Culpa

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Experimente também: Cu Cquote2.png
Sugestão do Google para Culpa


Culpa é uma coisa que nenhuma criatura tem mas, pode acreditar que a tenha e ser acusado por tontice, já que acredita-se erroneamente que quem não deve não teme mas, isso é outra crendice popular sem préstimo, até porque quem deve mesmo costuma ser cara de pau e nem mostra culpa. Em termos jurídicos, culpa ganha o chique nome de culpabilidade.

Remorso[editar]

Um ser acostumado a conviver com a culpa.
A sem-vergonhice culpa costuma deixar a pessoa nua.

Culpa no geral vem dando a bunda pro remorso, que significa remoer o que foi feito igual a cachorro roendo osso ao invés de comer ração. Algumas pessoas fazem cara de culpadas sem nem ser, algumas vezes o são, outras vezes são culpadas mas, conseguem fingir que não, porque sabem mentir sem fazer cara de bunda ou porque são sociopatas mesmo daqueles que matam tendo orgasmo e, às vezes comem a vítima nos dois sentidos.

Nem todo culpado tem remorso, como vimos mas, o remorso em casos normais é grudado se acasalando com a culpa e fica atormentando a consciência. Claro que, depois que a criatura fez a merda não adianta nada mas, se a consciência ter remorso pode ajudar ao menos a solucionar o caso e não fazer as pobres criaturas perderem tempo tentando descobrir o culpado ou até pegando uma inocente criaturinha para ter alguém para acusar.

Tem muitas coisas que nunca se descobre quem tem a culpa e na maioria das vezes as desgraças não tem mesmo um culpado mas, algumas tem e esse filho de rapariga nunca é descoberto e continua trocentos se fodendo por culpa dele mas, não é pego, isso quando não tem um zé ruela levando a culpa em seu lugar.

Quem tem culpa[editar]

Dedo pronto para apontar um culpado.

O dedo apontando o lápis é uma acusação de quem é o culpado mas, em tempos remotos o dedo em riste era apontado para alguém que já se acusasse, para que enfim ao mistério todos pudessem ver quem era o culpado afinal, mas hoje o dedo duro é apontado para alguém que o apontador de lápis (de novo)? acha que pode ser o culpado e, algumas vezes esse dedinho sinistro é pontado com raiva e ferocidade, outras vezes com choro, outras com medo, outras sem ligar muito mas, pior é quando esse dedo estava antes enfiado em algum estranho buraco.

Se a própria pessoas se acusar deve-se investiga assim mesmo porque existe a auto-acusação falsa por vários motivos, eles podem ser porque o culpado verdadeiro lhe prometeu coisas do tipo uma noite de sexo sujo, ou limpo mas não faz diferença, ou pode ter prometido dinheiro ou ainda ter prometido matar o auto-acusador. Ainda pode se querer dizer culpado sem o ser por achar que é culpado mas não ser, como isso acontece? Memórias falsas e acredite: O ser humano tem toda espécie de noias mesmo sóbrio e tem tranqueiras saídas de tudo que é canto do cérebro e ainda é o cu que fabrica bosta.

Ver também, se quiser[editar]