmente pela própria vontade
  • "cu Doce": frescura, especialmente feita por mulheres (ou por homens que são mulherzinha)
  • "Cuzar": ato de deixar-se penetrar sexualmente - de propósito, pela própria vontade, querendo - pela região anal.

Sentido ofensivo

CÚelinho
  • "Vai tomar no meio do olho do osso da rabeta do seu cu!"
  • "Vai comer tomate cru": frase dita ao Bozo pelo telefone certa vez!
  • "Vai tomar no cu" (ou VTNC) (chulo/ofensivo): frase bastante utilizada no Brasil para ofender alguém.
  • "Vai tomate cru" (ofensivo): frase que oculta a forma direta de "vai tomar no cu" mas que nem por isso é menos ofensiva.
  • "Vai tomar bem no meio do seu cu" (chulo/ofensivo): também muito usada, o mesmo da frase de cima porém com ênfase.
  • "Vai tomar no olho do seu cu" (chulo/ofensivo): idem à anterior.
    O verdadeiro terceiro olho
  • "Vai tomar bem no meio do olho do seu cu" (chulo/ofensivo): idem à anterior.
  • "Vai tomar no centrolho do seu cu" (chulo/ofensivo): idem à anterior.
  • "Vai tomar no meio das pregas do teu cu" (chulo/ofensivo): idem à anterior.
  • "Vai tomar atrás do seu saco" (chulo/anatomicamente inteligente): Idem a anterior, só que melhor.
  • "Cu de burro" (Bras. Chulo): alguém desprovido de inteligência, ou quando alguém faz alguma besteira.
  • "Cu doce" (chulo): Pessoa cheia de luxo; frescura.
  • "Cu de Ferro" (ou C.D.F., lê-se cê-dê-éfe): estudante aplicado e assíduo às aulas, no sentido ofensivo.
  • "Você não tem cu para isso": Diz-se de quem não tem capacidade ou coragem para algo.
  • "Cu de grampo": pessoa intransigente (em algumas regiões do Brasil).
  • "Parece um cu do avesso": para designar pessoa extremamente feia.
  • "Cu de urso": para ofender quem tenha o cu peludo.
  • "Gokuuuu": influência sexual e chula à crianças e adultos do mundo inteiro
  • "Cu frouxo": pessoa que não tem controle de seu ânus; pessoa medrosa (implicitamente: que se caga de medo).
  • "Vai encher o cu de linguiça": para ofender.
  • "Mánucucarai": expressão de multipoliultraxingamento.
  • "Cuzão!" (chulo/ofensivo): expressão utilizada para ofender alguém que não tenha muita coragem, medroso. Ou mesmo para ofender alguém com bunda proeminente.
  • "Cu de ampola": bunda proeminente.
  • "Mais feio que o cu de um Macaco": expressão designada para pessoas extremamente feias.
  • "Só tem o cu porque é pregado": usado para ofender quem realmente não tem porra nenhuma! (Acre)

Cotidiano

Cu de um desconhecido
  • "Fazer cu doce": Fingir não aceitar alguma coisa, quando intimamente muito a deseja.
A solução para cu doce.
  • "Cu de galinha": Remendo de um rasgão em que a linha que o costurou é puxada formando um bolinho (no norte de Santa Catarina).
  • "De cu é rola" (Bras. Chulo): o mesmo que "não é relevante". (somente algumas regiões do Brasil)
  • "Lamber o cu do chefe" (chulo): Puxar o saco de um superior.
  • "Cu de quem?": Diz-se em alguns lugares do Brasil quando se ouve uma pergunta e não se compreende o que foi dito.
  • "Cu da mãe Joana" (chulo): coisa em que todos se metem. negócio sobre o qual todos querem dar sua opinião.
  • "Cu do Judas" / "Cu de Judas" / "Cu do mundo" / "Cu do conde" / "Cudumundistão" / "cudomundópolis" (chulo): lugar distante, lugar pequeno, cafundó, cidade pequena, cidade do interior, lugar deserto.
  • "Passarinho que come pedra sabe o cu que tem": Ditado popular significando que cada um deve saber as consequências daquilo que faz.
  • "Quem tem cu tem medo": Ditado popular significando que todos estão sujeitos ao cu.. digo, ao medo.
  • "Cu não tem acento, o assento é que tem cu": expressão chula para aprender a grafia correta do termo.
  • "O que que o cu tem a ver com as calças?": indicando ignorância sobre duas coisas supostamente relacionadas.
  • "Meu cu!" / "Meu Edi!": expressão usada por gays para indicar desprezo ou indiferença por determinada pessoa/situação
  • "Cu de Frango" pessoa medrosa.
  • "Ficar com o Cu na mão!", Quando se sente muito medo.
  • "Você pensa que berimbau é gaita e cu de gato é tamborim": Ditado popular utilizado para designar pessoas que confundem as coisas ou querem utilizar as ferramentas erradas.
  • "cu de prender linguiça" (Chulo): Pessoa que tá fazendo alguma cagada! Mesmo sentido de dizer: - Você é foda hem? Num fez o que eu te pedi...
  • "Enfia no cu" (TV): Frase dita quando alguém pergunta:"E o bambu? "
  • "Não tem um cu que priquito faça um lanche":1. Pessoa cuja situação financeira é desfavorável;- 2. Pobre.

Vai tomar no centro da imagem do miolo do seu cu!

  • "Cu d'Agua" Indivíduo Lerdo, Panaca, Zero a Esquerda, Que só pega no tranco!" Ex:OLHA LA!!! SÓ FAZ MERDA NO TRANSITO, É UM CU D'AGUA MESMO!!!!

Situações complicadas

Um oferecimento: Unimed. Aproveite a vida a fundo
Pluto mostrando o seu.
  • "Pior do que dar com o cu na guia": expressão utilizada para designar uma situação difícil.
  • "Cu de confusão": é quando um homem sai acompanhado de uma mulher com roupas sensuais.
  • "Cu pra conferir" ação difícil, trabalhosa e chata.
  • "Cu de boi" (chulo): 1. briga, desordem, rolo. 2. garrucha (na Bahia).
  • "Cu de gato": briga, desordem ou rolo. (em algumas regiões do Brasil)
  • "Quem tem cu tem medo" (Bras. Chulo)
  • "Tomou no cu" ou "Levou no cu" (chulo): Dar-se mal em algo.
  • "Pimenta no cu dos outros é refresco" (Bras. Chulo): variação de "Pimenta nos olhos dos outros é refresco" expressa que o alvo da mensagem está pouco se importando com o sofrimento alheio.
  • "Tirar o cu da seringa" (Bras. Chulo): Livrar-se de situação embaraçosa.
  • "Tirar o cu da reta": Livrar-se da culpa por determinado problema.
  • "Cu no chão, dinheiro na mão": Termo chulo para exigir pagamento antecipado.
  • "Não ter no cu o que periquito roa" (Bras. Chulo): Ser extremamente pobre (algumas regiões do Brasil).
  • "Ficar com o cu na mão" (Bras. Chulo): Ficar cheio de medo, apavorado.
  • "Ficou com o cu piscando." (Bras. Chulo): Estado emocional de uma pessoa em situação de perigo e/ou medo.
  • "Pedrou o cu" (Bras. Chulo): idem à anterior.
  • "Cu de bêbado não tem dono" (chulo): Expressa a vulnerabilidade anal de um bêbado.
  • "Se ... acontecer, eu dou meu cu de festa": dito quando algo é improvável
  • "Tirar do cu com um pauzinho" (falado no sul do Brasil, quando se precisa de algo que não se tem.)
  • "É como coçar o cu com o garfo", situação difícil.
  • "Não tem nem merda no cu para cagar", alguém que não tem muitos recursos, miserável.
  • "E no cu, não vai nada?", resposta dada a algum pedido impossível de atender. O mesmo que "Nabun nada não vai dinha?"
  • "Cu não é meu, pau nele!", quando já encontrou alguém em quem por a culpa pelo problema, e quer mais é que se foda.
  • "Tava com o cu que não passava um pensamento ensebado"(chulo): situação difícil, se trancando/apertando de medo
  • "Quem não tem cu largo, não faz trato com pica grossa."(chulo): traduzindo: Não faça um trato que não possa cumprir.
  • "Ver o cu da gata assobiar" : usa-se numa situação muito complicada.(traduzindo): Se você não quiser ver o cu da gata assobiar não esconda suas revistas pornográficas na sua gaveta. (Norte do Acre)
  • "É o cu da cobra" : Expressão usada para salientar uma situação complicada ("Vixe, esse treco é o cu da cobra"). Também utilizado para expressar raridade, magnitude, esplendor ("Achei um negócio que é o cu da cobra de legal")

Expressão de impaciência ou exagero

Nem quero pensar por onde esse dedo passou!
  • "Todo mundo quer ser rola, ninguém quer ser cu" (chulo): para expressar revolta quando alguém quer ser mais esperto que os outros tirando vantagem em tudo e contra todos.
  • "Cu que é bom ninguém quer dar" (bras.): expressão chula que indica impaciência de um em meio a outros que estão a importuná-lo.
  • "E no cuzinho[bundinha] não vai nada?!" (ofensivo): expressão ofensiva que indica nervosismo ao ouvir certo pedido (geralmente absurdo).
  • "Soca no cu!": Para a mesma situação acima, mas já sem paciência logo de cara.
  • "Pau no cu!" (ou PNC): expressão chula de descontentamento e impaciência com algo, alguém ou alguma situção. Variantes: "Pau no seu cu!" utilizada exclusivamente com pessoas participantes em um diálogo. "Pe-ene-cê": pronúncia da abreviatura da expressão, a fim de mascarar o sentido chulo.
  • "Apertado como um cu virgem": Diz-se de um lugar muito apertado
  • "(...) é um cu" (Bras. Chulo): quando algo é ruim, desagradável.
  • "Pega (...) e enfia no cu" (Bras. Chulo): utilizado para exprimir impaciência com algum assunto. As reticências são substituídas na expressão pelo objeto do assunto. Ex.: "pega esse dinheiro e enfia no cu".
  • "E o cu?" (Bras. Chulo): usada pra exprimir indiferença, o mesmo que "E o que eu tenho a ver com isso?" ou "E daí?"
  • "Que cu!" (lê-se kikú) (Bras. Chulo): expressão usada para designar indiferença.
  • "Enfia o dedo no cu e rasga/cheira!": Usado para situações de limite, vulgo desespero.
  • "Enfia dois dedo no cu e rasga": Mesma situação acima.
  • "Tirar o cu da reta": (Chulo): Sair da frente (sentido literal); isentar-se de responsabilidade (sentido figurado e mais costumeiro que o anterior).
  • "Vou tirar (...) da onde? Do cu?" Quando não se tem da onde tirar o que foi pedido, dá-se esta resposta.
  • "Te dou meu cu se tu fizer (...)" expressão chula usada por pessoas que estão pedindo um favor qualquer.
  • "Cu da mãe": Expressão chula, diz-se para alguém desagradável. "Pega e mete no cu da mãe!". Com variações, podendo ser "no cu da vó", no "cu do pai", no "cu de quem te come", etc.
  • "no cu da Mãe das Trevas" (chulo): Usado em alguns lugares do Brasil, pode aparecer em duas situações: quando alguém procura algo e não encontra (deve estar perdido no cu da mãe das trevas); ou quando alguém perturba as ideias de outra pessoa a procura de algo.
  • "Fecha o cu!": Calar a boca, para uma pessoa que está falando bobagem (em Pernambuco).
  • "Teu cu pardal (chulo) : forma de discordar de alguma opinião, fato ou tese (no Paraná)
  • "Até o cu fazer bico" (chulo): Até não aguentar mais. Ex.: "Vou beber até o cu fazer bico".
  • "Até o cu entortar" (chulo): idem anterior (algumas regiões do Brasil)
  • "Mete no cu" (chulo): Usado em momentos de discussão exaltada, com algo que desagrada.
  • "Encher o cu" (chulo): usado para exprimir quantidade. Ex.: "O garoto encheu o cu de sorvete e passou mal"; "Pegaram e encheram-lhe o cu de tiro".
  • "Tá de cu duro !" (chulo): Usado para uma negativa. Ex.: " "Fulano está de cu-duro com o carro" , ou seja, não quer emprestar o carro.
  • "Rasgando o cu com a unha" (chulo): Doente, passando mal, etc..
  • "Só tem o cu prá morrer de peste" :referindo-se a alguém que está totalmente falido.
  • "Vai ter que dar o cu a pila" :sujeito com divida que não tem como pagar.

Outros

  • "Cu de breu": Busca-pé (em Pernambuco).
  • "Cu de jegue": Cachaça com rodelas de limão e sal (no Alagoas).
  • "Cu de cachorro" ou "Cu de mulata": amarelinha (Thumbergia alata), uma espécie de trepadeira.
  • "Cu-de-Lume": Pirilampo, vaga-lume, inseto que tem luz própria e fica na parte traseira.
  • "Cu de burro": Suco de limão e sal, acompanha a cerveja em churrascos e botecos (em São Paulo).
  • "Cu do mundo": Lugar longe, tão longe que você nem quis aprender o nome.(Acre)
  • Zuck
  • Haroldos do meu Brasil varonil, não vos ofendeis. Afinal o nome "Bráulio" não ganhou conotação sexual? Então. A ideia é essa. Daqui a alguns anos tudo volta ao normal... (se é que um dia este caralho foi normal... Ah vai se fuder porra!...)
Isso é que é cu! (Caso você não prefira o Acre). Em destaque, o cu do mundo e a casa do caralho.

Pragueje, poliglota

AAAAA!Que cu, que cu, que cu!

AAAAA! Che culo, che culo, che culo! (Italiano)

AAAAA!H!Que cul, que cul, que cul! (Francês)

AAAAAAAAAch! Was für ein Arschloch! Was für ein Arschloch! Was für ein Arschloch!

Em inglês (principalmente em chats em língua inglesa) utilizar CU para "see you" (em inglês, pois as letras C e U – lidas separadamente – fazem o som de "see" e "you"), é bastante comum, provando que americanos e ingleses são uns cuzões.

Em espanhol Cu se refere ao nome da letra Q, do latim . O plural é cus. Daí a expressão: QUE CÚ!

CU é o código ISO 31661 alpha-2 de Cuba, e portanto também o Domínio de topo de Cuba, oficialmente o cu do mundo (ou casa do caralho, para os sodomistas).

" Cu não tem acento, o acento é que tem cu. "

O Cu, (vulgo toba), é o famoso orifício corrugado ou esfíncter muscular, também conhecido como o lugar onde você vive tomando.

O Cu é de grande importância no vocabulário popular e também anatomicamente. Para as putas, é de grande importância econômica; para os viados, um modo de vida. E para os viados travestis, tem-se tornado cada vez mais um instrumento de grande importância econômica também. Também é fundamental para as pessoas ofenderem os outros e xingarem jogadores pernetas em dia de futebol: “vai tomar no cu“. Serve fundamentalmente para as professoras de 1ª a 4ª série explicarem que monossílabos terminados em u não são acentuados. Também serve para indicar distância: “mora no cu do judas“. Ari Toledo e outros piadistas também vivem do cu, pois servem para tornar suas piadas mais cretinas e tirar risos dos incautos.

O elemento anatômico em apreço foi imortalizado por um dos maiores cuzões da MPB. Em canção intitulada “O cu do mundo”, Caetano Veloso soube perceber a dupla natureza do cu enquanto vocábulo, chamando-o de “adjetivo esdrúxulo em U (onde o cujo faz a curva, o cu do mundo, esse nosso sítio)” e de “substantivo, comum”. Curiosidade relevante: em Portugal, diz-se cu para a bunda. Dado que à injeção os portugueses chamam pica, tem-se que “tomar uma pica no cu” é frase que pode sair da boca de qualquer senhora católica (e bigoduda). O cu também serve para desenhar um Snoopy (desde que acentuado). E também foi motivo para Salvador Dali, que calculou que ele tinha 37 pregas.



Odes ao cu

Era uma vez... Cu

Era uma tarde sombria
na Aldeia de Japeru
nascia um ser pequenino
com o belo nome de Cu.

Aos oito ÂNUS de idade
inteligente pra chuchu
todos admiravam
a capacidade do Cu

Aos dezoito ÂNUS
General foi proclamado.
Todos admiravam o Cu,
valente sou-dado.

Quando foi para a guerra
este valente chorou
não por covardia
pois o CU
da mãe lembrou

Numa batalha feriu-se
na aldeia de Tariendu
Veio uma bala perdida
e furou o olho do CU

Os soldados Japoneses
numa tarde derradeira
tendo o general morto
Cobriram o CU com a bandeira


Cu, Porteira Redonda

Cu,

porteira redonda

cercada de fios de cabelo

por onde passa o sinuelo

das tropas que vem do bucho.

Pra conservar as tuas pregas

não precisa muito luxo

é só limpar com macegas

no velho estilo gaúcho.


Te saúdo cu de índio xucro

sovado de tanta bosta

por que coragem tu mostras

quando a merda vem a trote

e se ela é meio dura

devagar tu não te apuras

pra evitar que te maltrate.

Cu

velho cu miserável

sempre de boca pra baixo

pois sendo cu de índio macho

desses que caga em tarugo

e nunca deixa refugo

se alguma merda carregas

é só limpar com macegas

ou mesmo usando um sabugo


Cu,

mártir do corpo

malquisto e desprestigiado

no mais das vezes cagado

e enferrujado na rosca

teu destino é coisa osca

pois enquanto a vida passa

a boca bebe cachaça

e tu sempre a juntar moscas.


Tenho dito.

Vídeos

Vai Tomar no Cu, por Cris Nicolotti



O cu desse bêbado já tem dono



Ver também

Vamos rasgar e gozar dentro.


Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas