D. Carlos I

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
PortugalDJoãoscary.jpg Manuel, vê-me dois cäcətinhos, o pá!

Æstə ärtigo é purtugäish, gajo. Élə comə cacətinho cum bəcalhau, tuma um ishtränho vinho, adora cumpetir cum a Ishpänha e tem um bigodão.

Cuidado: Ä qualquêr mumento, Napolião podə quirer-tə invədir

Cquote1.png Eu morro pela causa republicana! Cquote2.png
D. Carlos I

Cquote1.png Isso que é país! Cquote2.png
D. Carlos I sobre Inglaterra

Nem esse estilo a moda Bismarck não o salvou
Carlos I de Bragança Saboia Bourbon e Saxe-Coburgo-Gota foi o penúltimo rei de Portugal. Obviamente ele não sabia que seria o penúltimo, porque se soubesse iria ficar muito triste.

Era descendente das mais ilustres casas reais da Europa. Em sua coroação participou até D. Pedro II que tinha sido exilado do Brasil depois da Proclamação da República. Dizem que foi isso que deu azar...

D. Carlos era um diplomata nato, e passou seu reinado viajando pois nunca gostou da terrinha mesmo. Viajou tanto que não teve tempo de ver os problemas se armando em Portugal. D. Carlos I, que possuia esposas e namoradinhas em cada país da Europa usou dessa influência para colocar Portugal em todas as pautas de reuniões.

O movimento republicano estava muito forte e conspirava para derrubar o rei e seus belos bigodes e portugueses de máscaras de meia começaram a arquitetar a libertação de Portugal.

Tudo foi para o vinagre quando a Inglaterra ameaçou Portugal de uma guerra só porque os portugueses estavam invadindo as colônias africanas inglesas entre Angola e Moçambique. Portugal voltou atrás, já que desde 1580 ele virtualmente não conseguia se defender e vivia na crise econômica. E obviamente a culpa era toda do rei. E também Portugal na verdade sempre foi uma colônia da rainha e jamais desobedeceu seus primos ricos.

Assim como seu ancestral, D. José I, D. Carlos sofreu um atentado por rebeldes republicanos. Porém não teve seu azar e morreu. Seu filho mais novo, D. Manuel II (o arquiteto do plano de assassinato de seu pai), assumiu o trono.

Perícia CSI: Lisboa[editar]

A morte de D. Carlos I causou comoção nacional (felicidade nacional para alguns). A perícia CSI: Lisboa averiguou o caso e constatou nos anais o caso: Republicanos bigodudos, malucos e fanaticos vestindo máscaras de meias e lápis aos ouvidos assassinaram sem dó e por inveja bigodial D. Carlos I no intuito de instaurar a Revolução Portuguesa de maneira falha, os criminosos habilmente foram mortos logo depois pelos guardas reais.

Precedido por
D. Luís I
Rei de Portugal daquém e dalém-mar em África
18891908
Sucedido por
D. Manuel II