Deslistas:Armas que não existem, mas que deveriam existir

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Deslistas.gif

Este artigo é parte do Deslistas, o sumário livre de conteúdo.


Cquote1.png Será? Cquote2.png
Palhaço Carequinha sobre Armas

Através dos tempos as armas tem tomado várias formas. Mas, apesar de todas as suas diferenças, elas têm quase sempre algo em comum: elas são terrivelmente chatas. As facas? Você enfia elas em alguém e a pessoa morre. As armas de fogo? Você aponta elas para alguém, atira, e o cara morre. As bombas? Você joga uma na cara de alguém e ele morre. O que acontece? Os cientistas malucos não têm mais criatividade? Eles não se divertem mais no trabalho?

Aqui você vai encontrar uma lista de armas que não existem, mas que deveriam existir. Para ser incluída nesta lista uma arma deve ser, teoricamente, capaz de de meter o pé em doze tipos diferentes de bunda, no mínimo. Qualquer arma com um coeficiente de pés na bunda menor não tem envergadura moral para entrar nesta lista.

Esta lista está incompleta. Considerando sua natureza ela provavelmente nunca será completada e segundo Chuck Norris é melhor que seja assim. De qualquer modo revisões e novos itens serão sempre benvindos.

Tabela de conteúdo

[editar] Balão de ácido

Tome cuidado com os vapores do ácido.
Lsdballoon.jpg

O conceito é simples, sendo baseado no conceito do balão de água. Basta encher um balão com ácido (não daquele tipo "AIIIIIIIIII MINHA CARA!!!!!!" e sim do tipo que sai da boca do Alien o oitavo passageiro) e jogá-lo na cara do seu alvo. A vítima, acreditando estar recebendo uma refrescante explosão de água potável, subitamente percebe que sua cara está derretendo. Mesmo que esta arma não leve à morte, ainda assim é muito divertido vê-la em uso.

[editar] Canhão de lava

O canhão de lava que não existe foi utilizado durante a Segunda Guerra Mundial que não existe mais.

O que poderia, ao menos começar a, proteger uma pessoa sobre quem se está lançando lava a partir de um canhão? Uma armadura de metal? Um colete de kevlar? Um outro ser humano? Qualé?! Todas estas merdas vão derreter assim que forem atacadas por um canhão de lava e o humano atrás delas também. Mande suas balas de canhão e o seus homens-bala para o limbo porque a lava é a única coisa que deveria ser lançada de um canhão.

A pesquisa de ponta em física dos materiais demonstra que o canhão de lava é factível. O protótipo do canhão de lava, chamado "canhão de vinagre tingido de vermelho com fubá", foi construído por uma equipe de estudantes da USP. Na verdade o canhão de vinagre tingido de vermelho com fubá não causava mal nenhum, no máximo ele deixou o reitor da USP puto.

[editar] Catapulta de shurikens

As catapultas servem tradicionalmente para lançar objetos redondos como grandes pedras. Porquê isso? Todo mundo sabe que as armas cortantes são bem melhores. Por isso alguém deveria colocar uma porção de shurikens em uma catapulta e levar a morte a um grande número de pessoas.

Catapultadeshurikens.jpg

Esta arma quase existiu realmente: os romanos atiravam pedras pontiagudas para parar os ataques de cavalaria, assim como jogavam cargas de estrume nas cidades sitiadas para espalhar a peste.

"...apesar desta ideia magnífica dos romanos de criar armas que não existem, eles ainda não haviam vislumbrado o lume sabidinho da Wikipedia da ética protestante e do espírito do capitalismo," como afirmou Max Weber e portanto jamais tiveram a ideia de fazer shurikens de pedra ou de estrume.

Em seu volume De Bellus Lusitanicus (crônica sobre a conquista da Lusitânia) Júlio César descreve como as legiões romanas foram quase esmagadas pelas hordas lusitanas que conheciam a prática de atirar cavalos para evitar o ataque de pedras pontiagudas assim como o hábito de jogar cidades no estrume para impedir a disseminação da peste.

[editar] Chapéu de cimento

"Agora ele vai falar."

O método tradicional de morrer pelas mãos da máfia é o sapato de cimento. Mas se você pensar bem vai ver que os sapatos de cimento são uma burrice. A vítima dos sapatos de cimento pode gritar por ajuda antes de vestir o paletó de madeira. Isto não acontece com o chapéu de cimento! Há quem afirme que o chapéu de cimento não existe porque as pessoas podem se salvar usando eles. É mentira! Uma pessoa de cabeça para baixo usando um chapéu de cimento?! Você não pode se salvar de cabeça para baixo, imbecil.

[editar] Crocodilo com crocodilos no lugar das patas

GRRRR! (Grrrr, grrrr, grrrr, grrrr.)

O conceito é simples: Os crocodilos ocupam muito espaço. Ao invés de desperdiçar espaço com cinco crocodilos afim de desencorajar os intrusos ou semear o caos no campo inimigo, porquê não utilizar um crocodilo gigante que, no lugar das patas, tem crocodilos?! São cinco crocodilos pelo preço de um, vem em uma embalagem prática e é fácil de alimentar!

Levando este conceito à sua conclusão lógica chegamos ao Crocodilo fractal, a única maneira de obter um número infinito de crocodilos com um orçamento militar pequeno.

Versão mais econômica para o anarquista de salão: l'alligator fractal.

[editar] Texto excessivamente longo com palavras axiomaticamente complicadas de pouco significado teleológico

Para que mandar textos curtos via e-mail? Use palavras e textos longos e siglas complicadas para matar alguém

[editar] Hamster pontiagudo

O hamster pontiagudo visto no episódio do desenho animado Hamtaro, "Ham-Ham epidemia de câncer!"

Pequenos, perigosos e fáceis de esconder em caso de uma geral imprevista da polícia, eles são as armas para combate de rua por excelência. Podem ser utilizados no corpo a corpo ou jogados. As variações de uso dos hamsters pontiagudos incluem: colocar fogo neles (hamster Molotov) ou cobrí-los com uma substância tóxica (dardo de hamster envenenado).

[editar] O Pato-coelho

O Pato-coelho. Um conceito filosófico?

Não tendo sido ainda confirmada a sua existência ou desistência (ver Sartre, em "O Ser e a Náusea"), a opinião geral da grande maioria dos eminentes filósofos de nosso tempo é basicamente "Não importa.".

Descrito pela primeira vez em um detalhado esboço de Leonardo Da Vinci, sabe-se hoje em dia não ser em verdade uma criação sua (dele), e sim o resultado de observações ornitológicas durante uma expedição prática de estudo de fungos e cogumelos.

Detalhado esboço de Leonardo Da Vinci apontando onde são produzidos os ovos de páscoa na páscoa no pato-coelho.

À margem de seu desenho, como veemente comentário sobre o pitoresco animal, Da Vinci anotou: "Nó!".

Esta aparente estranha ligação entre Da Vinci e o pato-coelho bastou para criar-se nos círculos de mais baixa qualidade da Literatura & Afins teorias acerca da sexualidade de Cristo, além de conjecturas sobre seu prato e time preferidos.

Em meio à grande gama de dados faltantes sobre o pato-coelho, descortina-se algumas informações, ainda aguardando alguma espécie de confirmação. Entre eles, saiba-se:

  1. Talvez exista;
  2. Ao que tudo indica, as penas de morte (vide aí em cima ou aí em baixo) são tiradas da porção do animal, que, claro, tem penas;
  3. Ao que muita coisa indica, o pato-coelho é o animal que realiza a transubstanciação de sabe-se lá o quê em ovos de páscoa. Segundo alguns comentadores, o pato coelho também botaria ovos durante a páscoa judaica, não judia. No caso, ovos de presunto, o que daria origem a um outro animal, o pato-coelho-porco.
Close de um Pato-coelho-porco
  1. Tem pena (então não judia);
  2. Pêlo menos, mais tem penas;
  3. Pode ser que não exista;
  4. Não é planta;
  5. É cheirozinho;
  6. Não tem cheiro de gatinho;
  7. Diz-se que (disque) Hitler foi bicado/mordido por um deles;
  8. Outros.

[editar] Foto da sua mulher

Basta ter uma foto de sua mulher para fazer um pastor alemão desmaiar. ATENÇÂO: Se você for um soldado da Segunda Guerra Mundial não mostre a foto a ninguém, senão quem morre é você. Fotos da sua mãe também servem.

[editar] Lança com um tijolo na ponta

Com um tijolo você ganha sempre. Até que outro cara bote um tijolo na sua (dele) lança.

Acredita-se que se podia matar enfiando a lança no inimigo, mas isso nunca aconteceu mesmo usando a lança mais forte. As lanças não penetram muito bem nas armaduras e são fáceis de se desviar delas, então o que a gente pode fazer com isso nos torneios? Colocar um tijolo na ponta e partir com o seu cavalo para cima do inimigo . (Nota: se você não tem um cavalo, então esta arma é estúpida e você também, se a utilizar.) O impacto será devastador.

O problema de tornar sua lança mais mortal é que o seu adversário observará isso e fará a mesma coisa no próximo torneio. Eis então porque é essencial matá-lo, ou fazer uma atualização de sua lança para uma etapa mais avançada que a do seu adversário. Veja a lista de atualizações de uma lança para torná-la mais eficaz:

  1. Lança normal
  2. lança com um tijolo na ponta (pulveriza o cavaleiro inimigo)
  3. lança com dois tijolos na ponta (pulveriza o tijolo e o cavaleiro inimigo)
  4. lança com um atum na ponta (a gosma do atum separa os tijolos e faz o cavaleiro inimigo escorregar do cavalo devido a uma lubrificação excessiva)
  5. lança com um gatinho agarrado na ponta (o gatinho pula no atum e no elmo do cavaleiro inimigo)
  6. lança com um bulldog agarrado na ponta (o bulldog come o gato e o cavaleiro inimigo)
  7. lança normal (a ponta mata facilmente o cachorro e o fedor faz o cavaleiro inimigo vomitar)

[editar] Legumes radioativos

Seus pais mentiram para você.

Muito prático para matar grandes quantidades de hippies ou de vegetarianos. Já que qaundo a vítima dá uma mordida inocente num legume, grandes quantidades de isótopos radioativos são injetadas diretamente no sangue delas as matando em questão de segundos. ATENÇÂO: É bom não plantar estes legumes na sua horta.

De qualquer forma, mesmo se você não comeu muitos legumes para completar as suas necessidades de nutrientes você não deverá jamais comer legumes se você sabe que eles são radiotivos. O Ministério da Saúde adverte: Comer legumes para se manter saudável não conpensa o risco de morte rápida e violenta.

Os produtores de legumes lançaram recentemente uma campanha publicitária afirmando que comer legumes não afetará em nada sua saúde, mas tem um asterisco com a legenda: "Os legumes só não afetarão sua saúde se você já está para morrer." escrito com letras bem miúdas.

[editar] Bala Soft

Cquote1.png Estapeia as costas! Cquote2.png
Sua mãe sobre Bala Soft

Cquote1.png Um menininho que morava na rua de baixo morreu comendo uma dessas. Cquote2.png
Sua tia sobre Bala Soft

Cquote1.png Já comi. Cquote2.png
Chuck Norris sobre Bala Soft

Cquote1.png Derrete na boca! Mais gostosa que a Tenente Ripley! Cquote2.png
Alien sobre Bala Soft

Cquote1.png Olha, uma verde de menta! Aqui, pra você. Cquote2.png
Você sobre Bala Soft de limão e seu querido priminho cabeçudo

Claro, algum sabidinho vai falar que a Bala Soft não deveria estar aqui, uma vez que de fato ela existe. Mas não tão rápido!

Uma tristeza só...

Explica-se: uma arma tão cruel só poderia ter sido inventada pela mente mais cruel e insana que jamais existiu, e se jamais existiu, então ela não foi inventada (conhecido Paradoxo da Bala Soft, assim como seu paradoxo irmão "Tostines").

Sua origem remonta à Antiga Grécia e seus afeminados habitantes, quando Hades distribuía às garotinhas (observe o gênero) morte balas sabor azeitona, o único então disponível. Séculos mais tarde, atendendo às demandas de sadismo, foram desenvolvidos outros sabores de súplicio, como abacaxi, morango e goiabada com queijo.

Um cagueteiro polonês conta que nos campos de trabalho forçado durante a Segunda Guerra Mundial eram distribuídas Balas Soft para os incapacitados de trabalhar, técnica herdada pelos agentes da KGB durante interrogatórios.

[editar] Isto não é um cachimbo!

Por definição, qualquer coisa que não seja um cachimbo é extremamente perigosa - mesmo letal! Não fosse assim, a mensagem de alerta (essa aí em cima) não estaria espalhada por todo canto. Conclui-se, então, que, uma vez considerado o aspecto não nocivo do cachimbo, nada mais engenhoso e ladino do que fazer uma arma que não seja, mas que se pareça com um cachimbo. O porquê da segurança de um cachimbo:

Cobra demonstrando como um cachimbo é tão inócuo quanto a FEB
  1. Quando apagado, não tem fogo;
  2. Quando aceso, não é inflamável;
  3. No brasão da FEB da campanha da Segunda Guerra Mundial, vê-se uma cobra se refestelando com um cachimbo. As cobras fazem mal, os cachimbos não.
  4. O cachimbo não contém mais de 4.700 substâncias tóxicas e nicotina que causa dependência física ou psíquica. Caso você queira fumar alguma coisa usando o cachimbo, note-se que o objeto danoso é você mesmo, afinal você não é um cachimbo;
  5. O Ministério da Saúde se diverte: existem níveis seguros para o consumo de cachimbo!
  6. Não se tem notícias de um pato-coelho fumando um cachimbo. Em realidade, um pato-coelho jamais acreditaria na existência de um cachimbo;
  7. Os bovinos não são afetados por cachimbos nem que a vaca tussa;
Viu?

[editar] Isto não é um cachimbo, mas bem que parece...

Sendo o cachimbo o símbolo internacional da paz devido às suas propriedades de confraternização e tranfusão de herpes (labial, que fique claro), um grupo de terroristas jamaicanos altamente influenciado por desenhos da Warner e congêneres construiu um cachimbo especial inspirado (não baseado, nem tragado) nos seus típicos charutos explosivos. O aparato consistia em um pequeno artefato nuclear - uma vez que estava em seu núcleo - conhecido no jargão de armazéns como "ratoeira".

Valendo-se de toda a simbologia agregada a tão salutar objeto, e contrariando as disposições da Convenção de Genebra, que proíbe terminantemente que uma coisa se pareça com outra, os criminosos esperavam conseguir infiltrar-se em uma Assembléia Geral da ONU. Em tempo a construção de tão destruidora arma foi abortada, uma vez considerada a proibição do tabagismo, por causa da dependência, nas dependências dos EUA da ONU.

Foto de maquete em escala reduzida do aparato, com seu uso sendo demonstrado por um agente da CIA disfarçado. De quê?

[editar] Flecha a jato

Trata-se de uma flecha movida a querosene. Parece com uma flecha comum, mas vai infinitamente mais rápido, matando muito mais. RocketSpear.jpg

[editar] Pena de morte

Olhe ai,o dito cujo...

Existe muita discussão para saber se a pena de morte existe realmente, já que existem várias várias referências a penas na literatura da Renascença; ela aparece até em uma tela famosa de Albrecht Dürer. Os estatísticos chegaram à conclusão, por contradição, que esta titica os objetos representados nas telas da Renascença têm apenas 12% a mais de chance de existir que as coisas que não estão nas telas, e que as coisas que estão na literatura tem 26% a menos de chances de existir. Mutatis mutandis, a pena de morte se enquadraria nesta categoria.

[editar] Pedras desidratadas

Uma caixa de pedras desidratadas que já vem com mensagens bonitinhas pichadas nelas (modelo de luxo). Ideal para usar contra a sua mulher no aniversário de casamento.

Você quer pulverizar seus inimigos com grandes pedras mas você não é forte o bastante para carregá-las? Compre uma caixa de pedras desidratadas, leve até o lugar que deseja e adicione água. Problema resolvido.

[editar] Super Jesus ninja pirata sniper cyborg nuclear com reator de plutônio

Ninja=Cyborg.preview.jpg

Dispensa comentários.

[editar] Veículo lançador de bebida transgênica fluorescente radioativa

O mega canhão montado em um carro.

Conhecido pelo nome de " lançador de Red Bull". Mata graças aos efeitos danosos que o Red Bull causa à saúde. Sabendo-se que o Red Bull é feito de suco de touro vermelho moído e que seu gosto de morango transgênico cultivado não muito longe de Chernobyl repeliria qualquer um, decidiu-se utilizá-lo com arma. Para isso utliza-se de um veículo com um lançador atrás, mais ou menos com um canhão, que lança Red Bull no inimigo.

[editar] Bomba atônita

Bomba atônita em momento de descontração.

Diferentemente das bombas de efeito moral normalmente utilizadas pelas tropas de choque de todo o mundo, como bombas de gás lacrimogênio, bombas de impacto sonoro e, claro, cavalos, com o intuito de agredir a moral dos que agridem a moral e os bons costumes, a bomba atônita se caracteriza por ela mesma se surpeender no momento em que é usada. Criada não se sabe por quem, tampouco quando e muito menos para quê (tudo uma questão de sigilo, para evitar que a própria bomba tivesse alguma suspeita ou consciência de sua própria existência - ah, papai Freud...), acredita-se que seja um desenvolvimento da já tão famosa Bomba Catatônica. De uso invisível e para quem escuta mas não compreende bem as palavras, o principal detalhe do pouco que se sabe da Bomba Atônita é que durante seu uso espera-se dos não-atingidos a mais absoluta indiferença perante o embasbacamento da própria bomba. Segundo fontes de reconhecida ignorância sobre este e mais alguns assuntos, é uma das principais armas do estupendo arsenal do inexistente exército da Costa Rica. Ainda de acordo com as mesmas fontes, foi usada nas manifestações de satisfação da população da República Chota, quando da sua vitória esmagadora na Copa do Mundo de 1946, no Senegal.

Cquote1.png Não entendi naaadaa!!! Cquote2.png
Você sobre Bomba atônita.

Cquote1.png Haha, nem eu XD Cquote2.png
Eu sobre comentário acima.

[editar] Bomba termoplásmica detonadora de contorsão intersideral conectada com a energia multidimensional paralela à energia intratemporal geonuclear

DESCRIÇÃO

Atomic.gif

A bomba termoplásmica detonadora de contorsão intersideral conectada com a energia multidimensional paralela à energia intratemporal geonuclear é um pequeno objeto do tamanho da Torre Eiffel que pode ser facilmente instalada atrás do banheiro da sua vó ou embaixo da Casa Branca.




UTILIDADE

A bomba termoplásmica detonadora de contorsão intersideral conectada com a energia multidimensional paralela à energia intratemporal geonuclear é usada sobretudo para iluminação assim como as lanternas a íon térmico e os carros radioativos movidos a energia termostática.

Ela, a bomba termoplásmica detonadora de contorsão intersideral conectada com a energia multidimensional paralela à energia intratemporal geonuclear, é utilizada também nas usinas ditas "nucleares" (Usinas que produzem energia nuclear, um tipo de energia com 20 séculos de idade, que já era utilizada no tempo de Jesus para outros fins, claramente religiosos. Ela permite que as usinas "nucleares" utilizem 5 Kw por segundo para criar eletricidade suficiente para 2 habitantes, em força total.


A BOMBA TERMOPLÁSTICA DETONADORA DE CONTORSÃO INTERSIDERAL COM A ENERGIA MULTIDIMENSIONAL PARALELA À ENERGIA INTRATEMPORAL GEONUCLEAR É PERIGOSA?

A bomba termoplásmica detonadora de contorsão intersideral conectada com a energia multidimensional paralela à energia intratemporal geonuclear não é muito perigosa, ela produz apenas uma cratera de 8000 km de diâmetro devastando tudo no caminho.

Há efeitos secundários no entanto, tais como:

  • Frequentação de sites do tipo Desciclopédia
  • Elevação da temperatura do corpo a cerca de 1500°C
  • Pequenas irradiações
  • Destruição benígnina do cérebro
  • Cratera de 8000 km de diâmetro ao redor do centro de gravidade nucleotêrmico da bomba termoplásmica detonadora de contorsão intersideral conectada com a energia multidimensional paralela à energia intratemporal geonuclear

Em suma, ela, a bomba termoplásmica detonadora de contorsão intersideral conectada com a energia multidimensional paralela à energia intratemporal geonuclear não oferece quase perigo nenhum e convém perfeitamente a todo tipo de aplicações.

[editar] Bomba F

Mil vezes pior que a Bomba A (bomba de alemães [inventada pelos americanos em 1944] a Bomba F (bomba de franceses, ou bomba de flamenguistas de acordo com a disponibilidade) seria capaz de aniquilar toda a vida do Grande Ducado de Luxemburgo...

O funcionamente desta máquina do juízo final luxemburguês (visto que é o único país pequeno o bastante para ser aniquilado por esta bomba) é extremamente simples: a gente levanta a tampa, enfia os franceses (ou os flamenguistas, de acordo com a disponibilidade do estoque) na bomba, abaixa a tampa (cuidado com as radiações nocivas e outras maneiras, que este tipo de gente tem, de contar vantagem) e joga ela em Luxemburgo...

Uma messagem das Forças Armadas do Grande Emo Líder Adolf Hitler: "Nosso primeiro objetivo é o Grande Ducado de Luxemburgo... Amanhã: Môna... ehhhh, amanhã Liechstenstein!

Esse artigo basicamente é uma grande ideia de armas engraçadas e que deveriam existir. Revólveres, bombas,lança-chamas...essas armas não são engraçadas, elas só matam, não tem um pontinho de comédia nelas, entao ative seu "genio maligno" e contribua com armas engraçadas! mas elas devem seguir certos critérios

  • Tem que ser engraçado
  • Tem que matar de jeito engraçado
  • A pessoa que for morta por elas tem que achar engraçado
  • Sua mãe tem que achar engraçado

[editar] Arma que atira arma que atira pênis que atira bala

Engraçada porém mortal

Uma arma comum você apenas atira e tem alcance limitado, essa arma nova é muito versátil pois tem grandes dispositivos que destravam outros dispositivos que destravam por sua vez um pênis que atira...supimpa.

[editar] Bala que atira pênis que atira arma que atira arma

mais engraçada porém mais mortal

Se já não basta-se a arma atiradora de arma atiradora de pênis atirador, agora tem simplesmente o inverso..porque? por que é engraçado [vide regra 1].

[editar] Arma que atira Pênis que atira Ânus que atira Twister Sister que atira!

Arma+penis+anus+TS+bala.JPG A única diferença entre essa arma e a Arma que atira arma que atira pênis que atira e da Bala que atira pênis que atira arma que atira é que a Arma que atira Pênis que atira Ânus que atira Twister Sister que atira transforma a sua vitima que nem os travesti ( Que parecem mais velhas de 89 anos de idade )do Twister Sister, causando uma morte humilhante e engraçada no seu oponente.

[editar] Ameaças do Google

Ameaçagoogle.jpg

Não ele não gosta de você.

Ele sabe onde você mora.

[editar] Importação da Democracia para um país do Oriente Médio

Esta é uma arma que existe mas não deveria existir. A arma de destruição em massa mais mortal de todas, depois do Chuck Norris. Provoca a morte de pelo menos um milhão de pessoas em cada país que é jogada.

Observem como é a operação de transporte da democracia para o Oriente Médio neste vídeo:

A chegada da democracia ao Oriente Médio

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas