Cyanobacteria

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Fungos 8.jpg Este artigo é relacionado à biologia.

Não estrague o artigo, ou sentirá o gosto da mandioca brava.

Tubarão.jpg Este artigo é aquático!

E é especialista em natação. Se você vandalizar, ele te joga uma tsunami, então cuidado com os tubarões e não leia sem usar uma máscara de oxigênio.


Cianofíceas
As verdes (?) Cianobactérias.
Classificação científica
Domínio: Porcariota
Reino: Bactéria
Filo: Cianófitas

Cquote1.png Você quis dizer: Cianobactérias? Cquote2.png
Google sobre Cyanobacteria
Cquote1.png Você quis dizer: Algas azuis? Cquote2.png
Google sobre Cyanobacteria
Cquote1.png Experimente também: Bactéria Cquote2.png
Sugestão do Google para Cyanobacteria
Cquote1.png Se elas são algas, porque não estão no Reino Monera? Cquote2.png
Você sobre abordando algo que nem eu sei explicar
Cquote1.png Se elas são verdes, porque as chamam de algas azuis? Cquote2.png
Você sobre abordando outra questão interessante
Cquote1.png Ah, sei lá! Cquote2.png
Qualquer um sobre as perguntas acima
Cquote1.png Eu tenho medo! Cquote2.png
Regina Duarte sobre Cianobactérias e suas indagações

Apresentação[editar]

Cianofícea, Cianobactéria ou mesmo Alga Azul é o segundo e último filo existente no curto e pequeno Reino Monera, sendo este filo o mais estranho e absurdo de todos dentro do Reino, como se isso fosse possível. Tudo isso basicamente por três motivos:

Cianobactérias (essas sim são Ciano.
  1. Apesar do nome Ciano (ou seja Azul) ele é mais verde do que qualquer outra coisa, principalmente quando está em suruba agrupamento com outras bactérias de sua mesma estrutura celular;
  2. Mesmo recebendo a denominação de Alga Verde Azul, ele está no grupo das Moneras, e não no Reino Protista, como as Algas de verdade estão, provando que não é alga porra nenhuma;
  3. Consequentemente, por estar no Reino Monera, ele não é uma Alga e sim uma Bactéria, o que torna o seu nome "Alga Azul" a coisa mais sem nexo desse filo, mesmo assim ainda o reconhecem por esse nome.

Mesmo com todos esses problemas expostos acima, desde o seu nome até a sua integração ao Reino que nem tem relação alguma com a sua alcunha, o filo continua lá, intacto, e sendo ensinado com a maior naturalidade pelos nossos professores, que pouco se importam em tirar nossas dúvidas com relação a isso, querendo mesmo que nós nos fodamos ferremos nisso tudo, já que, mesmo sendo algo totalmente ilógico e fora da realidade, provavelmente irá cair no Vestibular e nos ferraremos da mesma forma, eles ensinando, ou não, afinal, eles já passaram no vestibular mesmo.

Características bactericidas[editar]

As mais de oito mil formas das Bactérias, incluindo as Algas Azuis.

Podendo possuir mais de oito mil formas, entre elas a de estrelas, bolas, vibradores, coelhos ou mesmo de porra nenhuma, as Cianobactérias estão entre as mais velhas criaturas do mundo, depois da Dercy Gonçalves e da Tua mãe com o Teu pai. São basicamente estruturas simples de organismos aquáticos que vivem na água, com somente uma célula no meio do corpo ou em alguma extremidade (afinal, não possuem o corpo muito grande para ter mais), sendo a sua única célula livre de carioteca (o que sabe-se lá no que isso influência, mas deve ser importante ou não) e ainda são fotossintentizantes (o que deixa mais óbvio ainda de que elas são Algas Verdes, e não Azuis).

Por serem criaturinhas do barulho que aprontam encrencas que até Deus duvida, não são de se expor muito ao sol, preferindo ficar curtindo a sua vidinha na água e sendo protegidas por uma estrutura que funciona como um protetor solar para elas, chamada de "Bainha de Mucilagem" (WTF?).

As verdes Algas Azuis, vai entender uma coisa dessas.

Quando irritados com alguma coisa que prejudique o Meio ambiente em que estão inseridos (principalmente lagos, rios ou mares, que são os seus preferidos), ainda mais quando é o ser humano (que nesses momentos parecem mais desumanos do que humanos) que adora fazer isso parecendo um terrorista, eles fazem uma enorme doidera chamada de Eutrofização, que nada mais é do que provocar a maior masturbação entre eles mesmo, que acaba gerando mais e mais Cianobactérias no lugar (eles não se reproduzem sexuadamente).

Com esses milhões de novas Cianobactérias criadas dessas gozadas voluntárias, uma crosta de algas azuis (mesmo sendo elas todas verdes) acaba surgindo no leito do rio/lago/mar onde foi rolada a festinha, sendo que isso impede a passagem de luz do sol e de oxigênio para os animais aquáticos que também moram alí, fodendo (literalmente falando) com todos eles, deixando que somente as Cianobactérias, poderosas e mais fortes, continuem vivas e se reproduzindo adoidadamente, totalmente fora de algum controle (azar de quem necessita desse rio).

Festa na água: Cianobactérias mandando ver nesse mar.

Apesar do seu lugar favorito de moradia ser o meio líquido, as Cianofíceas também podem ser encontradas em outros locais, contanto que a bagaça esteja úmida e habitável. Na água, elas tem preferência pela doce, mas nada que uma salgadinha não as divirta também. Locais salinos, congelantes e até mesmo embaixo de folhas de uma imensa floresta, em todos os lugares essas criaturinhas podem ser encontradas, prontas para atacar a qualquer um que as ousar ameaçar, tal qual um mafagafo faria se o encontrasse em um beco escuro.

Durante muito tempo foram classificadas como Algas (O RLY?), pela sua total aparente semelhança com as mesmas. Mais tarde os cientistas viram a grande merda que fizeram e tiraram esse status de Alga da Cianobactéria, que só ficou com o seu "Alga Azul" somente no nome e em nada mais (Ou não?). Com relação às Algas elas podem não possuir nenhum relação, mas acredita-se que elas ainda tenham um parentesco junto com os Cloroplastos, talvez pelo fato delas serem verdes fazerem fotossíntese tal qual essas células verdes da plantas.

Citologia[editar]

Como já foi citado mais acima, as Cianobactérias são estruturas compostas por somente uma única célula. Por serem compostos tão simples, a decoreba para uma prova (tanto da escola quanto para o vestibular) torna-se bem mais simples, talvez seja por esse motivo que os professores e elaboradores de provas estejam se utilizando menos do Reino Monera para compor suas avaliações, haja visto que uma questão com essas coisas é basicamente uma questão dada, já que nenhum doido é capaz de errar qualquer pergunta sobre elas (nem mesmo chutando pode se erra isso). Basicamente a sua estrutura segue os passos seguintes:

A estrutura de uma Cianobactéria, mais fácil impossível.

1 - Parede celular:

  • Uma fina camada citoplasmática por fora, só para atuar como um lubrificante;
  • Parede celular de peptidoglicano (que nem se compara com uma parede celular de celulose das plantas, mas tudo bem);
  • Duas camadas de polissacarídeos, para dar um voluminho maior na proteção;
  • Mais citoplasma, só para completar a sua "cereja no topo do bolo".

2 - Locomoção: Através de filamentos que se encontram presas na sua parede celular, como se fossem micro perninhas, já que não possuem pseudópodes ou mesmo flagelos como os espermatozóides;

3 - Alimentação: Elas realizam fotossíntese e, em algumas raras excessões para as Cianobactérias mais Do Contra, realizam a Quimiossíntese (que acaba dando tudo na mesma merda no final);

4 - Mais porcarias: Ainda possuem em seu interior mais algumas coisinhas, como ribossomos, nucleóide, membrana fotossintética e mais outras coisas não tão importantes (não vão cair no vestibular mesmo).

Reprodução[editar]

Se tem uma vida sexual que eu realmente não gostaria de ter era a vida sexual de uma Cianobactéria, ou de qualquer outro filo do Reino Monera (que já não são muitos, já que são somente dois). Para ser mais sincero ainda, agradeço a Odin Deus por ter nascido como um primata inevoluído, sem pelos e com um pouco de cérebro, do que uma simples bactéria, sendo ela azul, verde, preta afro-descendente ou mesmo rosa (ui!).

Exemplo de Bipartição ou Cissiparidade. Mais claro do que isso impossível.

As Cianobactérias não se reproduzem sexuadamente, principalmente pelo fato de não possuírem os órgãos sexuais básicos para coisas desse nível (caso você ainda não tenha percebido essa coisa óbvia), ou seja, não possuem um pênis ou mesmo uma vagina, o que as torna totalmente Assexuadas e todo mundo igual a todo mundo. Por esse motivo, tais Algas Azuis devem se contentar em se satisfazer por sí próprio para ter os seus filhinhos, nada mais e nada menos do que uma punheta que acaba gerando descendentes, sem falar que eles, ainda por cima, são clones, com seus acertos e defeitos.

Tal punheta que acaba gerando filhos (afinal, na natureza, nada se cria, tudo se transforma), é conhecida como Bipartição ou Siririca Cissiparidade. Consiste primeiramente e basicamente em uma duplicação do DNA da célula-mãe, de toda a sua estrutura interna e mais o que ela puder duplicar. Ficando com todo o seu material genético duplicado, ela cresce, ganhando todo o dobro do seu tamanho.

Já cheia e não podendo mais segurar o seu clímax, ela lança o que tinha em excesso para fora, de uma forma rápida, voluntária e prazerosa, dando assim origem a uma cópia sua, com todas as suas células e o que mais ela puder. O único problema de toda essa puta falta de sacanagem (literalmente falando) é que a Cianobactéria não pode mais evoluir durante esse processo, nem ela e nem a sua cópia, já que o seu clone reproduz toda a sua estrutura interna, seja ela benéfica ou prejudicial. Em suma, todas aquelas bactérias que quiserem prolongar a sua vida criando um clone, pode acabar na mesma merda mais a frente, nenhum deles será eterno nessa vida. MWAHAHAHAHAHA!