Dana Plato

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.


Dana Michelle Plato (Rio Branco, 7 de novembro de 1964Pântano, 8 de maio de 1999) foi uma atriz dos EUA, famosa por interpretar Kimberly Drummond em Arnold.

Infância[editar]

Dana nasceu em 1 de novembro de 1963 ou 7 de novembro de 1964 ou até 32 de dezembro de 1900 e Guaraná com Rolha, há controvérsias quanto a data de nascimento.

Sua mãe, Feia Strain, teve-a aos dezesseis anos de idade. Solteira e desamparada, se preocupava com o futuro de seu bebê, foi quando resolveu entregá-la à adoção em junho de 1965.

Michael Jackson e Madonna adotaram ela e se chamou Platão, a criaram em Santo André, em São Paulo (estado). Ela se mudou para os EUA e freqüentou o Bruno Sutter Jr. High School em Jurassic Park, Califórnia.

Carreira[editar]

Sua mãe adotiva, Madonna Platão, começou a levá-la em testes quando ela ainda era muito jovem. Mais ou menos aos sete anos de idade, Dana Platão fez comerciais para televisão, dizem que apareceu em mais de cem anúncios de companhias diversas como Casas da Banha, Coca-Cola e Pernambucanas.

Ela também declarou ter sido cotada a dois papéis em dois concorridíssimos filmes: em "O Exorcista" (1973), como uma garotinha, Regan MacNeil que é possuída pelo demônio; e em "Pretty Baby" (1978) um filme de Louis Malle. Mas dizem que Mady Plato proibiu ambos os trabalhos, pois temia que sua filha acabasse se tornando uma atriz estuprada, sujeitando-se sempre à papéis deste gênero. Apesar de o autor de "O Exorcista", William Peter Blatty, dizer jamais ter tal lembrança de que fora ofertado à Dana o papel no filme.

Em Diff'rent Strokes, Arnold ou até Minha Família é uma Bagunça[editar]

Em 1978, a série "Minha Família É uma Bagunça" (nome americano: Diff'rent Strokes) estreava na NBC. A série foi produzida de 1978 a 1986, sendo um sitcom inovador e polêmico por ter gente negra e branca convivendo juntas sem brigar.

Trata-se da história de um velho viúvo milionário, Phillip Drummond (Conrad Bain), morador de uma cobertura na ilha de Manhattan em Nova York, que adota dois jovens michês garotos negros, Willis Jackson(Todd Bridges) e Arnold Jackson(Gary Coleman), filhos de sua governanta. Antes de morrer, a mãe dos garotos pede ao seu patrão para que cuide de seus pimpolhos, e ele aceita,para desespero (ou não) de Kimberly Drummond, jovem filha legítima de Phillip e interpretada por Platão.

A série se tornou um grande sucesso. Dana Plato nunca passou de uma coadjuvante fuleira, mas declarou ter ganhado mais de 100 mil dólares por episódio (contudo, algumas fontes informativas insinuaram que o valor verdadeiro era de 2 dólares e um maço de cigarros por episódio).

Dana no camarim, te esperando para um bate-papo sacana.
Dana sendo fichada na cadeia.

Plato permaneceu na série até 1984, quando engravidou e depois casou com seu namorado, o roqueiro loucão Lanny Lambert, que estava pegando desde 1983. Os produtores não acharam legal a Kimberly Drummond emprenhar também, por isso Platão foi chutada da série. Conquanto, segundo Leão Lobo,Dana Platão estava arranjando encrenca com a galera do set, todo santo dia chegava bêbada e louca após noitadas cheirando gatinhos com seu bofe. Mas depois disso, Plato fez diversas pontas na última temporada da série, que mudou de emissora, indo para a ABC, em que Kimberly passa a sofrer de bulimia, anorexia, AIDS, HIV e Problemas Mentais.

Há pouco tempo, "Minha Família É uma Bagunça" (título fuleiro que recebeu no Brasil) podia ser vista no canal de TV paga, Nickelodeon, dentro do bloco noturno de comédias "Nick @t Nite". A série foi transmitida pela emissora desde junho de 2006 até o início de 2008. Hoje a série é transmitida todas às tardes pelo SBT com o nome de "Arnold"

Ostracismo[editar]

Platão tentou estabelecer-se como atriz, mas comeu o pão que o diabo amassou. Depois que pariu, ela fez um implante de silicone nos seios e posou para a Playboy em 1989, mas a sua carreira, ainda assim, não decolou. Ela, então, começou a fazer versões B de filmes fuleiros, como "Brinquedo Assassino" e "Rambo".

Em 1992, Plato estava no sufoco e tinha uma criança pra sustentar, então aceitou um convite para aparecer num videogame por uma merreca. O jogo, "Armadilha da Noite", foi mundialmente esculachado por críticos por causa da cena de matança de uma garota assassina de camisola, no entanto, esta cena era considerada a preferida dentre todos os gamers (nerds punheteiros viciados em jogos com tendências psicopáticas. Apesar de tudo, hoje o jogo é visto como um pioneiro na categoria, e por causa deste sucesso nos jogos de vídeo game, a carreira de Platão tomou outro rumo, voltando ela a ser um sucesso.

Em 1994, Plato foi submetida a uma nova cirurgia plástica nos seios na esperança de que ganhasse um papel em um filme que preste. Ela também se esforçava para garantir notinhas no Ego, com matérias sobre as várias tatuagens em seu corpo, incluindo uma pomba cagando em seu ombro esquerdo, uma fadinha alada e uma estrela acima da virilha e flores nos pés.

Rumo ao fim de sua carreira, Platão escolheu papéis eróticos. Ela apareceu parcialmente nua em "Prima Suspeita" (1988) e em "Evidência de Competição" (1995), mas o mais infame deles foi feito em 1998, intitulado "Diff' rent Strokes: The Story of Jack and Jill... and Jill", com Michael Jackson como Jack e ela ainda como Jill. O filme não tem nada a ver com a série "Minha Família É uma Bagunça", a não ser a presença de Plato, que interpretava uma sapata, mas este fora considerado um lixo. Depois disso, Plato apareceria em apenas mais um filme auto biográfico: "Onde andará Dulce Veiga Dana Plato?", em que ela conta tudo sobre sua vida, e ela interpreta sua mãe na primeira fase e ela mesma no final, já baranga e acabada.

Existe um filme chamado Behind the Camera: The Unauthorized Story of Different Strokes, feito tempos depois do fim da série que conta todos os bafões dos bastidores, como Phillip Drummond batendo em Arnold e Mr. T falando palavrões e fumando. Além de alguns outros documentários do canal de biografias da tv, TV Cultura

Já com problemas pessoais, sua mãe morre e sua relação com Lanny Lambert afundou, decidiu namorar com Hugh Hefner, sim, o homem da Playboy!

Morte[editar]

Quando tudo estava aparentemente bem, Dana Plato tomou uma overdose de Vanadom e Vicodin em seu trailer do lado de fora da casa de sua sogra. Sua morte aos 34 anos foi considerada suicídio devido a grande quantidade de pílulas ingeridas.

Seu corpo foi cremado e suas cinzas jogadas no esgoto Oceano Pacífico.

Filmes dessa atual defunta[editar]

  • Return to Boggy Creek (1977)
  • California Suite (1978)
  • Buxas and vampires (1980)
  • A crazy family too (1981)
  • The golden bird (1982)
  • Screams on the hill (1982)
  • Magical times (1983)
  • love five stars (1984)
  • The Love Boat (1985)
  • Magical times 2 (1987)
  • Magical times 3 (1989)
  • night with surprises (1989)
  • Love with great sex (1994)
  • Lamina of box (1996)
  • Club of the blondes (1997)
  • Different stroks (1999)
Dark-Art-Grim Reaper 01DesktopNexus.jpg
Dana Plato já morreu!

Foi beber água junto aos peixes!

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno