Dízimo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Discionario em png.PNG
O Descionário possui um verbete sobre Dízimo


Rede Record.jpg Este artigo é propriedade de Edir Macedo, assim como a Rede Record e a Universal, e ele fará de tudo para que você seja roubado pague o dízimo!

Igreja universal.jpg
Conheça seus outros planos de dominação mundial clicando aqui.
A grande hora!
Um contribuidor assíduo do dízimo e sua felicidade e satisfação.

Cquote1.png Você quis dizer: mensalão do pastor Cquote2.png
Google sobre Dízimo
Cquote1.png Quem não pagar queimara nas chamas do inferno Cquote2.png
Pastor 171 sobre Dizimo
Cquote1.png É uma marolinha Cquote2.png
Lula sobre Dizimo
Cquote1.png Em nome de Jesus, ninguém aqui vai dar menos de mil! Cquote2.png
Edinheiror Macedo sobre Dizimo
Cquote1.png É uma Binada Cilo! Cquote2.png
Pedro Chapado sobre Dizimo

Cquote1.png Na União Soviética, a Igreja paga o dízimo pra VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Dizimo

Dízimo é um pedágio que as igrejas cobram de um otário para entrar num suposto céu ou curar uma downça, o valor é de 10% de tudo o que o otário fiel ganha trabalhando ou recebendo benefício do governo.

Deposite aqui

Como foi criado[editar]

Esses caras não são otários o bastante para pagar dízimo.
Para onde vai o dinheiro do dízimo.
Depositar na caixinha é coisa do passado.

Certa vez, o líder espiritual e estelionatário Edir Macedo e seu irmão RR Soares foram sem grana do Rio de Janeiro para Cabo Frio e encheram a cara por lá. Na hora de voltar para a capital, os irmãos perceberam que não tinham nem como pagar a passagem da 1001 de volta, então viram-se na necessidade de levantar uns trocados. Então os dois começaram a percorrer a cidade vendendo um frasco estranho, de Lico de Cair Pinto só que com um rótulo dizendo "água santa de Israel". O sucesso da venda do Lico Sagrado foi tanto que os dois voltaram pro Rio e lá criaram a primeira loja da Igreja Universal do Reino de Deus que vendeu muito mais que a empreitada cabofriense. Com o crescimento vieram os custos altos e a empresa igreja teve de adotar novos métodos de arrecadação, daí que certo dia, Macedo pediu a máquina do tempo do Dr Brown (do filme "De Volta Para o Futuro") para reescrever uma passagem na Bíblia a qual agora diz que todo mundo é obrigado a dar 10% (ou mais) do fruto de seu trabalho a Deus, nenhum trecho referia aos intemediários dessa transação.

Como funciona[editar]

Esse é o quarteto dos cobradores de dízimos.

O funcionamento do Dízimo é bem simples, o líder religioso chega ao fiel, passa o caô dizendo que é para Deus e embolsa o trocado. Antes de você passar a grana, eles te hipnotizam com o poder de chantagem, persuasão e charlatanismo.

Como trollar na hora de dar o dízimo[editar]

Na hora que a caixa de colocar a grana passar por você, coloque uma nota de 2 reais (não coloque de 1 real seu noob, esta você vende pois é rara) com um bilhetinho escondido colado com cola tenaz, dizendo frases simbólicas e clássicas, como "Deus não existe", "bota na conta do Papa" ou "escrevi e saí correndo pau no cu de quem tá lendo", entre outras marotagens.

Para que serve[editar]

Serve para financiar mansões e carros importados do próprio pastor a manutenção da Casa de Deus e expansão do evangelho (Por que você acha que Edir Macedo conseguiu comprar a Rede Record?).

Hoje em dia, as igrejas usam o dízimo em nome de Deus ou de Jesus, enquanto os otários do povo ainda oferecem.

Caminhos[editar]

  • 웃 (pobre) -> Estuda -> Trabalha -> Investe -> 웃 (fica rico)
  • 웃 (pobre) -> Só vive rezando -> Paga dízimo -> 웃 (continua pobre)

Ver também[editar]

Impostos da Idade Média

Corveia | Talha | Banalidades | Dízimo | Tostão-de-Pedro | Mão-Morta | Formariage | Prima Note