Dengfeng

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Dengfeng é um sagrado vilarejo no interior da China repletos de pagodes (não, lá não tocam Só Pra Contrair, Molejo ou Harmonia do Samba), mas sim pagode chinês.

História[editar]

Habitantes de Dengfeng ao amanhecer.

Outrora capital da gloriosa Dinastia Xia, atualmente só uma cidade sagrada lembrada apenas pela UNESCO.

Não tem Bruce Lee, não tem Ping Pong, não tem Chun-Li, não tem tigres equilibristas, tem até algumas pastelarias aqui e acolá mas nada indica que Dengfeng tenha algo de interessante. Só que engana-se o incauto que observar Dengfeng dessa maneira, pois enquanto caminha nesta pacato e aparentemente inofensivo vilarejo, um monge xaolin o espiona oculto dentro de um cesto de tranças de cipó enquanto um comparsa disfarçado de alface numa plantação de alfaces aponta com seu arco uma flecha para sua cabeça e por fim um terceiro monge xaolin disfarçado de chão aguarda você passar por cima dele para arrancar-lhe as pernas.

Religião[editar]

Localizado no sopé do Monte Song (que tem esse nome por causa dos seus pagodes) onde vive o eremita Mestre Pai Mei, é um dos maiores centros de peregrinação taoísta da China. Monges xaolins peregrinam de todas as partes do mundo para adquirirem a transcendência em Dengfeng e poderem voar com a ajuda de cordas.

Monumentos Históricos no "Centro do Paraíso e Terra"[editar]

Os confucionistas apelidaram Dengfeng como "Centro do Paraíso e Terra", o que não faz muito sentido, como todo confucionismo, mas como isso soou bem épico e elegante, o apelido ficou. O "Centro do Paraíso e Terra" que recebe aspas, possui um conjunto único e expressivo de monumentos considerados patrimônio mundial, dentre eles:

  • Portões Qimu Que, Shaoshi Que e Taishi Que - São os suntuosos portões que guardam o "Centro do Paraíso e Terra" que precisam de 6 monges xaolins cada para serem abertos ou fechados.
  • Observatório Astronômico Gaocheng - Uma pirâmide maia que foi parar no meio da China por obra de teletransporte, acredita-se ser um milenar observatório astronômico.
  • Templo Huishan - Construído todo em madeira com arquitetura japonesa, você pode ir lá para... rezar para Buda... eu acho.
  • Monastério Xaolin - Talvez o mais importante monumento do sítio, onde os monges xaolins raspam a careca, vestem aquelas roupas engraçadas laranjas e depois ficam se equilibrando na ponta de lanças erguidas para o alto na beira de precipícios.
  • Floresta dos Pagodes - Floresta onde são encontradas pandeiros, cavaquinhos e caixinhas de fósforo. Os três instrumentos principais e sagrados do pagode.
  • Academia Songyang - Um pátio onde é lecionado aulas de kung fu.
  • Pagode Songyue - Um edifício em formato de pandeiro que recebeu o nome do mais famoso grupo de pagode da China.
  • Templo Zhongyue - Depois de tanto templo, até enjoou ter que visitar este daqui.