Curdistão

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Curdistão é uma pseudo-nação de uma pseudo-cultura de um pseudi-povo no meio do continente asiático compreendendo metade desse continente. Seu principal estado é a Região Autônoma de Dahūk

História[editar]

Curdistão é a versão árabe de Atlântida. É uma nação desconhecida, tão desconhecida que até o Estado da Palestina é mais autônomo e o Acre é mais visado.

O Curdistão recebeu treinamento de guerrilha com as FARC, de terrorismo com o Talibã e de política com o IRA.

O pseudo-líder atual do Curdistão é Öcalan, ele declarou guerra a Turquia em 1994 que por pertencer à União Européia quis dizer que o Curdistão declarou guerra à Europa, depois que o povo curdo foi derrotado humilhantemente nessa pseudo-guerra, passou a se concentrar mais em combinados políticos. Conseguiu então apoio da Síria na compra de energia nuclear e AR15s para em 2000 conquistar com sucesso o deserto iraquiano. Esse território durou pouco, pois após a invasão americana, é óbvio que os americanos não sabiam diferenciar curdos de iraquianos e matavam ambos e extinguiu o Curdistão.

A Seleção Curda de Futebol. Estão com três a menos porque eles foram capturados por forças iraquianas.

Öcalan foi apedrejado em uma pseudo-praça pública curda acusado de péssima administração do país e por ter colecionado consecutivas derrotas. Öcalan tentou viver como mafioso italiano em 2005, mas foi pego pelo Poderoso Chefão e quase morreu. Recentemente foi preso no Quênia por desviar verbas públicas e o Curdistão só se ferra cada vez mais. A Turquia finalmente de saco cheio mata Öcalan para acabar com essa perda de tempo e bane o Curdistão dos anais da história.

Política[editar]

Pseudo-território curdo roubando território de um monte de país

Curdistão por ser um país abandonado possui uma política de Eu contra Todos e tenta na base da raça fundar seu país.

Se aliou à Palestina recentemente que são territórios que buscam os mesmos ideais.

Etnia[editar]

Ver também: Língua curda

O povo curdo são andarilhos do deserto esquecidos pela humanidade. Eles não são árabes, não são judeus, não são turcos, não são comunistas, não são nazistas, não são balcãs, não são indianos, não são japoneses e não são brasileiros, eles são curdos e sua peculiaridade é desconhecida. A única coisa que se sabe desse povo é que eles não possuem peculiaridade e foram esquecidos pelo mundo.

Boratasiacentral.jpg
Ásia
v d e h

Países: Afeganistão | Arábia Saudita | Armênia | Azerbaijão | Bahrein | Bangladesh | Brunei | Butão | Camboja | Cazaquistão | China | Chipre | Coreia do Norte | Coreia do Sul | Egito | Emirados Árabes | Filipinas | Geórgia | Iêmen | Índia | Indonésia | Irã | Iraque | Israel | Japão | Jordânia | Kuwait | Laos | Líbano | Malásia | Maldivas | Mongólia | Myanmar | Nepal | Omã | Paquistão | Qatar | Quirguistão | Rússia | Singapura | Síria | Sri Lanka | Tadjiquistão | Tailândia | Timor-Leste | Turcomenistão | Turquia | Uzbequistão | Vietnã

Territórios: Abecásia | Caracalpaquistão | Caxemira | Chipre do Norte | Coreia | Curdistão | Estado Islâmico do Iraque e do Levante | Goa | Hong Kong | Macau | Manchúria | Nagorno-Karabakh | Ossétia do Sul | Palestina (Cisjordânia e Faixa de Gaza) | Taiwan | Território Britânico do Oceano Índico | Tibete