Década de 1980

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Placa80.svg

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 80's!
E provavelmente achava que a Gretchen era a rainha do rebolado.

Xuxa mostrando suas habilidades

Cquote1.png Esta é minha melissinha, que vem com pochetinha! Cquote2.png
Guria Retardada dos anos 80 sobre o comercial que fazia
Cquote1.png Isto non Eczinte mas Cquote2.png
Padre Quevedo sobre Anos 80
Cquote1.png Eu sou você amanhã Cquote2.png
Capitão Nascimento sobre MacGyver
Cquote1.png EU não eczistia Cquote2.png
Google sobre Anos 80
Cquote1.png Eu tinha medo. Cquote2.png
Regina Duarte sobre Anos 80
Cquote1.png Hei... anos 80. Charrete que perdeu o condutor... Morri por lá! Cquote2.png
Raul Seixas sobre Anos 80
Cquote1.png O problema, nesse caso, era o de junta: junta tudo e joga fora. Cquote2.png
Rogério Skylab sobre Anos 80
Cquote1.png Época em que a reencarnação do Apocalipse chegou: Faustão. Cquote2.png
Eu sobre Anos 80, quando surgiu o "Perdidos da Noite", com o dito cujo
Cquote1.png Naquela época ainda dava pra chupar um pinto e pagar de hetero Cquote2.png
Gayzinho sobre Anos 80

A década de 1980 ou anos 80 foram o grande momento da mudança no centro da dominação mundial, com o apodrecimento da União Soviética e a consequente queda do conhecido Muro de Berlim, que seria o marco inicial da década seguinte.

O que foi isso, caramba?

Olhe a quantidade de coisas que você virgem aos 40 anos ou o seu pai/a sua mãe brincou quando criança.

Este foi o período no qual se tornaram famosas coisas bizarras como Michael Jackson, Cyndi Lauper, Prince e Culture Club.

Foi também o tempo do lançamento dos primeiros computadores e do famoso Show da Xuxa, que trazia desenhos muito toscos e duros de assistir como He-Man, Smurfs, os Flintstones (originários dos Anos 60 em todo o mundo menos no Brasil), dentre outras porcarias cheias de mensagem subliminar.

Também foi a época do lançamento dos super-heróis japoneses na falida Manchete, com a tecnologia mais avançada do que dos super-heróis americanos, como Changeman, Jaspion e Jiraiya.

Mais tarde, os americanos lançaram os super-heróis inspirados nos japoneses, como os Power Rangers, com fabricação chinesa.

Economia

A economia brasileira nesta época foi marcada pelos índices de inflação nos trocentos porcento, sendo que por isso mesmo tivemos somente nesta época três moedas, uma com o nome de Cruzeiro, a outra com o nome de Cruzado e a última com o nome de Cruzado Novo.

Mas de fato, nenhuma dessas três moedas conseguiu ter valor durante muito tempo.

O Orwelliano ano de 1984

Umas das estrelinhas que brilhavam nos anos 80... Ops! Ok, fez mais sucesso nos anos 70, tempo de coisas gays como ABBA, Pink Floyd e YMCA do Village People.

Este foi o ano das grandes produções que mostrariam a dominação Orwelliana, como o desconhecido filme "Eletric Dreams" mostrou com uma arquievidência irrefutável.

Também foi o ano em que surgiu a moda das passeatas em que se juntavam muita gente e nunca davam em nada, como o caso das famosas passeatas das Diretas Já.

Neste ano também foi que surgiu os mitos Madonna e Cyndi Lauper, além de termos em anos anteriores (1982 e 1983, mais precisamente) o estouro definitivo de Michael Jackson, que entrou para a história com o seu horroroso disco Thriller, que acabou por assustar muita criancinha inocente... E isso já nos anos 80!

Flashdance, Dirty Dancing e outras porcarias

Essa época foi muito rica de filmes bobos que faziam sucesso sem ninguém saber por que, até porque atores como Patrick Swayze e Sylvester Stallone eram muito limitados.

Além disso, tivemos grandes exemplos de porcarias como E.T., Gremlins (ancestrais emo dos Mafagafos) e Cocoon, coisas bizarras que volta e meia são narradas pelo Narrador da Sessão da Tarde.

A verdade é que essa época foi a mais tosca e vazia de todas, tanto que é lembrada pelo dinheiro que ninguém conseguia manter no bolso.

Comportamento Feminino nos anos 80

Nos anos 80 boas moças e algumas moças boas ainda casavam virgens, muito embora tivessem feito sexo oral, anal, deixado colocar só a cabecinha e fornicado com cachorros.

As mulheres podiam andar de mãos dadas com as amigas sem que os passantes as julgassem sapatões porque a moda de lésbicas instantâneas (ou nissin-lésbicas) ainda não havia surgido.

Poucas e atrevidas mulheres dirigiam, razão da época ter tido o menor número de acidentes de trânsito, sendo que elas esperavam pacientemente as ligações de seus pretendentes em casa pois o celular ainda não existia em larga escala.

A palavra "feminismo" à época não significava um conjunto de ações e ideias toscas que mais prejudicaram as mulheres do que ajudaram,ou seja liberar geral, enquanto que "machismo" era aplicável apenas aos seres do sexo masculino.

Moda

Mitsui,uma guria retardada dos anos 80...será?

Mulheres usavam calças "bag" ou "saintropeito", cuja cintura ficava logo abaixo dos peitos-de-ovo-frito e deixava suas bundas empinadas à força.

Homens tinham que parecer másculos, ou seja, vestiam calças jeans surradas, tênis All Star (que na verdade é dos anos 70), enormes camisas para fora das calças e muita, muita maquiagem.

Animes

"Cresce aí delícia!" Uma das frases que alguns usaram para tentar processar os Thundercats.
Caverna do Dragão, um dos únicos melhores desenhos dos anos 80.

Para alegria dos otakus, surgiram nesta época grandes Animes que foram exibidos por todo o mundo, exceto no Brasil, que era controlado pelas maléficas Organizações Globo.

Eram vários desenhos muito divertidos, como por exemplo os famosos Dragon Ball, Cavaleiros do Zodíaco, Hokuto no Ken e Super Campeões, que foram febre no Japão e em países da Europa e nos Estados Unidos.

No Brasil essas atrações só foram chegar a ser exibidos nos anos 90, mostrando o enorme atraso causado pelo isolacionismo dos tempos dos militares e a falta de preparo para uma abertura de verdade.

Ao menos foi nesta época que o Fusca foi descontinuado no Brasil, só voltando a ser fabricado por insistência do mineiro "tupetudo" conhecido por Itamar Franco, persona non grata que Doutor Roberto não aprova.

Videogames

O Playstation 3 dos anos 80

Surge a Não-Intendo que revoluciona o mundo dos games com seus primeiros consoles; entre os de maior susseço estão NES, Super NES, Nintendinho e Game Boy(ola). Tambem teve jogos de muito susseço menor fracasso como Pac-Man, Bomberman, Street Fighter, Donkey Kong e o famoso Mario Bosta Bros. A Sega ainda não existia bem como seus joguinhos de quinta. Os Arcades eram bem mais baratos e em conta, o que fazia com que as empresas produtoras de videogames não tivessem bons lucros e atrazasses o pagamento de seus cobaias empregados. Já existia Computador, mas era um lixo (isso no exterior, porque no Brasil ninguem nem mesmo sabia o que diabos era isso).

Séries

Quem diria que um seriado mexicano pudesse fazer tanto sucesso e ultrapassar a barreira doas anos 80, invadindo até o milênio seguinte?

Durante a década de 80 séries de TV bizarras e clássicas surgiram para educar nossos filhos eram séries de humor puro e com personagens que faziam peripécias dignas de Merlin. Vamos aos clássicos:

  • Chaves

Coisas de Silvio Santos, proprietário do SBT, uma emissora de TV sem grade alguma. A série se trata de um menino carente (se fosse nos tempos de hoje um pivete ou pequeno marginal), que vive em uma vila onde acontecem as maiores confusões.

  • Alf, o ETeimoso - Paródia inspirada no blockbuster ET (de 1982), era uma série de TV em que se colocavam o personagem extraterrestre em convivência com os humanos, sempre armando as maiores confusões e fazendo a alegria do Narrador da Sessão da Tarde, que segundo alguns, era um teenager naquela época.
  • Punky, a levada da Breca - Outra série idiota que foi muito exibida pelo SBT nos anos 80 e que se baseava numa garota abandonada pelos pais e que vivia com um cara bem velhinho, que tinha idade e tipo para ser o vô dela... Dizem que ela lembra e muito em estilo a tal Marimoon.
  • Super Vicky - Um robô que tinha enormes habilidades e que era conhecido nos States como "a pequena maravilha"... Teria passado inicialmente na Globo para depois ser reprisada na Record.

Repercussão

Tantos produtos bregas acabaram derretendo o célebro de muitas das crianças que viviam na época, deixando suas mentes permanentemente presas naquela época. Assim, tornou-se comum ver marmanjos de 20 e tantos anos passando correntes de e-mails lembrando reminiscências daquela década que seria melhor terem permanecido esquecidas ou frequentando as famigeradas Festas Ploc, em que dançam ao som de músicas que já eram ridículas na Década de 80.

Foi para tentar ajudar os acometidos por este mal que surgiu a associação sem fins lucrativos Nostálgicos Anônimos, mantida pela Fundação Bozo de Amparo e Assistência. Por meio de reuniões semanais, os nostálgicos tentam perceber que cresceram e que já estão no Século XXI, deixando os ícones dos Anos 80 para trás. A taxa de recuperação tem sido grande.

Música

Reagan, Figueiredo, a bomba do Rio-Centro, as Diretas Já, Trancredo Neves, Sarney, Plano Cruzado, AIDS... numa década em que nada prestou: sua trilha sonora não poderia ser diferente.

Acompanhe, corajosamente, esse breve perfil da música feita naquela década ingrata, e descubra porque a maioria das pessoas que vivem no passado preferem um que seja bem distante dos anos 80.

Rock Brasil

Até o Heavy Metal foi boiola nos anos 80...

Essa história você já sabe. O sempre claudicante rock nacional depois de certo ostracismo no final dos anos 70 ressurgiu com toda força na década de 80. Várias bandas apareceram ao mesmo tempo em grupos vindo de Estados diferentes. Caravanas das bandas do Sul, das bandas de Brasília, das bandas de Minas Gerais. Inúmeras gravadoras picaretas como o selo Plug foram criadas e desapareceram tão logo o fenômemo rock brazuca fosse esquecido.

Como sempre acontece no Brasil tudo chega atrasado. Um exemplo incipiente de New Wave era o patético Gang 90 & as Absurdettes. Aliás, ô década em matéria de nome de bandas. Alguém se lembra do Dr. Silvana & Cia, do Espírito da Coisa, do Herva Doce, do Finis África, de Akira S & as Garotas que Erraram, de Que Fim Levou o Robin?, de Os Melhores, do Eletrodomésticos, do Cinema a Dois, do Cheque Especial ou do impagável Os Heróis da Resistência?

E foi se aproveitando de planos econômicos para lá de suspeitos que o rock tupiniquim deu os seus primeiros passos. Hoje, parece difícil de acreditar, mas o rock brazuca dominava as paradas de sucesso. Nesses tempos sombrios onde pessoas escutam Prodigy como se fosse alguma espécie de música, o rock sumiu, desapareceu das rádios. Verdade seja dita, todos aqueles que criticavam o rock nacional na década 80 não sabiam o que estava por vir. Afinal, dá para levar fé em uma década onde Chico Science & Nação Zumbi, Calypso e Calcinha Preta são a salvação da Pátria?

Ver também