Denis

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Este artigo fala do santo sem cabeça. Para outros significados consulte Denis (desambiguação).


São Denis foi um bispo zumbi do século III de Paris um dos quatorze santos lembrados quando se está na merda é o santo protetor dos decapitados e as vezes referido como padroeiro dos escargots.

Vida[editar]

São Denis perdendo a cabeça. "Mais para a direita" dizia o carinha logo ali.

Em sua infância Denis, o Pimentinha atormentava o Senhor Wilson. Quase nada se sabe sobre sua vida apenas que provavelmente era filho de pais "malucões pirados", como eram chamados os cristãos naquela época, e até hoje é verdade, a diferença é que hoje em dia ninguém mais tem coragem de dizer na cara.

O primeiro emprego de Denis foi como caixa do McDonald's, mas ele sentiu que aquilo não era vida de gente e se sentiria mais confortável como um mendigo que pregasse uma religião ridicularizada e perseguida na época. E foi a brilhante ideia que Denis teve. Denis escutava aquelas histórias de Jesus e seus 12 apóstolos e desejava ser tão doido quanto eles e começou a sair por aí atuando como missionário e pregando os ideais comunistas de Jesus.

Chegou a Paris onde virou bispo. Certo dia foi atacado por uns maníacos e por causa de um golpe de faca nos tendões da perna, e por andar mancando foi apelidado de "bispo que só andava na diagonal". O que terminou dando origem ao nome da peça de xadrez

Sua vida particular a parte, Denis era especialista em oratória, converteu multidões ao cristianismo através de uma ideia brilhante, os batismos que fazia no centro da cidade. Algumas pessoas começaram a achar que tomar banho era uma boa ideia, fato que começou a despertar a ira dos governantes pagãos que sentiam ameaçada a famosa cultura francesa de nunca tomar banho.

Martírio[editar]

Cquote1.png São Denis era meio esquentandinho. Vivia perdendo a cabeça! HA...HA...ha Cquote2.png
Paulo Bonfá

Denis foi capturado, condenado a morte por espalhar a desordem pública, e executado com um golpe de sogras bezuntadas em fondue, que era outro sacrilégio perseguido na época, e dessa forma os governantes da cidade matariam dois problemas numa cajadada só.

São Denis procurando seus óculos (ou não).

Foi decapitado no ano de 258, e para espanto de todos, saiu andando uns metros até um popular restaurante de escargot, e por isso é santo padroeiro do escargot, e só não pediu uma pequena porção de queijo brie por estava sem cabeça para poder falar, mas o característico gesto feito com a mão deu isso a entender, e então Denis morreu de vez antes do queijinho chegar.

Muitas pessoas na época atribuíram a isso um milagre, mas atribuir milagres ao desconhecido é algo típico dos humanos, hoje todos sabem que após uma morte traumática por decapitação um corpo ainda pode guardar sinais elétricos nos músculos e executar algumas pequenas ações.

O seu corpo atirado no Rio Ayrton Senna. Posteriormente seria recuperado e sepultado a noite pelos seus convertidos e devotos, que eram todos bombeiros mergulhadores especialistas em buscas aquáticas.

Veneração[editar]

São Denis é um santo muito popular na França, é constantemente evocado para socorrer pessoas que estejam engasgando com escargot, ou estejam precisando de perfume ou desodorante, ou estejam precisando virar zumbis por estarem prestes a morrer.