Deslistas:As piores profissões possíveis

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Deslistas.gif

Este artigo é parte do Deslistas, o sumário livre de conteúdo.


331px-Longcat.jpg Prepare-se para ler:
Esse artigo é muuuuito grande e pode causar cegueira.
Pense duas vezes e não seja tão idiota antes de ler algo assim
Sua vida, nunca foi tão emocionante com essas profissões

Cquote1.png ... Cquote2.png
Dr. Roberto sobre As piores profissões possíveis
Cquote1.png Você está demitido! Cquote2.png
Roberto Justus em um raro momento de bondade sobre As piores profissões possíveis.

Você estuda anos e anos, se forma, faz cursos técnicos, se forma na faculdade, sai nas ruas procurando empregos, e de repente você consegue. Mas na hora de trabalhar, você se depara com As piores profissões possíveis. Conheça aqui as profissões que você não gostaria nem de se imaginar realizando (ou não, sei lá, vai que você goste de algumas, hein!? Só louco acessa esse site mesmo, então tudo é possível).

Tabela de conteúdo

Profissões

Existem atualmente milhares de profissões, uma mais idiota que a outra, mas tem aquelas que só nerds, donas de casa como a tua mãe, bêbados como teu pai ou taradas como a tua irmã desempenham. Todas elas têm uma semelhança: são profissões bizarras e vergonhosas, mas alguém precisa fazer.

Vamos começar logo essa droga de lista:

Piloto de Crash Test

154 0709 04 z+jeep industry news dispatch+jeep crash test.jpg

Antigamente, os Crash tests eram feitos com pessoas, atualmente é feito por bonecos, mais ainda pode encontrar algumas pessoas praticando isso, pergunte ao Seu tio engraçadão, seu pai ou ao teu avô, para ver se eles já praticaram isso.

A profissão é assim: Você é selecionado para fazer aquilo, dai você entra no carro, tú acelera a toda velocidade e bate numa parede, se o carro tiver Airbag, é capaz até de você sobreviver, mais mesmo tendo airbag você pode até se morrer.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Medio
  • Nível de comprometer a sexualidade: Nulo
  • Nível de Salário: Baixo
  • Nível de perigo: Extremamente Alto (Qualquer erro que pode acontecer você pode Morrer.)

Empacotador de Salsicha

Salsicha1.png

Pode até ser feita pelas máquinas, mas antigamente era tudo manual. Pergunte ao seu papai e à sua mamãe se eles já trabalharam como empacotadores de salsicha! É uma profissão nada honrosa: imagine você chegar pro seu amiguinho e dizer "Eu trabalho como empacotador de salsicha". Realmente é muito constrangedor.

A profissão funciona assim:

Primeiro passo

Você pega na salsicha, toma cuidado pra ela não escorregar ai você cuidadosamente enfia a salsicha em um tipo de camisinha comestível após embalar a salsicha, amarra ela, tira o ar e passa para as próximas salsichas

O empacotador tem uma habilidade muito grande de colocar a salsicha em um orifício qualquer. Reza a lenda que a maioria desses profissionais usa camisinha na hora das relações sexuais, pelo fato de estar acostumado a pegar no roliço e empacotá-lo na camisinha.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Alto
  • Nível de comprometer a sexualidade: Alto
  • Nível de Salário: Baixo
  • Nível de perigo: Mínimo (A não ser que você empacote a "salsicha" errada)

Costureiro de Linguiça

Linguica.jpg

Elas são saborosas em um churrasco numa tarde de domingo, com o pão então... hmmmm calma aí, gozei estou salivando, deixa eu limpar o teclado... pronto. Mas existe uma mão-de-obra por trás disso: sabe aquelas linguiças que você vê amarradas por um fio? Existem lugares, como na Sibéria, onde não há tecnologia suficiente para fazer serviços tão elaborados assim. Então, é necessário adquirir mão-de-obra humana para costurar as linguiças uma sobre as outras. O costureiro de linguiça tem sempre uma ajuda para costurar as linguiças, ou seja, sempre tem mais de um mexendo com a linguiça do outro. Você pega a linguiça, passa o barbante nela, costura-a sobre a outra, e assim vai, fazendo quilômetros e quilômetros de linguiças, uma atrás da outra.

Cquote1.png Essa profissão é MARA! Cquote2.png
Seu Ladir

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Alto
  • Nível de comprometer a sexualidade: Alto
  • Nível de Salário: Mínimo
  • Nível de perigo: Médio (Ah, se essa agulha costura a "linguiça" errada)

Instrutor de homem-bomba

Homem-bomba.jpg

Profissão rápida, e você sempre acaba deixando de trabalhar por invalidez. A profissão de instrutor de homens-bomba, assim como a de lavrador de estacionamento, é uma das em que menos se trabalha. Praticamente nem compensa colocar na carteira de trabalho que você mexe com isso.

O Objetivo é ensinar os homens-bomba do Oriente Médio a melhor e mais letal forma possível de se explodir. As aulas são sempre práticas, e os alunos aprendem rápido, até porque só têm uma chance—os instrutores nunca repetem a lição. Se você quiser procurar trabalho, conseguirá rapidamente um no Oriente Médio; basta procurar a agência de empregos RH AlKaida e enviar o seu currículo. Você talvez não disfrute de um bom salário, mas a sua família agradecerá, já que os instrutores têm seguros de vida altíssimos.

Como funciona? Você coloca uns 50 quilos de bombas em volta da sua cintura, faz umas 10 orações pra Alah e aperta o botão vermelho!Depois você explode(ou não)!


Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Baixo
  • Nível de comprometer a sexualidade: Nulo
  • Nível de Salário: Alto (40 virgens gostosas)
  • Nível de perigo: Total (maaaagina!)

Limpador de bunda de lutador de sumô

Quer conhecerMiley Cyrus ? Ela tambem trabalha disso quando nao esta atuando

Há profissões em que uma pessoa necessita da outra. Uma delas é a de lutador de sumô. Por serem gordos, roliços e pesados, não conseguem alcançar com as próprias mãos o centro do universo das nádegas. Assim, como vão poder se limpar depois de fazerem caquinha? Sim, quem vai limpar é a sua mãe o limpador de bunda de lutador de sumô. Ele pega a mangueirinha, um sabonetinho, e com muito cuidado ele vai limpando a bundinha do neném lutador. Ou seja, essa profissão é uma completa merda, e uma graaande merda.

Imagine você chegar em casa e ouvir isso dos familiares: "E aí, quantas bundas gordas você limpou hoje?" lol, constrangedor!


Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Muito Alto
  • Nível de comprometer a sexualidade: Médio
  • Nível de Salário: Alto
  • Nível de perigo: Médio(O perigo aumenta se o "cliente" estiver com diarreia ou sentar em cima do pobre trabalhador)

Testador de Supositórios

Nova linha de supositório, o trabalhador vai ter que enfiar o Obama no rabo!

Eles excitam (pelo menos você), levam as mulheres carentes, ou algumas bibas da vida, à loucura. São grandes, vibram pra lá e pra cá, fazem barulho, soltam alguma coisa que não me pergunte o que é! Sim, são os supositórios para as mulheres.[1] Mas quem vai testar o prazer que o supositório irá fornecer??? Sim, são eles, os testadores de supositórios, cujo trabalho consta na carteira como Inspetor de qualidade anal. Essa profissão acaba levando a pessoa à depressão, porque é pau na bunda toda hora! A quantidade de empresas que precisam desses inspetores de qualidades anal é grande; afinal, o que não falta é chefe querendo botar na bunda do trabalhador. Se você procura um emprego diferente pode arriscar, mas cuidado pra não se acostumar.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Extremamente Alto
  • Nível de comprometer a sexualidade: Extremamente Alto
  • Nível de Salário: Médio
  • Nível de perigo: Alto (Sempre tem aquele supositório que é reprovado, mas o pior é ser reprovado por ele entrar e não sair mais)

Masturbador de Porcos

Sem comentários

Sim, isso existe. Em alguns criadouros, o sêmen (vulgo porra) tem que ser extraído artificialmente para ser introduzido nas porcas, já que alguns porcos não podem cruzar. E para sair a porra do porco, não é apenas mostrar a foto de uma porca nua pra ele, tem que deixar o animal excitado (não me pergunte como!), até sair o pênis dele (que tem um formato de parafuso) pra fora e você começar a dar a rosca pro parafuso do porco fazer essa árdua profissão. E totalmente vergonhoso saber que alguém masturba os porcos. Há casos de trabalhadores que se empolgaram, mas isso já é outra história.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Total
  • Nível de comprometer a sexualidade: Alto
  • Nível de Salário: Baixo
  • Nível de perigo: Médio (Nunca se sabe a reação do porco, vai que o porco se empolgue)

Seringueiro

Seringueiro descascando o pau

Nome simples e nada comprometedor, até descobrir o que o seringueiro faz. Ele tira leite do pau!..(segurando risada)...... Sim, até que existe uma certa malicia, mas ele realmente tira o "leite" do pau, o seringueiro que extrai o látex, procura pela árvore com o maior tamanho, e maior grossura e masturba ela vai extrainho de seus troncos um líquido branco, gosmento e grudento... Ser seringueiro é motivo de piada para o pessoal da capital.

Imagine se o seu pai ganhasse a vida tirando leite do pau.

Nível de profissão:

Camareiro de Motel

Varal.jpg

Essa profissão é uma porra! Ser camareiro as vezes é interessante, você acaba descobrindo coisas interessantes, principalmente se o cliente for uma celebridade. Profissão mansa, exige um certo trabalho, mas nada que comprometa você. Bem, isso para alguns camareiros, mas existe os camareiros de motéis. Simplesmente tem que chegar no trabalho e limpar toda porra, e quando digo porra, é porra mesmo! O Camareiro de Motel ganha bem pelo simples fato de que ninguém quer limpar a porra do outro. Tudo começa quando o camareiro entra no quarto, ao trocar os lençóis se depara com aquele negócio branco e gosmento, pior é se ele encostar naquilo. Camareiro de Motel tem trauma de porra depois que se aposenta, e se torna invalido tanto na profissão quanto na vida sexual. Apesar de ser uma porra de profissão, esse profissional consegue achar tudo gozado.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Médio
  • Nível de comprometer a sexualidade: Baixo
  • Nível de Salário: Médio
  • Nível de perigo: Baixo (A não ser que você queira limpar com a bunda!)


Médico do SUS

Ter que atender a classe ultra-mega-baixa renda com problemas de saúde que podem ser resolvido com sexo selvagem remédio à venda em qualquer farmácia, ser muitas vezes um psicólogo do que um médico e atender pacientes que não tomam banho antes de ir pra consulta.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Médio
  • Nível de comprometer a sexualidade: Baixo (O José Serra inaugurou um SUS para atender pacientes que desejam trocar de sexo. E se você for um médico desta especialidade, você vai ter que pegar no perú)
  • Nível de Salário: Baixo (Desde quando o Governo paga bem para funcionários da saúde?)
  • Nível de perigo: Alto (Tem que atender parente de traficante na hora do almoço, socorrer ladrão que levou tiro da polícia, )


Técnico da Microsoft

Um funcionário da Microsoft após ler centenas de reclamações de usuários nerds

O seu ruin Windows da erro e você envia um relatório, mas você parou pra pensar quem vai ler esse relatório e tentar corrigir tais problemas? É o técnico da Microsoft que recebe milhões de e-mails por ano de nerds reclamando do sistema operacional. O ruim ainda é o técnico tentando consertar tudo. Um técnico da Microsoft nunca vai chegar em seu trabalho e dizer "nossa, isso aqui está calmo hoje". Tem que ter uma puta paciência pra ficar lendo milhões de e-mails e consertando a porcaria que é o sistema operacional.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Nulo (Qual nerd não gostaria de trabalhar na Microsoft?)
  • Nível de comprometer a sexualidade: Médio (Num lugar onde falta mulher e só há homem...)
  • Nível de Salário: Alto
  • Nível de perigo: Médio (Se o técnico for emo vai acabar se matando de tantas reclamações)

Fabricante de chupeta

Vai uma chupetinha aê?. Isso mesmo, pode parecer um acessório simples, sem nenhum perigo, mas você não faz ideia de como os fabricantes de chupetas tem que aturar piadinhas infames sobre a sua profissão.

Os fabricantes de chupeta, costumam fazer mais de 100 chupetas por dia, haja foleeeeego.... Mas é muito triste pro trabalhador chegar em sua casa e ouvir piadinhas do tipo "Quantas chupetas você fez hoje". Ou "Olha o Chupeta-man chegando". Agora, pense duas vezes em comprar uma chupeta para seu filho e simplesmente larga a coitada jogado pelos cantos da casa. Ser fabricante de chupeta não é nada legal, ninguém quer passar a vida toda sustentando a família com chupetinhas. Isso também vale para quem trabalha na Johnson & Johnson, e pouco importa o que faz lá dentro, a piada sempre irá lhe perseguir.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Total
  • Nível de comprometer a sexualidade: Baixo (ou não)
  • Nível de Salário: Baixo
  • Nível de perigo: Baixo (A não ser que o trabalhador queira testar suas próprias chupetas... Que bizarro hein!? Chupar a sua chupeta! Ele faz isso!)

Administrador Malvado da Desciclopédia

Parece ser um emprego muito mole, ter que ficar sentado na sua cadeira, ou sofá para os mais folgado e ficar deletando lixos ou banindo emos e gays que tentam vandalizar a Desciclopédia, não é? Mas você está totalmente errado, pois na verdade esse emprego não passa de um trabalho escravo forçado, fazer você trabalhar por 12 horas seguidas, íncluindo nos domingos e feriados sem tempo para namorar, ir às festas dos seus amigos ou ter uma vida social decente (Ou seja se torna um nerd gordo). E ainda no final do mês, ganhar zero reais como salário!

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Baixissimo
  • Nível de comprometer a sexualidade: Médio
  • Nível de Salário: Nulo, você trabalha de graça por aqui
  • Nível de perigo: Médio (Você poderá machucar os seus dedos após minhares de vezes que você bate no teclado, sem falar com problemas nos pulsos e da vista, por ficar tanto tempo no computador, sem contar com as constantes ameaças de morte feitas pelos vândalos banidos).

Motorista do Habib's

Caminhão do Habib's levando alimentos sempre fresquinhos

Este profissional usa um veículo grande para fazer entrega de mercadorias para as filiais da Habib's. A profissão em si não é ruim. O motorista só fica lá sentado, dirigindo seu caminhão, de lá pra cá. O problema desta profissão é aquela velha piada:

E aí, deu muito a ré no quibe hoje?

Por mais macho que seja o motorista, é impossível este profissional sair ileso.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Médio
  • Nível de comprometer a sexualidade: Médio (Alguns motoristas gostam de pegar nos quibes dos clientes. E as vezes dão até uma mordidinha... Ui!)
  • Nível de Salário: Médio
  • Nível de perigo: Médio (As estradas sempre são perigosas, ainda mais quando você é o responsável por conduzir o quibe pra frente e pra trás, pra cima e pra baixo, todos os dias)

Examinador Anti-dopping

Também considerada uma das piores do mundo, o examinador deve realizar exames do xixi dos outros várias vezes por dia. Geralmente a pessoa fica com o cheiro específico do trabalho. Agora pensamos: Se o cara é cozinheiro, volta para casa cheirando a comida. Se o cara trabalha em uma loja ou fábrica de perfumes, volta perfumado para casa. Agora pense o cheiro com que volta o examinador antidopping. Isso mesmo, ficam pior que um mendigo. Se voltam de ônibus para suas casas, são mal-vistos pelos outros. (peraí, se o cara é ginecologista, então...)

Se pegarem um atleta fraudulento, irritam uma nação inteira. Se não encontram uma trapaça que depois aparece como positiva, são acusados de incompetência.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Alto (Não veem muitas pessoas no laboratório, mas quando saem...)
  • Nível de comprometer a sexualidade: Baixo (a não ser que queira tirar a urina direto da fonte)
  • Nível de Salário: Médio
  • Nível de perigo: Alto (fora o perigo de doenças, está sujeito a apanhar do atleta)

Goleiro

Cquote1.png Como gostar de uma profissão onde você faz um mínimo erro e já aparece uma luz vermelha nas suas costas e vinte mil pessoas te vaiando? Cquote2.png
Jacques Plante, goleiro imortalizado do Hall da Fama do Hóquei

goleiro fazendo uma defesa extraordinaria, o que provavelmente custou sua sexualidade.

Que frangaço hein?? Quantos perus já levou no meio das pernas?? Já levou uma bolada no queixo ou cabeçada no céu da boca??

Essa profissão além de ser perigosa, humilhante e cheia de riscos, é alvo depois de piadistas, com piadinhas de duplo sentido. No jogo, os riscos de levar uma contusão são enormes. Está sujeito a ser feito de gato-e-sapato pelos atacantes adversários. Pode fazer chover durante um jogo, com impossíveis e inúmeras defesas, porém se este leva apenas um frango é vaiado por todos e vira alvo de piadinhas.

Pense você, caro Anônimo, ser um goleiro. Nos treinos, o que mais é cobrado e bombardeado é você. Depois de um jogo, fica sujeito a piadas como "Quantas bolas você pegou?". "Meteram aquela bola com tudo para cima de você!!". "Não vai quebrar a munheca hein?!?!". Pois é caro leitor, nada fácil.

  • Nível de Vergonha: Alto
  • Nível de comprometer a sexualidade: Alto
  • Nível de Salário: Médio (depende do time)
  • Nível de perigo: Alto (Imagine se uma bola te pega por trás, garanto que deve doer menos se pegar pela frete. Epa, eu não garanto nada!)
Cinegrafista dando um passeo junto com seu colega de trabalho!

Cinegrafista de produtora de filme erótico zoófilo destinados ao público gay

O sujeito pensa a vida toda em trabalhar no cinema, faz curso em uma excelente universidade, se aplica nos estudos, faz uma monografia impecável, viaja para o exterior, a fim de obter conhecimento desta área, começa a produzir pequenos filmes e se torna especialista para, algum dia mais tarde, ser o cameraman de filmes que utilizam cavalos, touros, cachorros e homens como "atores" de um filme onde ninguém é de ninguém. Não há como fazer piadas sobre este profissional pois é uma situação triste. Quando criança, ele sonhava em dirigir filmes de Hollywood. Agora, como adulto, ele se vê obrigado a trabalhar em produções bizarras como esta. Apesar de tudo, as produtoras de filmes eróticos zoófilos destinados ao público gay pagam muito bem. O cameraman pode, no entanto, dizer com orgulho que poderia ser pior. Poderia estar ele dividindo uma cena com 2 cavalos e um touro, servindo de fêmea para o projeto.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Alto
  • Nível de comprometer a sexualidade: Médio
  • Nível de Salário: Muito alto
  • Nível de perigo: Muito Alto (Magina se não) (Já pensou se um cavalo confunde o cameraman, com aquela parafernalha toda, com uma égua no cio?)

Proctologista da mesma produtora do sujeito acima

Só um proctologista para reparar os danos causados no equipamento

Pior que ser o cara que filma toda a orgia animalesca é ser o cara que precisa reparar os danos causados pela orgia animalesca. A profissão necessita que o profissional conheça a fundo todos os mistérios que envolvem a medicina reconstrutora. Este médico é o responsável em restaurar vários túneis quebrados devido às cavalgadas constantes. É um trabalho sujo mas alguém deve fazer e esse alguém ganha mais que qualquer outro profissional dentro da produtora. Apesar de convivência perto dos retos, essa não é uma profissão arretada. Haja paciência! Além de tudo, o proctologista precisa aguentar as piadas ácidas da equipe, que dizem que ele é a pessoa mais próxima do local onde um cavalo inseriu todo o seu amor. É preciso ser muito macho pra aguentar coisa assim, ou muito bicha.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Alto
  • Nível de comprometer a sexualidade: De médio a alto
  • Nível de Salário: Muito alto
  • Nível de perigo: Médio (O único perigo realmente perigoso é o cavalo ator achar que seu amado está lhe traindo com o doutor)

Proctologista de elefante

Uma profissão abençoada, porem arriscada, pois proctologista pode ter seu corpo ou cabeça torados ao meio caso o elefante se assuste ou espirre provocando uma trancada de cú.

Proctologista de elefante, profissão emocionante, profunda, nunca se sabe aonde o examinador sairá, geralmente é vomitado pela tromba.

Sua função é investigar a veia bostérica do bicho, para se tornar proctologista de elefante o profissional faz simulações em bueiros de esgoto para preparar seu psicológico, esse tipo de profissão não é indicado para pessoas que sofrem de claustrofobia.

A cavidade da veia bostérica pode ser muito profunda e apertada, mas tudo fica fácil caso o bicho de uma boa relaxada de , para que isso aconteça geralmente o examinador oferece amendoim para distrair a atenção e baixar o estresse do animal.

O profissional antes de tudo faz faculdade de veterinária e medicina animal pra depois meter a mão na bosta.

O cheiro da merda pode ficar pelo corpo durante meses, é preciso utilizar um balde de Rexona após o banho soda cáustica.


Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Altíssimo
  • Nível de comprometer a sexualidade: De médio a alto
  • Nível de Salário: Um merda
  • Nível de perigo: Altíssimo (Uma profissão arriscada e suja, pois proctologista pode ter seu corpo ou cabeça partidos ao meio caso o elefante se assuste ou espirre provocando uma trancada de cú.)

Testadoras de desodorantes que cheiram o suvaco

Qual seria a reação se você soubesse que sua mãe ganha a vida fazendo isso? Não responde, é vergonhoso demais

Nada mais gratificante que acordar de manhã sabendo que você irá cheirar cerca de 100 suvacos por dia. Irônia à parte, temos uma pena das queridas senhoras que ganham a vida cheirando as axilas dos homens. Tudo isso para testar os mais variados desodorantes fabricados do mundo todo. Bem, vai saber se ainda assim o cheiro é agradável, pior ainda é ter que reprovar o desodorante porque ele está vencido. Essa profissões é digna apenas das mulheres, que devem ter nascido pra sofrer mesmo, porque são elas que sentem os cheiros muito melhores que os homens, fique sem tomar banho por 1 dia na frente de um homem, ele não vai perceber, mas tente fazer isso com uma mulher. Então, já que elas são tão boas com isso, nada mais justo que fazer com que elas mesmas cheiram o suvaco dos outros para testar os desodorantes, HAHAHA, grande superioridade feminina essa, hein?. Imagine sua mulher ou tua mãe (caso seja nerd) chegar do trabalho após cheirar centenas de suvaco, e ainda ter que dormir com o marido ou aturar o filho porco em casa. Bem, isso já não é profissão, é tortura psicológica mesmo.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Alto -"Menina, eu ganho a vida cheirando suvaco" - Impossível não se envergonhar disso.
  • Nível de comprometer a sexualidade: Nulo
  • Nível de Salário: Baixo - Se fosse alto, até eu que queria sair cheirando o suvaco dos outros.
  • Nível de perigo: Alto (O Futuro do olfato dessas mulheres é incerto e sombrio) Pior ainda pra quem tem rinite

Claque de programas humorísticos brasileiros

Claque é o profissional responsável em dar risadas ou aplaudir. Este termo foi usado pela primeira vez na Roma Antiga. Pessoas eram contratadas para rir das piadas dos imperadores. Até aí tudo bem. Ser claque não parece ser tão ruim. Pois não deveria ser mesmo. O problema é ser claque em programas do naipe de A Praça é Nossa, Zorra Total e Show do Tom. Se já não bastasse estes pobres coitados terem de assistir a esta atrocidade, eles também devem rir desta catástrofe. Apesar dos risos, não se pode dizer que estes profissionais se divertem no emprego. A pior coisa do mundo é assistir algo antiengraçado e ser obrigado a rir. A sorte deles é que os programas são semanais. Este profissional se aposenta cedo. Depois de 15 anos de risos forçados, a boca destes coitados ficam iguais à do Coringa e o cérebro fica igual ao do Lula.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: De médio a alto (Rir de programas como Zorra Total é sempre vergonhoso)
  • Nível de comprometer a sexualidade: Nulo
  • Nível de Salário: Médio
  • Nível de perigo: Médio (Fora a probabilidade de cãibra na boca, retardo mental e derretimento cerebral em virtude das excelentes piadas destes programas, o profissional não corre sério risco)
Rubens-barrichello.jpg

Motorista do Rubens Barichello

As vezes os pilotos de Fórmula 1 necessita de uma caroninha, certo? Mas o problema é, ser motorista do Rubens Barrichello. Imagine você lá, andando, e de repente é interrompido pelo Rubinho todo nervoso pedindo para você ir mais devagar. Deve ser um saco, fora o azar que o motorista provavelmente vai ter que carregar junto, como o carro parando a 40 km da cidade mais próxima no meio do nada sem gasolina.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Alto (Só vai dar você no meio da estrada andando a menos de 40 km/h)
  • Nível de comprometer a sexualidade: Nulo
  • Nível de Salário: Alto
  • Nível de perigo: Alto (Pode até andar devagar, mas imagine se da uma louca no Rubinho e ele resolve guiar o carro!? E se ele decide jogar uma mola na sua testa então!?)
Veja como você será recebido com festa em seu "local de trabalho".

Guia turístico do Iraque

Mais uma vez odiado querido leitor, imagine...Você estuda anos e anos, estuda várias línguas, faz estágios em grandes empresas, se forma como Turismólogo (profissional que se forma em Turismo {Jura??}) e quando vai exercer sua profissão você acaba parando no fim do mundo como Guia Turístico do Iraque. Tem que torcer para que seus clientes não sejam soldados americanos ou homens-bombas e o pior, também torcer para não está no lugar errado e na hora errada, e no que diz respeito ao Iraque, quase todo lugar é errado e toda a hora também nunca é certa! Ao se aposentar, (isso se o trabalhador não morrer antes) nunca se aposenta inteiro, ou falta um braço, perna ou qualquer outro membro. Resumindo, essa profissão é um estouro!

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Médio (falar para seus amigos que você é guia turístico do Iraque não é nada honroso)
  • Nível de comprometer a sexualidade: Baixo (você pode acabar perdendo o...)
  • Nível de Salário: baixo a médio
  • Nível de perigo: Mais de 8 Mil!!!!Total (Pode ter certeza, uma hora ou outra, algum "cliente" vai levar você as alturas!)
Lavar as camisetas de Toni Ramos não é nada fácil

Faxineira do Toni Ramos

Trabalhar de faxineira na casa de alguém que solta pêlos não é nada fácil, ainda mais se for na casa do ator Toni Ramos. Essa é a profissão de uma jovem senhora na Zona Norte do Rio de Janeiro. Todo dia, são horas e horas coletando pêlos do ator no quarto, sala, cozinha, e o pior, segundo a faxineira particular de Toni Ramos, ela também teve que aprender a mexer nos encanamentos da casa, já que toda semana, Toni Ramos tinha que contratar um encanador para desentupir a pia do banheiro.... A faxineira ainda tem que saber lidar com os mais altos equipamentos modernos de limpeza, todos produtos importados da Polishop, isso mesmo, com a Polishop limpar a sua casa nunca foi tão fácil, adiquira agora mesmo nosso Total Flash Limpa Pêlos Juicer da Polishop e leve de graça um filtro para por na sua torneira e ter água limpa, pura, e canalizada direto da nascente do Rio Jordão....ops...Aonde eu estava? Ah sim, a faxineira de Toni Ramos tem uma árdua profissão, e muita paciência para saber lidar com algo tão peludo.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Baixo
  • Nível de comprometer a sexualidade: Nulo
  • Nível de Salário: Médio (não é só ser faxineira, tem que ser encanador para lidar com os frequentes entupimentos)
  • Nível de perigo: Média (Sabe aquelas aranhas que soltam pelos e podem causar sérios problemas respiratórios? Então...!)

Dublador de filme pornô homossexual

Sinceramente, nada pior pra um dublador do que encarar uma barra-dura dessas. A sorte desse profissional é que possivelmente ninguém vá saber que ele dublou esse tipo de filme, a não ser que algum desses otakus viciados que reconhecem a voz de qualquer dublador de anime do nada reconheça que o carinha que dublou o Goku e o Mu de Áries tava dublando um filme desses (obviamente o tal otaku também deve curtir o Bastão Mágico do Goku...).

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Altíssimo
  • Nível de comprometer a sexualidade: Total
  • Nível de Salário: Médio (vai depender da vozinha do dublador...)
  • Nível de perigo: Baixo (a não ser que algum seu invada o estúdio!)
Peru em sua pior pose.jpg

Tratador de Peru

No Natal, todo mundo gosta de levar um Peru, não é!? Não! Eu não gosto, mas eu sei que você gosta. Enfim, para levarmos os Perus para casa, os mesmos precisam ser treinados, estar sadios e com o tamanho certo, afinal, você não gostaria de levar um Peru pequeno, não é!? Eu sei que não!.

Os criadores de Perus são os responsáveis por uma noite de Natal mais boiola saborosa e apetitosa. Mas você já reparou como esses caras podem ser zoados, até mais que você, que compra o Peru? Eles limpam, dão comida, pesam, vacinam, limpa a sujeira, fazem tudo no Peru e ainda ganha pouco. Voltam pra casa fedendo Peru, e assim como outros colegas de profissões citados acima, são vítimas das constantes piadas do tipo, "E aí rapaz, cuidou de quantos perus hoje?", ou "Tá com cara de quem pegou o Peru pelo pescoço".

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Alto
  • Nível de comprometer a sexualidade: Médio
  • Nível de Salário: Baixo
  • Nível de perigo: Médio (Já pensou se o Peru resolve encrencar com a sua cara? Você vai voltar em casa e dizer o que? "Querida, hoje tomei um pau do Peru!?")
Quer brincar? Quer?

Babá da Maísa

Se você sente pena do Silvio Santos porque ele tem que aguentar a pirralha demoníaca criança xarope da Maísa, você devia imaginar que tem gente que tem que aturar essa menina, e o pior, ganha a vida cuidando de um monstro...uma menina xarope!. No caso do Silvio Santos, ele é uma espécie de sadomasoquista, que paga a mãe da Maísa pra aparecer no programa dele, vá entender, pelo menos, qualquer racional pagaria pra ela desaparecer! Mas voltando as profissões inúteis, você seria babá da Maísa? Eu não!. Ter que aguentar puxada de cabelos, tiração de sarro, berreiro por que se assustou com a maquiagem da pobre babá. Enfim, deve ser uma profissão nada Fácil.

A rotina começa assim: De manhã, levar o bicho pra escola, são 4 horas de alivio para a pobre Babá Ao meio dia, dar sopa de letrinhas pra Maísa, mas seguindo uma regra dura, a pirralha xarope só come a sopa se ela estiver em ordem alfabética. de tarde, fazer o monstrinho arrotar...Missão nada fácil, já que Maísa tem medo das suas reações internas. Lá pelas 15:00 levar Maísa pra igreja, porque só Deus mesmo, tem paciência de ficar ouvindo ela.(ou não) Às 17:00 Maísa quer jogar PLAYXTAXION, PAYSTAXION, PLAYXTAXIOOON'. Às 17:02 ela enjoa de jogar PLAYXTAXION Às 17:03 levar Maísa pra fazer cocô no banheiro do Pedrinho. Porque ela só quer cagar no banheiro do Pedrinho! Às 21:00 depois de passar à noite toda no banheiro do pirralho, a Babá tem que ficar meia hora batendo um papo intelectual com Maísa pra ela desenvolver sua inteligência para o programa do Silvio Santos. E por fim, às 21:30 o monstrinho vai dormir. Sossego só aos domingos quando a capeta está atormentando a vida de Silvio Santos.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Alto
  • Nível de comprometer a sexualidade: Nulo
  • Nível de Salário: Médio
  • Nível de perigo: Alto (Se você usar peruca, terá que colar ela com Super Bonder para Maísa não pegar. Se você se maquiar, tem que aguentar os berros dela, se você....Ahhh váá, prefiro limpar bunda de lutador de sumô!)

Aprendiz ou estagiário

Essa profissão é o cão. Para começar, ganham pouco e não tem muitas prioridades ou direitos na empresa. Em relação ao trabalho, são os que mais trabalham. Não só fazem o trabalho normal de aprendizado (aprendizado?? Não aprendem merda nenhuma), fazem também o que ninguém quer fazer, como o de levantar e entregar papel e documento, tirar xérox, conferir lotomania e carregar os vales-refeição dos outros.

E não é só isso. Devem ficar puxando o saco do chefe. Se é mulher, nada que uma petinha não resolva. Levar café e fazer massagens em suas costas estão inclusas nas atividades.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Alto
  • Nível de comprometer a sexualidade: Baixo
  • Nível de Salário: muito baixo (ridiculamente baixo mesmo)
  • Nível de perigo: Médio

Técnico em saneamento

Pois é caro leitor. É isso mesmo o que essa profissão faz: Além de cuidar de umas papeladas e ter que aturar o chefe e alguns clientes te enchendo o saco, você deve ir de casa em casa ou de esgoto em esgoto, a fim de limpar toda essa merda. Literalmente, esse emprego é uma merda.

Pense em gastar parte de sua vida, estudando química, fazendo curso técnico, gastanto em apostilas para acabar na merda... Pois é, nada fácil. O trabalho a ser feito até que não é ruim pois existem máscaras (ou não) que diminúi um pouco o cheiro horrível de bosta. Também a roupa é descartável. Isso até que de certa forma é tolerável. O ruim mesmo são as pessoas em volta: Se estoura o encanamento em uma casa, o cliente vem falando merda pra cima de você. Depois, se você demora ou não resolve pois seu trabalho foi uma merda, vem seu chefe também falando merda pra cima de você.

Fora isso, tem as piadinhas de colegas de empresa e de amigos. Perguntas e comentários como Nossa, você está uma merda, Muitas merda aí?? ou até mesmo Que cor era minha merda??. Pois é... Que merda de trabalho!

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Muito alto
  • Nível de comprometer a sexualidade: Nulo
  • Nível de Salário: Médio
  • Nível de perigo: Alto (além de se intoxicar com o mau-cheiro, há inúmeras chances de doenças e está sujeito ao espancamento de clientes e chefes)
Rídiculo, não!?

Animador de festa Infantil

Nada mais é tão estúpido e tão tosco que ser animador de festa Infantil. Você vira o alvo das atenções e vítimas de trairagem cometido pelos pirralhos. Os animadores de festa Infantil entram em depressão toda vez que acaba de sair em uma festa, pensando várias vezes "Porque eu não estudei mais? Por quêêêê? Por quêêêê?!!!". O Animador de festa infantil passa por todas situações, leva ovada, toma rasteira e tem que responder perguntas indelicadas como "Você ganha a vida fazendo papel de palhaço?". O pior é que as vezes sobra o animador passa mais tempo correndo atrás da pirralhada pra ela não fazer merda, do que animar a elas mesmo. Fora quando uma criança bate a cabeça e morre fica gravemente ferida, a culpa é sempre do animador, que tem que ouvir algo do tipo "Você exagerou em suas piadinhas infames, olha o que aconteceu". Existe todo tipo de animador. O que se veste de palhaço mas faz mágicas, e o que se veste de mágico mas faz muita palhaçada, tem aqueles que se veste de Bob Esponja, ou algum personagem de desenho animado, não importa qual seja a fantasia, as crianças adoram desmascara-los, o que acaba sendo constrangedor pro pobre trabalhador, ter que ficar exposta ao ridículo na frente de um monte de gente correndo atrás de sua "cabeça".

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Altissimo (alto ao extremo,pior impossivel etc)
  • Nível de comprometer a sexualidade: baixo (Em festa de menininhas, você terá que se fantasiar de barbie ou esses personagens ridiculos do sexo feminino criado pela indústria americana ou mexicana.
  • Nível de Salário: baixo
  • Nível de perigo: Alto (Tomar rasteira, ovada, correr atrás de sua própria fantasia não é nada fácil. Pior ainda se o pirralho se esborrachar no chão você sai da festa levando a culpa e sem nenhum tustão no bolso)

Narrador de qualquer jogo entre México e Peru ou apenas Peru

Está ai uma profissão que não é vergonhosa o tempo todo. Depende, a não ser se você falar de mais. O problema está mais entre os narradores Mexicanos e Peruanos. Quando as duas seleções entra em campo é motivo de piada para os pobres narradores. Vira e volta eles tem que citar frases vergonhosas como México e Peru no ataque ou Termina o primeiro tempo entre Mexico e Peru. Se você é tonto e ainda não percebeu aonde eu quero chegar, vamos traduzir, na hora de narrar sai algo do tipo Termina o primeiro tempo entre mexicomeuperu ou Muito bom esse clássico do Mexicoperu. No final do dia, o narrador tem seus vídeos no Youtube como forma de fazer piadas, e é vítimas de perguntas indiscretas de torcedores como "Mexeu muito com o Peru ontem?". Mas a vergonha é mais ilimitada para os narradores do Peru. Sempre em um clássico, narradores terão que soltar "O Peru entrou por trás" ou "Como ataca esse Peru". Então se você sempre sonhou em seguir os passos de Galvão Bueno, pense 2x.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: alto
  • Nível de comprometer a sexualidade: baixo (A não ser que o Peru ataque demais ou se o México se movimentar demais no campo)
  • Nível de Salário: baixo
  • Nível de perigo: Nulo (Ainda bem que o narrador fica bem longe do Peru)

Técnico Logístico de Transportadora da Amazônia

Esta é aquela profissão que o chefe pergunta para você a carga para transportar primeiro, e você tem que fazer todos os cálculos necessários para descobrir qual carga para levar primeiro (a mais em conta). O problema é que as principais coisas que você encontra por lá é madeira e minério de ferro, e o nomes das cidades onde se devem transportar são meio esquisitos.

O ponto máximo que isto chega é a seguinte situação que ele deve resolver:

Carga 1: Ferro que vale 1 milhão de reais, levando até em Tupi, a 2000 km

Carga 2: Pau que vale meio milhão de reais, levando até em Juá, a 1000 km

O seu chefe chega e pergunta:

Você prefere levar ferro até em Tupi, ou levar pau até em Juá?

Lol, constrangedor...

Nível de profissão:

Caminhoneiro da transportadora acima

Este pobre trabalhador é quem realmente leva ferros e paus até em Tupi ou até em Juá.

A profissão anterior também é constrangedora, mas nem tanto.

Nível de profissão:

Uma profissão nada honrosa!

Imitador de estátua em plena praça de Sé em São Paulo

Existe diversas formas de chamar atenção. Mas nenhuma é tão tosca e rídicula quando imitar uma estátua, mas pior que isso, na praça da Sé em São Paulo, onde só tem pobre! Você fica em cima de um banco, no meio da praça de Sé em São Paulo, tentando fazer nenhum movimento, e ainda por cima, todo pintado com tinta cinza coberta de porpurina. Essa é uma profissão tão deprimente, que a maioria das pessoas ao olhar o cara lá em cima daquele banco, debaixo de um sol quente desgraçado, começa a ter uma pena desgraçado do coitado, mas sai de lá sem dar um real pro coitado. Ai vem aquela triste imagem, o cara de cinza, desce do banquinho, olha sua latinha de moeda (Isso se não for roubada antes), e sai com a cabeça baixa até o McDonnalds bar da esquina onde ainda pintado de prateado e coberto de purpurina pede uma geladinha pra passar o transtorno.

Existe diversas estátuas para se imitar, uns tem ficam em posição estranhas, que deve provocar uma enorme dor no peão depois de algumas horas, outros imitam estátuas famosas como a estátua da Liberdade, outros, pra não cansar muito, fica revezando movimento a cada 2 minutos. Mas não importa, é muito tosca e ridícula a cena do cara fazendo papel de babaca em pleno meio dia na maior cidade do país. Isso que as vezes bate aquela dor de barriga, e o maluco tem que segurar por horas pra não defecar no meio da praça acidentalmente. Mas a concentração é tão grande que já foram vistos casos em que não teve como segurar. Ha! Imagine você, passando ao lado de uma estátua enquanto ela caga bem ao seu lado.

Mas o pior mesmo são os engraçadinhos que fazem questão de sacanear com eles, soltam aquelas bombinhas de São João perto deles, e vê o coitado tomando um puta susto e saindo da praça de cabeça baixa, desanimado e envergonhado com o ocorrido. Ha! Que coisa ridícula. Isso se não confundirem o cara com uma estátua de verdade, ou com um poste. Aí, pode ser perigoso, vai que queiram pixar o coitado.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Alto
  • Nível de comprometer a sexualidade: Médio (Você está lá, paradão, vai que, né? Entende o que eu quero dizer?)
  • Nível de Salário: Baixíssimo (Afinal, povo que anda por lá, é tudo pobre)
  • Nível de perigo: Alto (cachorro mijando, pombo cagando, chuvas fortes, sol escaldante, essa profissão está sujeito a tudo)

Proctologista de traficante

Você tira um diploma de médico para depois acabar como um proctologista. Se já ser um ploctologista pode parecer ruim e humilhante. Imagine ser o de um traficante? Além de aturar o mal cheiro da favela, diariamente irá correr risco de vida. Escutando frases do genero: "Se eu começar a gostar, você vai rodar! Filha da puta!". Pior ainda deve ser dar a noticia de ter encontrado um hemorroida ou algo do tipo... Coitado!

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Alto
  • Nível de comprometer a sexualidade: Médio (Afinal vai que quem começa a gostar da parada é você)
  • Nível de Salário: Alto (traficante paga bem, parece que o diploma de médico serviu para algo)
  • Nível de perigo: Alto (Se não fizer com carinho... Ai já viu, né)

Coletor de cocô de elefante

Coletora de cocô de elefante em ação.

Você se engaja em alguma ONG ambiental pensando no futuro dos seus filhos. Isso por si só já é uma ocupação batante deprimente, mas pode ser ainda pior. Imagine ser destacado para coleta de adubo orgânico em um acampamento do Centro da África, exatamente ao lado de uma reserva de elefantes? Dificilmente seu adubo virá de outro lugar senão o deste simpático animal.

Nível de profissão:

  • Nível de vergonha: Muito Alto
  • Nível de comprometimento da sexualidade: Baixo (o perigo está em coletar de machos)
  • Nível de salário: Nulo (você é voluntário)
  • Nível de perigo: Alto (elefante dá coice?)

Comentarista da equipe do Galvão Bueno

Pequeno gesto de amor de seu público

Quem pensa que trabalhar na globo é o mássimo(sic), está mais por fora que braço de caminhoneiro. Pensa em ter que aguentar, durante 1 hora e meia (ainda mais se for uma corrida de F1 na chuva, 2 horas!), o Galvão Bueno com suas dádivas de sabedoria logo ao seu lado. E quando você tem aquele comentário magnífico a dizer ele não deixa, ou caga tudo quanto tenta te complementar. Pra piorar tudo, tem que puxar o saco do Galvão (por ele ser o chefe da bagaça)!

Cquote1.png Sem omelete ninguém faz... ovos Cquote2.png
Galvão Bueno refletindo

Cquote1.png Ei, Galvão, vai toma no cu!!! Cquote2.png
Torcedores sobre Galvão Bueno

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Alto
  • Nível de comprometer a sexualidade: Baixo
  • Nível de Salário: Alto (Mas não o suficiente pra aguentar o Galvão Bueno)
  • Nível de perigo: Alto (Alguns revoltados com razão podem querer te arrepiar da porrada só porque você é amigo do cara)

Editor da Desciclopédia

Bom você chega aqui vê esse site e se depara com esse artigo, lê ele e diz para si mesmo:

Que legal eu quero fazer um artigo aqui também, como esse!!!

Então como qualquer idiota pessoa com seu QI resolve se cadastrar e fazer um artigo aqui sem ter noção de regras (a gente coloca elas lá, mas você não lê mesmo...) então você escreve algo completamente tosco como você. Daí vem um Administrador Malvado coloca seu artigo na eliminação, você chega na página de usuário dele (pois você não leu o manual então você não sabe o que é página de discussão...) e o xinga até por ter eliminado sua porcaria, e ele te mete um banimento de 1 ano, ou até infinito, por ter xingado ele... Essa é a vida do vândalo editor da Desciclopédia (pois se fosse um editor bonzinho ficaria com o rabo entre as pernas e nem conversaria com o administrador que eliminou seu artigo...). Você chega todo o santo dia e liga seu computador como um bom nerd sem namorada, e faz suas drogas por aqui que não serão reconhecidas como suas (pois a partir que um artigo é criado ele não é mais seu, e sim do povo). Normalmente antes de ele entrar nesse site para ficar escrevendo artigos ele (o editor) pratica cheiramento de gatinhos para poder ter "inspiração" para esse lugar... Você aqui além de estar submisso a superiores você não tem direito a nenhuma porcaria daqui, além de carregar imagens, e será sujeito a banimento caso um burocrata ou administrador considere sua "contribuição" aqui como vandalismo. Sim é um emprego tenso, deixa a pessoa à beira da loucura. Pior ainda é continuar voltando e editando esse lugar. Até eu por estar revelando isso a você corro o risco de ser linchado aqui, mas pior que editor daqui é o editor da wikipédia... Se você leu tudo, ÓTIMO. Se não, foda-se, não vai entender a piada mesmo!

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Alto - Depois de algum tempo você se arrepende da merda que fez (ou não)
  • Nível de comprometer a sexualidade: nulo
  • Nível de Salário: Nulo, pois consideramos seu trabalho como imbecilidade "caridade"
  • Nível de perigo: Alto (pois um administrador malvado podem considerar suas "contribuições" como vandalismo e te banir pro resto da vida, isso se ele não soltar mafagafos atrás de você)


Atores do Jackass

Mãe, olha o que tem pro jantar

Vamos dar uma breve resumida no que eles tiveram que enfrentar: enfiar um carrinho miniatura no cu e tirar raio X para passar vergonha, cheirar peido dos outros, usar barba de pelos pubianos, ser atropelados por carros em alta velocidade, mergulhar no esgoto, ter o pênis mordido por uma cobra, comer panqueca de vomito, ter uma sanguessuga enfiada nos olhos, ser chifrado por um touro e um dos piores... experimentar sêmen de cavalo! Argh!!! Não precisamos escrever mais nada depois disso.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Extremamente alto - Qualquer um teria vergonha em fazer qualquer coisa descrito acima.
  • Nível de comprometer a sexualidade: Extremamente alto. Para fazer certas coisas, não precisa ser macho, tem que ser gay!
  • Nível de Salário: Extremamente Alto. Idiotas no mundo todo sustentam cada um deles.
  • Nível de perigo: Extremamente Alto. Só não morreram ainda por milagres.
  • Bônus Alto pra caralho, porra! - Reparem que essa profissão é a única que atingiu o nível extremo em TODAS.

Pino boy

Era uma profissão comuníssima nas casas de jogos especializadas em boliche, até meados dos anos 90. O infeliz profissional – desde então mais infeliz por estar no olho da rua, com a automatização desses lugares – ficava deitado embaixo de um cubículo abaixo da pista, devolvendo as bolas pela canaleta e rearrumando os pinos derrubados. Era possível, em muitos casos, observar os pés do indivíduo no fim da pista. E, com toda sacanagem do mundo, mirar a bola neles, em vez dos pinos. (Até contando mais pontos do que os de um strike, se conseguisse acertá-los.)

Nível de profissão:

  • Nível de vergonha: Alto
  • Nível de comprometer a sexualidade: Médio – era comum ouvir piadinhas com o fato de “mexer no pino”, “passar a mão no pino”, “levantar os pinos dos outros”…
  • Nível de salário: Baixo
  • Nível de perigo: Alto – além das boladas nos pés, havia também o perigo de a bola ricochetear na parede e acertar a cabeça, o peito ou partes mais sensíveis do coitado do pino boy.

Atendente do McDonalds

Um atendente recebe todos os dias pessoas mal-humaradas e pessoas mal-educadas, além de idiotas que se acham engraçados, e ainda tem que manter um sorriso feliz no rosto e fingir que tudo está bem. Também tem que usar um uniforme idiota que é motivo de chacota. Se um cliente reclama aos berros da demora do lanche ou que não achou mesa limpa e sem moscas, e até chamando você de gay, otário, babaca, feioso, retardado, sua resposta deverá a mais educada e feliz e ainda dizer "obrigado" e "volte sempre".

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Alto (Ser pisado por todo mundo, incluindo playboy e guri retardado, e fingir que está tudo bem.)
  • Nível de comprometer a sexualidade: Médio (Se um cliente gay der em cima de você, você deverá manter sua simpatia e nunca botar um cliente para correr, além disso, se você botar um gay para correr, você será acusado de discriminação.)
  • Nível de Salário: Baixo
  • Nível de perigo: Alto (O índice de suicídio é alto, e quem não suicida, para no manicônio.)

Suporte técnico de informática

Sem dúvida, esse é a maior vítima da maldita inclusão digital. A todo instante, aparece alguém com problema no computador ou impressora, por causa de bugs do Ruindows, vírus ou ignorância do usuário, sendo tal ignorância 99% dos problemas. A anta do usuário pega vírus facilmente, reclama que o PC não liga (mas a tomada estava desligada), lava as peças do computador com água para tirar vírus, pede para instalar o Youtube no PC dele, reclama que excluiram a Internet do PC (na verdade, o atalho do Internet Explorer) e ainda clicam novamente no mesmo link de vírus que recebe por e-mail e xingam você por não ter consertado o PC direito. São mal-humorados por causa dos problemas que eles mesmos criam, descontam a raiva com desaforo em cima do pobre técnico e falam cada pérola de ignorante em informática. O técnico tem que manter a educação e nunca rir das "piadas" deles e nem perder a paciência com o desaforo deles, para não ser demitido.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Alto (Ter que aturar tantos jumentos que entendem nada de PC.)
  • Nível de comprometer a sexualidade: Médio (O estresse do trabalho continua após o expediente e pode fazer você broxar.)
  • Nível de Salário: Médio
  • Nível de perigo: Alto (O estresse pode fazer você perder o sono, ter pesadelos, fazer o cabelo cair e contrair doenças depressivas, ou se tornar emo.)

Acessor de político

Você terá um chefe idiota que sabe administrar porra nenhuma e faz muitas cagadas (como George Bush), ou um chefe ladrãozão, desviador de verbas ou traficante (qualquer brasileiro). Terá que fazer a proeza de justificar o injustificável. Seus amigos não vão entender como você consegue conviver com um ladrão sem descer a porrada nele. Quando algo dá errado, alguém terá que levar a culpa, e esse alguém com certeza não é peixe grande, nem precisa dizer quem vai se fuder.

Nível de profissão:

  • Nível de Vergonha: Alto (Imagina ser porta-voz de alguém que só faz merda e todo mundo questionar como você pode dizer o que disse.)
  • Nível de comprometer a sexualidade: Baixo
  • Nível de Salário: Alto
  • Nível de perigo: Alto (Por bajular e concordar com o chefe, você será odiado. Como você não terá seguranças como o chefe, será um alvo fácil.)


Observações

  1. Você pode até se perguntar: mas que supositórios são esses? Eu até sentaria pra te explicar, mas no momento não tô podendo.

Veja também


Mirror2.jpg
Conheça também a versão oposta de As piores profissões possíveis no Mundo do Contra:


Espelhonomdc.jpg
Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas