Demagogia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Nunca antes na história desse país... Cquote2.png
Introdução típica de um discurso demagógico.
Cquote1.png Xingar a demagogia nesse artigo não vai resolver nada. Cquote2.png
Demagogo
Cquote1.png Demagogia é um negócio onde todo mundo participa, não é? O tal do poder do povo? Cquote2.png
Carla Perez sobre Demagogia
Cquote1.png Na União Soviética, a demagogia é iludida por VOCÊ!!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Demagogia
Cquote1.png É uma mentira deslavada, que é dita como se fosse algo que realmente iria acontecer. Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre Demagogia

Wikisplode.gif
Para os fanáticos religiosos entre nós que escolhem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Demagogia.

A demagogia é a arte de falar algo que todo mundo sabe que é mentira, e não fazer questão alguma de tentar esconder isso. A coisa é tão óbvia, mas tão óbvia, que acaba dando certo e todo mundo acredita.

Demagogia em ação!

Tabela de conteúdo

[editar] Origens

O termo remonta à Grécia Antiga, criado por Sólon. Originalmente, servia para designar aqueles cidadãos homens que eram adeptos de certas coisas, o que era bem visto naqueles tempos. Tanto que o próprio criador do termo se autodenominava demagogo, e dos convictos, segundo o próprio. A chegada dos romanos em terras gregas acabou modificando o significado do termo. Os gregos ficaram horrorizados ao ver a enorme falta de comprometimento dos governantes, e a consequente elevadíssima taxa de corrupção. Entretanto, isso não estava nem um pouco presente nos discursos, onde se dizia que era fundamental ter responsabilidade em relação à cobrança de impostos, pois tinha de se respeitar certos limites, como 50% da riqueza local e preservar pelo menos metade das vidas dos povos invadidos. Eis que um cidadão qualquer teve a ideia de associar essa prática à palavra demagogia, o que também denota uma certa mudança de mentalidade em relação a determinadas condutas.

Contudo, ela mostrou-se bem sucedida em outros lugares. Os povos bárbaros descobriram a prática, e usaram-na para obter o apoio da Igreja Católica. Seguiam invadindo cidades, queimando casas e sodomizando as mulheres, mas no discurso adotavam a conduta visigodinho paz e amor. Ela foi se aprimorando, ganhando novos elementos e atingiu o seu auge no dia 7 de setembro de 1822, onde Dom Pedro I declarou a Independência do Brasil, por puro patriotismo e vontade de tornar seus filhos e irmãos brasileiros livres.

[editar] Aplicabilidade

A demagogia pode ser utilizada em qualquer lugar e por qualquer pessoa. Aliás, não é muito difícil ser demagogo. Você, quando jura de pés juntos para a sua mãe que jamais se masturbou, e repete isso cada vez que é inquirido a respeito, dizendo que acha feio e que quem faz isso está cometendo um pecado, está praticando demagogia pura. Entretanto, geralmente se atribui uma dimensão maior à prática demagógica, relacionando-a à política.

Em linhas gerais, é muito fácil ser um demagogo. Não há segredos, você apenas deve esquecer coisas como moral, ética e apreço pela verdade, e sair falando coisas que, embora sejam mentirosas ou que não tenham sentido e/ou viabilidade, agradam aos interlocutores. Prometa, jure, critique... tudo de acordo com as reações esboçadas pelas pessoas que estão ouvindo. Nada impede que você faça um discurso demonizando a maconha e, horas depois, no conforto do seu lar, fume um baseadinho...

[editar] Demagogia na política

Políticos gostam de uma demagogiazinha básica. Basicamente, pode-se dizer que o político demagogo fala o que o interlocutor quer ouvir, mesmo que isso seja abissalmente contrário às ideias que ele defende. Ou seja, mais ou menos uns 100% dos casos. Por exemplo, quando morre um adversário político, correm à imprensa e falam sobre o carisma, a competência e a importância que tinha o falecido, afirmando que o admirava muito, e que seguirá o exemplo dele sempre. Funciona perfeitamente, pois você vai votar nesses políticos na próxima eleição. Ou não. Ou sim.

[editar] Picaretagens envolvidas

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas