D. Miguel I

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer: Tio Scar Cquote2.png
Google sobre D. Miguel I
Cquote1.png Você quis dizer: Loki Cquote2.png
Google sobre D. Miguel I
Cquote1.png Você quis dizer: Irmão invejoso de D.Pedro Cquote2.png
Google sobre D. Miguel I
Cquote1.png Constituinte? Enfia no cu! Cquote2.png
D. Miguel I sobre Revolução Constitucionalista do Porto


D. Miguel de Bragança era filho de D. João VI e Carlota Joaquina, irmão, portanto de D. Pedro I.

Sempre foi o queridinho da mamãe, e sempre conspirou com a mamãe para assumir o trono. Quando o pai morreu (com suspeitas de envenenamento), o reino passaria ao irmão mais velho Pedro, o Imperador do Brasil, que teve uma ideia brilhante: Coroaria a filha como D. Maria II, rainha de Portugal e ela se casaria com o tio D. Miguel.

D. Miguel fingiu que concordava... era um rapaz muito maquiavélico... Tanto que haviam rumores de que antes do pai morrer, D.Miguel I estava cantando uma música muito parecida com a música Se Preparem (do filme Rei Leão, cantada pelo vilão Scar) em um bar português (antes de D.João VI morrer... D.Miguel já havia feito duas tentativas fracassadas de se livrar do pai)..

Da noite para o dia ao invés de um rei gordo e incompetente que sempre come coxinha de frango no trono, Portugal tinha agora como rei um cara magro com mania de grandeza, mandão, esnobe, maquiavélico... entendeu a encrenca né.

Quando já estava tudo combinado, D. Miguel se revoltou. E a causa da revolta era a maldita Revolução Constitucionalista do Porto que de acordo com D. Miguel "foi criada por aquele monte de camponeses pobres e nojentos" e que tinha acabado com o absolutismo na Lusitânia e forçado D. João VI a jurar uma constituição.

D.Miguel simplesmente rasgou essa constituição, ordenou vários portugueses irem para uma praça pública, mandou vários soldados apontarem seus mosquetes para os portugas inocentes, mandou vários portugueses se ajoelharem e disse em alto e bom tom: ME OBDEÇAM, POIS EU SOU UM DEUS!!!!! DIGO... SOU O REI DE PORTUGAL!!!!

D.Miguel I pensando que é Napoleão

Além do mais, como alegava D. Miguel, D. Pedro não poderia ser rei de Portugal e decidir quem seria o sucessor, já que era rei de uma potência estrangeira, vá lá que seja, de acordo com o D.Miguel, aquela "ex-colônia rebelde cheia de gente pobre e fedida" (o Brasil dã). D.Miguel era o tipo de pessoa que olhava para um pobre e dizia, "Não olhe para mim criatura ridícula... eu sou um deus" e depois mandava o coitado para um calabouço (anos depois a Marvel usou essa frase aí em um dos filmes dela).

D. Pedro ficou putíssimo. Tão putíssimo que começou a organizar uma grande força expedicionária para ir derrubar D. Miguel do trono. E descuidou do governo do Brasil quando uma revolta popular derrubou ele.

Sem o Brasil para encher o saco, D. Pedro desembarcou em Portugal e numa sensacional guerra civil D. Miguel foi derrotado e foi para o exilio.

Infelizmente D.Pedro morreu no finalzinho da guerra civil, enquanto D.Miguel viveu mais que o irmão no exílio e segundo os amigos dele da época virou um cara bondoso, humilde, redimido e azarado (também não era mais rei de porra nenhuma... só um zé ruela que ninguém dava importância).

D.Miguel foi viver na Itália, até que teve de fugir de lá porque se meteu numa confusão em Roma, depois foi para a Inglaterra, aonde se meteu em outra confusão, dessa vez em Londres, até que foi para a Alemanha, aonde viveu até a morte. Sempre pedia para voltar para a terrinha, mas mesmo assim os sobrinhos dele detestavam ele e não confiavam nele... tanto que só foi nos anos 50 que os descendentes dele (os descendentes dele ... que não eram nem nascidos quando ele foi rei) puderam voltar para Portugal.


"Este esboço é fraco. Você pode ajudar o artigo
dando Biotônico Fontoura a ele .


Precedido por
D. Pedro IV
Rei Usurpador de Portugal e Algarves
1828 - 1834
Sucedido por
D. Maria II


v d e h
Grandes Padeiros de Portugal