Daniela Ruah

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Matisyahu20.jpg Cadê o moedinha?

Este artigo é judeu! Ele odeia palestinos, foi escolhido por Javé e não come camarão porque é caro e anti-kosher. O autor deste artigo provavelmente é contador e deve estar cuidando da lujinha.

ESTE ARTIGO É SOBRE UMA GOSTOSA!!

Ela provavelmente não sabe atuar, dançar, cantar, desfilar, praticar esportes, fazer cálculos matemáticos ou qualquer coisa de útil para a humanidade. Mas quem liga? Todo mundo a conhece apenas porque ela é uma baita duma

GOSTOSA

Morena a toa.jpg


Daniela Ruah
Daniela Ruah
Mostrando como teve sucesso nos EUA
Nascimento 2 de Dezembro de 1983
Bandeira de Portugal Portugal
Ocupação atriz

Daniela Ruah é uma atriz luso-americana que ficou conhecida internacionalmente em 2009 pelo seu papel de Kensi Blye no seriado criminal norte-americano NCIS: Los Angeles.

Infância[editar]

Essa portuguesinha fez o maior sucesso entre os punheteiros norte-americanos.

Nascida em Lisboa, no seio de uma família judaica e filha de médico, Daniela nasceu num berço de ouro e rodeada de dinheiro, pelo que nunca lhe faltou financiamento para suas actividades ou para comprar seu lugar no mundo. Aliás, só o fato de ser judia já era meio caminho andado para ter sucesso em Hollywood, já que os judeus controlam aquela porra.

Recebeu a mais refinada educação, aprendendo o melhor inglês, francês e espanhol, frequentou um escola de betos em Cascais. Nos seus tempos livres recebia lições das "tias", com quem aprendeu todo o gênero de baboseiras, desde receber convidados, a "como comer bombons com faca e garfo", a "como recuperar das cirurgias plásticas" e "aceitar ser substituída por uma modelo 20 anos mais nova do que você".

Carreira[editar]

Daniela feliz por ser a única atriz portuguesa a vingar nos EUA.

Em 2000, com 16 anos, consegue seu primeiro papel na novela da TVI, Jardins Proibidos, ao lado de Vera Kolodzig, ao mesmo tempo que termina o ensino secundário num qualquer colégio privado de Lisboa. Quando completa 18 anos, pede ao seus papás para ir estudar Teatro para Londres, o que estes aceitam, afinal, dinheiro não era problema. Regressa a Portugal para desenvolver a sua carreira profissional, que basicamente se resumiu a participações em novelas e seriados nacionais. Em 2005 foi apresentadora do programa Cinebox na TVI, uma bosta qualquer sobre cinema.

Em 2007, decide mudar-se para Nova Iorque para ir estudar num estúdio famoso e caro, juntamente com Benedita Pereira. Daniela começou longo a dar nas vistas nos Estados Fudidos da América e ainda tinha o trunfo de saber falar inglês decentemente, ao contrário da maioria dos portugueses. Sua grande oportunidade surge em 2009, quando consegue segurar um papel de protagonista num seriado de ação norte-americano: NCIS: Los Angeles. Suas colegas de casa, Benedita Pereira e Evelina Pereira ficam putas da vida. Foi "até logo, falhadas" e "olá Hollywood"!

Daniela logo deu nas vistas porque, primeiro era portuguesa, segundo, não tinha bigode, e terceiro não era obesa num país de gordos. Além do seriado, ainda segurou papéis em vários filmes, como Um Porto Seguro (2009), Midnight Passion (2009) e Esquadrão Red Tails (2012).

Prêmios[editar]

Daniela bailando no Dança Comigo.

Vida Pessoal[editar]

Em Portugal, teve uma relação com o ator português António Pedro Cerdeira, mas quando se mudou para Nova Iorque mandou-o ir tomar no cu porque sabia do historial amaldiçoado de atores portugueses nos EUA, e Daniela queria assegurar seu lugar e mudar sua nacionalidade o quanto antes: tinha de arranjar casamento com um norte-americano.

Conseguiu dar o golpe durante 3 anos no ator Robert Kazinsky, que conheceu na rodagem do Esquadrão Red Tails.

Mas foi nas gravações do seriado no qual participava aos anos que lhe saiu a sorte grande, quando conhece David Paul Olsen, duplo e irmão mais velho de Marty Deeks. Sem perder tempo, Daniela anunciou seu noivado com David em 2013 e em Dezembro desse ano nasceu o primeiro filho do casal. Daniela casou-se com o cara em Cascais em 2014 e pediu nacionalidade norte-americana. Para ficar tudo bem assegurado, a segunda filha do casal nasceu em 2016.