Cunha Porã

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Luís Henrique da Silveira.jpg Se quésh quésh, se non quésh, dish!

Este artigo é catarinense! Já entrou em coma alcoólico na Oktoberfest, sabe o que é boi-de-mamão, tem um poster do Guga e pensa que é alemão!

Venha para o lado barriga-verde da força você também!

O portal de Cunha Porã. Mais de 30% da verba da prefeitura é gasta para limpar esse letreiro...Ah sim! Não tem prefeitura em Cunha Porã

Cunha Porã é mais uma cidade do falido oeste catarinense, apesar de não o chamarem de falido, mais de 8000 100 cidades não deram certo no local e a maioria vive como a Orânia na África do Sul: Isolada perante a triste realidade aos arredores.

Essa cidade com nome típico indígena com certeza NÃO foi fundada por indígenas e sim por um grupo de alemães que queriam sustentar (ou melhor, continuar) a cultura super tradicionalista alemã, que acabou após a segunda guerra mundial.

História

Cunha porã surgiu após gaúchos que haviam sido expulsos da sua terra depois de serem pegos comendo os animais nos dois sentidos... OU NÃO! das fazendas de um grande latifundiário eles resolveram pegar tudo o que tinham e se mudar para um lugar onde poderiam recomeçar a sua história.

Ao chegarem lá eles estavam foragidos da justiça. Eles contaram às suas esposas (leia-se Ovelhas) que estavam foragidos por terem sonegado o imposto de renda (que não existia na época... OU NÃO!) e então construíram as suas barracas discretamente para não serem notados pelos imigrantes nos arredores.

Eles viveram pacificamente até que os mantimentos tinham acabado. Como eles não sabiam plantar eles tiveram que escolher um para fazer esse duro trabalho, eles pegaram os restos de milho e arroz e botaram na terra, mas como aquilo não ia nascer da noite para o dia resolveram matar uma de suas esposas Ovelhas para matar a fome.

Tiraram no palitinho e então o fizeram, porém sempre havia um que comia mais que o outro, afinal eles comiam mais do que um condenado à pena de morte.

Com o passar do tempo eles tinham perdido até o lugar das mudas e todas as suas esposas ovelhas o jeito foi passar a assaltar as fazendas, isso deu certo... Até eles localizarem os foragidos. Ou melhor, os habitantes de Cunha Porã.

Quando eles foram condenados havia um último desejo antes da execução, um deles disse então: "Quero que deem o nome da cidade de Cunha Porã, é o nome da minha ovelha esposa" e até hoje esse é o nome da cidade.

Destaque

Somente cachoeiras e um teatrinho sobre como era a vida dos homens que eles chamaram de "colonizadores locais", as cachoeiras tem nomes bem curiosos: Cascata do gato preto (a menor cascata do mundo)? Cascata do monojolinho (a segunda menor cascata do mundo)? Mirante Belvedere (que é onde os zoófilos gaúchos posaram).

Agora que sabe, aposto que quer ir para a cidade fazer uma visitinha.

Serviços

Como se chega na cidade não se sabe, mas se sabe o número da prefeitura para você passar trotes para lá que é 0800... A prefeitura não permite dar o número pois NÃO TEM PREFEITURA LÁ!