Darwin (Austrália)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Darwin (carinhosamente apelidada de Camberra do Norte) é a capital do Território do Norte, uma cidade australiana criada para impedir que imigrantes indonésios entrem na Austrália. É que a cidade é tão ruim que quando os indonésios ilegais chegam lá, sempre acabam decidindo voltar para a Indonésia.

História[editar]

Um estacionamento em Darwin.

Em 19 de fevereiro de 1942 alguns aviões japoneses bombardearam Darwin, mas não conseguiu acertar um dos seus alvos Hugh Jackman ou Nicole Kidman.

São desconhecidas outras informações da história desta pitoresca e curiosa cidade que tem nome de um barbudo amante de iguanas.

População[editar]

Com uma população oficial de 19 pessoas e alguns crocodilos bem zangados, a sua população é formada de 85% de aborígenes, e 74% de imigrantes da Indonésia (existem alguns aborígenes que são indonésios).

Cultura[editar]

Alguns aspectos culturais bem intrigantes envolvem os costumes darwinanos, como por exemplo, a condução de veículos sóbrio é ilegal. Se você for pego dirigindo com um nível de álcool no sangue inferior a 0,08 em Darwin, você corre o risco de ser banido para sempre do Território do Norte.

Educação[editar]

Caso você não tenha percebido até agora, o nome dessa cidade é uma homenagem ao antropólogo de animais Charles Darwin, em reconhecimento da grande contribuição para o ateísmo. Exatamente por isso a cidade abriga a Charles Darwin University (CDU), com campus em Darwin e Alice Springs, a CDU tem renome mundial no ensino do criacionismo.

Turismo[editar]

Os turistas vão a Darwin para desfrutar de um contato com a natureza e nadar com os crocodilos. É recomendado que se pratique esse hábito bêbado, pois aí não vai doer tanto.