Desertificação capilar

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Asclepius.png A Desciclopédia não é um consultório de medicuzinho.
Por isso, tome vergonha e vá procurar um para fazer seu check-up.
No Wikipedia.png QUEBROU A CARA!

Os espertalhões da Wikipédia NÃO têm um artigo sobre: Desertificação capilar.

Cquote1.png Você quis dizer: Hipocapilaridade Cquote2.png
Google sobre Desertificação capilar
Cquote1.png Eu tenho Cquote2.png
Esperidião Amin sobre Desertificação Capilar
Cquote1.png Essa desertificação capilar te ama?; NÃÃÃÃÃÃO; O que ela é então?; PUTA, É PUTA! Cquote2.png
Rogério Skylab sobre Desertificação Capilar

Cariótipo de uma pessoa com desertificação capilar

A desertificação capilar é uma doença que afeta, em sua grande maioria, jogadores de RPG online. Causada pela falta de emoção em alguns jogos, a desertificação capilar é caracterizada pela queda desenfreada de cabelo (e, algumas vezes, de pelos também) e pela modificação do padrão no décimo segundo par de cromossomos do cariótipo de uma pessoa.

História[editar]

Tudo começou no Período Jurássico, quando um humanoide da tribo dos Cabelos Limpos (RRRrrrr!!! - Na Idade da Pedra) estava cansado de sua rotina (Transar com a mulher do chefe e anunciar a chegada da noite: "Vai ficar tudo preto"). Naquela época, todos os habitantes da Terra eram cabeludos (não se encontrava cabeleireiros com muita facilidade, embora já houvessem discípulos de Clodovil nas Cavernas da Esquina, o que náo vem ao caso). Esta Mula Este humanoide, nomeado criativamente de Pedro, estava tão entediado de sua rotina que resolveu fazer algo diferente: esboços de um jogo totalmente não emocionante, o qual seria utilizado por Stephan Börzsönyi, Ulrich Schlott, Stephan Vogler e Guido Lübke na criação do jogo Tibia.

Indivíduo com início de Desertificação Capilar

Pedro fez seus esboços desanimadores nas paredes de uma caverna e entrou em depressão (se, naquela época, houvesse música emo, ele escutaria, mas como não havia...). Resultado: Ele perdeu todo o seu cabelo (e pelos também). O curandeiro da tribo (Pedro) até tentou reverter a queda de cabelos (Sem sucesso), porém, naquela época, a sociedade humana não tinha conhecimento da genética e nem o Pedro (Detetive, embora não soubesse nada de investigações) não conseguiu solucionar o caso.

A notícia teve repercussão internacional e se alastrou tão rápido quanto uma caravana de mercadores de ossos de galinhamute e pedras. Até os Cabelos Sujos (Inimigos dos Cabelos Limpos), que sempre almejavam a mais valiosa invenção destes (o Xampu), desistiram da ideia, imaginando que a queda de cabelos vinha do uso do mesmo.

Indivíduo com Desertificação Capilar Parcial Lateral

Na época de transição do Período Jurássico para o Cretáceo, Stephan Börzsönyi, Ulrich Schlott, Stephan Vogler e Guido Lübke fundaram a Shitsoft e utilizaram os esboços de Pedro para criar o jogo mais monótono e sem graça do mundo: Tibia (versão jogada com ossos humanos). Este jogo provovou uma grande febre mundial (e bota febre nisso, pois todas as pessoas que ficavam com Desertificação Capilar arranjavam muita dor de cabeça quando íam ao Hospital e descobriam que todas as alas estavam ocupadas em consequência da Dengue). Estima-se que, hoje, 12% da população mundial tenha Desertificação Capilar, dos quais 12% sabem que têm a doença; as demais acreditam que seja só calvície.

Variações da Desertificação Capilar[editar]

  • Parcial Superior: é caracterizada pela desertificação da floresta capilar ártica (ou seja, queda do cabelo da parte de cima da cabeça). A desertificação tem início na porção extremo-ártica ou na porção meridional-norte-ocidental da cabeça. Os efeitos deste tipo de desertificação são bastante semelhantes aos da calvície, sendo muito confundida com esta.
  • Parcial Lateral: caracterizada pela ausência da floresta capilar na porção equatorial na fronteira com as regiões Ocidental e Oriental (ou seja, nos lados da cabeça). Os indivíduos com esta variação da doença, normalmente, fazem penteados moicanos para disfarçar a doença e parecerem maus.
Amin, um exemplo de pessoa com Desertificação Capilar Total
  • Parcial Quase-Total: os indivíduos, com esta variação, apresentam devastação da floresta capilar (e pelos também) na mesma região que a anterior e também na porção equatorial oriental ( e podem aparecer alguns focos de desmatamento em outras regiões do corpo). Os antigos chineses (aqueles que tinham esta doença) deixavam o cabelo (o que sobrou dele) crescer e faziam tranças (isto por que eram posers e gostavam de aparecer no "Jornal Papiro", o jornal mais famoso da época).
  • Total: caracterizada pela ausência geral de cabelos (e pelos), é um grande inimigo da indústria de xampus. As pessoas (com este tipo da doença) organizaram, na Alemanha, o movimento "Haarlösigkeit", conhecido no mundo inteiro pelo boicote a indústria de xampus. Eles afirmam que é muito doloroso assistir uma propaganda onde todas as pessoas apresentam longos e lindos cabelos. Uma celebridade com esta variação da doença é Esperidião Amin (ex-Presidente do Acre que tenta, hoje, ser o governador da Mittëlregion, antiga Santa Catarina).

A "Cura"[editar]

Homer Simpson afirma: eu tenho cabelo graças ao Chimbinha

Uma provável cura é fazer uma Guitar Battle, no Guitar Hero III, contra o guitar God Chimbinha (no nível Expert) e, depois, tocar a música "A Lua me Traiu" (também no nível Expert).

Embora não seja comprovada, a ciência pode supor o que acontece neste caso. Devido aos elevados índices de emoção (em consequência da velocidade e da incrível técnica apresentadas nestes dois desafios), os cromossomos (exceto o décimo segundo par) começam a agitar suas cabeças (e seus cabelos, consequentemente, fazendo o décimo segundo par se contorcer de tanta raiva), estes se forçam a criar cabelos, fazendo o indivíduo voltar a ter cabelos.

Tratamento comprovados contra a Desertificação Capilar[editar]

Embora os cientistas sejam céticos sobre tratamento realmente comprovados contra a desertificação capilar, a Desciclopédia lista abaixo os que realmente dão resultados e também os meia-boca (obs: a lista se encontra em ordem analfabética):

  • Lenço: solução somente razoável, tem favorável o fato de você poder usar todo dia um diferente e se passar por alguma figurinha do início dos anos 70, recomendamos que leve em consideração que hoje você pode ser tido como brega (cafona se preferir a linguagem da época), mas se você já é do babado, mergulhe de cabeça. O lenço é altamente recomendável se você estiver fazendo quimioterapia e tiver com pouco dinheiro ou nenhum para bancar uma peruquinha, mesmo aquelas chinesas baratinhas de náilon.
  • Turbante: tratamento meia-boca, mas perfeito se você mora ou pretende se mudar de vez para o Oriente Médio, cuidado só com as bombas que caem do céu ou com Estado Islâmico.
  • Peruca: é o mais eficiente dos tratamentos, inclusive tem o efeito colateral secundário de você escolher a própria cor do cabelo, sabe aquela história de que amigos são os parentes que você escolhe? A peruca é uma versão capilar desta sábia frase.
  • Boné: tratamento um tanto meia-boca, mas, funciona perfeitamente se você tiver o tipo parcial superior; porque é meia-boca? Esta tratamento só funcionará por poucos anos.
  • Lençol de fantasma: legal se você estiver fazendo alguma peça infantil, fora isso não é algo recomendável, imagina se a polícia te confunde com bandido ou vice-versa, pule fora dessa!
  • Chapéu: por ser uma variação do boné, tem os mesmos efeitos adversos, mas ideal se você for fã do Harrison Ford em Indiana Jones ou dar uma de cantor sertanejo.
  • Raspar o cocuruto: nem pensar! Você não estava fugindo da carequice? Esta solução é parecida com o hipocondríaco que acha que pular de ponte é remédio!
  • Decapitação: guilhotinar, degolar, cortar a cabeça fora são sinônimos desta solução, não consideramos a mais recomendável, só a utilize se você tiver o desejo incontido de ser vítima do ISIS.
  • Balaclava: estamos falando da touca ninja, aquele capuz preto ou rosa no caso dos viados e não da disputa região da Ucrânia inclusa na Crimeia que foi abiscoitada pela Rússia; a balaclava, touca ninja, capuz, como preferir só deve ser usada por policiais do BOPE, sabe, por questões de direitos autorais.