Desconversas:Detectando a pedofilia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

{{#logotipo:http://images.uncyc.org/pt/2/29/Desconversas.png}}

Papo cabeça

Este artigo faz parte do Desconversas, o maior acervo de papo furado da Internet.

Cquote1.png Ela só tem 12 anos Cquote2.png
Comercial anti-pedofilia

Ninguém está a salvo

Ninguém está a salvo de um pedófilo. Qualquer pessoa na rua pode ser um maníaco pedófilo, alguém de sua família por exemplo ou mesmo você, sem saber. A pedofilia ficou transfigurada em algo completamente banal. Notícias sobre a pedofilia já não causam mais impacto. Este distúrbio mental já atingiu todas as classes sociais. Você pode estar andando com um pedófilo sem saber. Visando à segurança pessoal, este manual irá decifrar os mistérios que envolvem a pedofilia e os modos de operação destes seres.

Identificando o pedófilo[editar]

Para um pedófilo, isso é o que se pode chamar de "casados e bem felizes"

Os pedófilos são seres muito parecidos com os humanos fisicamente portanto é impossível identificar através da aparência. A pedofilia é tão comum quanto a advocacia e pessoas que aparentam ser criaturas inofensivas são na realidade tarados por criancinhas. A única forma de fazer a identificação destes seres é através do jogos mentais. Muitas vezes não é necessária a pressão sobre o suspeito de pedofilia pois este pode se entregar facilmente com frases suspeitas. Veja os exemplos.

Exemplo 1[editar]

Uma mulher bonita atravessa a rua com sua filhinha de oito anos.

  • Olhe, que tesãozinho!
  • É mesmo mas a mãe também dá um caldo.

Exemplo 2[editar]

Uma criança com lancheira vai até o veículo de venda de salgadinhos em frente ao colégio. Ela compra uma coxinha de bacon que aparenta ser muito deliciosa.

  • Puta merda, que fome! Veja que coisa gostosa ali. Queria comer uma dessas.
  • Eu também, mas espere ela voltar da aula e então a gente resolve isso.

Exemplo 3[editar]

Uma menina loirinha de seis aninhos muito bonitinha sai de sua casa, com roupinha de ursinho.

  • Que menininha bonitinha!
  • EU VI PRIMEIRO! EU VI PRIMEIRO!

Exemplo 4[editar]

Pergunte a um qualquer qual o nome que daria a essa foto; se responder "harém", denuncie!

Em uma conversa em uma loja de discos.

Exemplo 5[editar]

Uma conversa em uma festa cheia, com som legal e belas mulheres.

  • Arranjei duas minas, uma pra você uma pra mim. Duas gatas loiras, de olhos claros. A sua se chama Fernanda.
  • E quantos anos tem essa Fernanda?
  • Dezoito aninhos.
  • Dispenso, está velha demais.

Exemplo 6[editar]

Em uma conversa no happy hour.

  • Hoje veio a nova secretária, é novinha, tem só dezesseis aninhos mas é bem inteligente e bonita.
  • Dispenso, está velha demais.

Exemplo 7[editar]

Em uma conversa informal sobre ética e humanidade.

  • Uns homens adultos, com quarenta anos, namorando meninas de treze anos, crianças ainda, cara! Treze anos! Treze anos, o que você acha disso?
  • Dispenso, está velha demais.