Dança do Ventre

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Horus.jpg

Este artigo é egípcio! Ele foi escrito num pergaminho sagrado e seu escriba é um sacerdote mumificado.

Não profane este artigo, ou a maldição do Faraó irá cair sobre você!

SheikYerbouti.jpg

"Vai tomar no cu", em árabe
Brimo, este artigo é árabe!
Se você entrar no harém dos outros, correrá sério risco de ficar sem petróleo


Cquote1.png Não é necessariamente strip-tease Cquote2.png
Árabe lhe advertindo sobre este artigo

Cquote1.png 80 Reáu!! Cquote2.png
Cigana sobre dança do ventre

Dança do Ventre. Aqui mulher coberta não entra

Dança do Ventre, termo eufêmino para Dança da Pança é uma dança de alto teor sexual oriunda do oriente.

A dança do ventre só pode ser praticada por mulheres, você viado pode ir tirando o cavalinho da chuva. Na cultura oriental se um homem dançar isso ele é prontamente esquartejado, todos seus parentes até terceiro grau são enforcados e seu nome é apagado da história (isso explica porque não há registros de árabes homens que dançam a Dança do Ventre). Na cultura ocidental porém, onde tudo é liberado e depravado e o comportamento homossexual é incentivado, nesses locais homens podem dançar a Dança do Ventre.

Toda dança do ventre é uma sensação, já que é a única oportunidade onde é possível ver mulheres árabes sem burca e ainda por cima semi-nuas e loucas para fazer sexo.

Tradição[editar]

Movimento da foca e demostração de habilidade com a espada. Se o sexo não agradar ela usa a espada você sabe aonde

A Dança do Ventre, manda a tradição que seja dividida em três categorias:

  • Dança do Ventre Sagrada: Dança do Ventre nobre. Praticada por odaliscas virgens com caras de safadas, da alta-classe para sheiks poderosos, chegam a chamar isso de rito sagrado (praticado apenas no oriente).
  • Dança do Ventre Oriunda: Dança do Ventre de cabaré. Relacionada a prostituição a sedução e conquista de homens. Muito praticada por ciganas e putas de campos de combate (praticada no oriente).
  • Dança do Ventre Vagabunda: É a dança do ventre que você faz ou já viu alguém fazer (praticada no ocidente).

A Dança do Ventre também é dividida em categorias regionais:

  • Dança do Ventre Egípcia: Usando muito a mão. Requer das dançarinas muita habilidade com essa parte do corpo.
  • Dança do Ventre Árabe: Versão clássica de rebolado de quadris e barriga com moedas e panos.
  • Dança do Ventre Cigana: Ciganas semi-nuas dançando e precisando de dinheiro.
  • Dança do Ventre Russa: Na União Soviética o ventre dança o corpo de VOCÊ!!
  • Dança do Ventre Americana: Cópia mal-feita por obesas norte-americanas.
  • Dança do Ventre checa: A pseudo-dança presente em filmes pornô.

História[editar]

Um olhar leigo diria que a Dança do Ventre existe desde os primórdios da humanidade como forma de sedução de mulheres, na verdade esse olhar leigo é correto.

Criada no Egito, a Dança do Ventre no início era chamada de Dança das Mãoszinhas pois concentrava esforços na postura das mãos, uma acima e outra abaixo fazendo gestos como se quisesse espetar alguma coisa. A dança era executada por empregadas do faraó para agradar os estrangeiros e (se o faraó não fosse gay) o próprio faraó também.

A dança foi muito cultuada em países da antiguidade como os babilônicos, sírios, indianos, sumérios, persas, gregos e qualquer outro país que tivesse homens que curtissem ver mulheres semi-nuas em seu período fértil dançando.

Nesses primórdios a dança era relacionada apenas àquelas mulheres que queriam ser mães e se aprontando religiosamente para isso (Alá permite isso). É como um documentário de acasalamento no Discovery Channel, só que com humanos árabes.

Quando os árabes invadiram o Egito e incorporaram a cultura do país a sua, a Dança do Ventre foi prontamente aceita pela cultura árabe que adaptaram a dança com gestos com ondulações abdominais (para facilitar futuros trabalhos de parto), rebolado de quadril (para disfarçar qualquer gordurinha em excesso), sorrisinhos marotos e manuseio de panos de mesa e toalhas de banho.

Shakira: acha que é praticante da Dança do Ventre...

Evolução Histórica[editar]

A Dança do Ventre na história mundial moderna foi difundida pelo mundo, e em governos gays como o de Napoleão Bonaparte a Dança foi permanentemente proibida, ou em governos conservadores como o de Kalaf na Líbia.

Na cultura contemporânea, a Dança do Ventre é muito utilizada em filmes pornô-chanchada.

Como se Dança[editar]

  • Primeiro: Vestuário

Dispa-se do máximo de roupa que puder. Se quiser coloque uns pedaços de pano pelo corpo.

  • Segundo: A Dança

A dança é simples. Consiste em contrair a barriga como se quisesse prender o cocô, quando seu intestino estiver doendo começa a fazer força para mijar (cuidado para não mijar de fato).

Não se esqueça de fazer sorrisos sacanas e cobrar pelo serviço no final.

  • Terceiro: Instrumentos
  1. Panos: Podem ser panos-de-mesa, toalhas, véus, fraldas ou lenços de nariz.
  2. Espadas: Quando precisa-se adicionar passos circenses, usa-se espadas e facas como malabares. Esse instrumento também funciona como objeto de defesa pessoal das prostitutas que se metem em cada buraco para dançar isso.
  3. Moedas: Aquelas moedas que você vê cintilando na cintura das dançarinas não é adereço original. São homens que vão colocando o dinheiro ali.

Galeria[editar]

v d e h
Dança...