Deportivo Toluca Fútbol Club

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Deportivo Toluca Fútbol Club
Escudo Toluca.jpg
Brasão
Hino ¡Toluca dice la Victoria es nuestra! ¡Y la Corona también!
Nome Oficial Diablos Rojos del Toluca
Origem Bandeira do México México Toluca
Apelidos Choriceros del Toluca
Torcedores Cachaceiros
Torcidas La Barra Perra Brava
Fatos Inúteis
Mascote Cachaça
Torcedor Ilustre Dona Nevis
Estádio La Bombonera
Capacidade 44.000
Sede Toluca
Presidente Um gordinho simpático
Coisas do Time
Treinador José Manuel "el Chepo Peleonero" De La Torre
Pior Jogador Nuvola apps core.png Vicente Pereda
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png Amaury Epaminondas
Patrocinador Inferno SA
Time
Material Esportivo Freiras Tecelãs
Liga Liga de Nacos Futboleros
Divisão 1° Divisão
Títulos 8
Ranking Nacional Ali no meio da tabela...
Uniformes SatanN.jpg


Cquote1.png Tá louca! Cquote2.png
Chiquinha sobre Toluca
Deportivo Toluca Fútbol Club é um clube de futebol que representa a cidade mexicana de Toluca e apesar da grande quantidade de títulos mexicanos não é considerado um clube grande, primeiro porque você não conhece o Toluca, e segundo porque esse time joga mais feio que a retranca do São Paulo Futebol Clube.

O time conquistou 4 campeonatos mexicanos com um esquema ultradefensivo denominado "Catenaccio Tenochca" e outros 4 títulos que ninguém lembra mais.

História[editar]

Torcida La Barra Perra Brava comemorando um gol.

Fundado em 1917 por um típico culto satânico de interior mexicano com o objetivo de situar a cidade de Toluca no mapa. A tradição local de sacrificar pessoas e beber seu sangue fresco foi fundamental para a escolha da cor vermelha para o uniforme.

É bem verdade que apesar dessas mandingas, o time não ganhou porra nenhuma até 1953, quando molhou a mão da Federación Mexicana de Futbol e subiu para a primeira divisão do recém profissionalizado campeonato tequila de futebol (antigo campeonato mexicano). Apesar de tudo não houve glórias é claro.

Tudo muda quando na década de 60 contrata o técnico Nacho Trelles que criou o inovador esquema tático que simboliza o time até hoje, baseado na formação com 1 goleiro, 9 zagueiros e 1 volante. No início não deu muito certo porque não havia velocidade, apesar de conseguir alguns empates sem gols, ainda perdia muito, então a diretoria para resolver o problema procurou na América do Sul algum bandido que corresse muito. Ao vasculhar as favelas do Rio de Janeiro encontrou o brasileiro Amaury Epaminondas (ídolo inquestionável da Nação Toluquenha). Com esse brasileiro que corria pra caralho, além de ter cotovelos afiados, os zagueiros metiam um bicão pra frente e o Epaminondas se virava sozinho. A tática funcionou incrivelmente e o time foi 4 vezes campeão.

Nos anos seguintes o Toluca manteve a mesma tática, o novo ídolo foi o jogador José Saturnino Cardozo, que era como o Maradona (não em habilidade de futebol, mas em vício de cocaína).

Depois dessa época de ouro, o Toluca entrou em decadência e se afogou em cachaça, e atualmente o Toluca faz número no Campeonato Chespirito de Futebol e participações discretas para ganhar um dinheirinho na Copa Sul-Americana.

Torcida[editar]

Seu Madruga, ilustre torcedor do Toluca (ou não).

O Toluca conta a Torcida Organizada "La Barra Perra Brava", formada totalmente por tiozões do churrasco que exibem uma pança cultivada por anos de hectolitros de cerveja a cada comemoração de gol.

Além dessa festa tradicional, a torcida é famosa pelos montinhos e arrotos nas comemorações.

Inexplicavelmente o Toluca não é muito popular entre o público feminino...

Títulos[editar]