A Divina Comédia - Inferno - Canto XI

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Inferno
Este deslivro pertence ao Inferno de Dante.


O futum de 1 trilhão de cuecas cheio de dinheiro público não declarado e desviado atordoam Dante e Virgílio.

O Canto XI narra o Sexto Círculo do Inferno uma explicação de Virgílio sobre a geografia do Inferno para esclarecer como que ainda faltam 20 capítulos e só três círculos restantes, e dar uma enroladinha básica também.

Análise do Canto[editar]

O sepulcro do Papa Anastácio - vv. 1-15

Aproximando-se da entrada do sétimo buraco, um futum nauseante sobe e atordoa Dante. "Este é o peido advindo dos ânus de milhões de nerds que estão a 1 ano sem tomar banho por não quererem sair de seus computadores, esta descida simboliza a passagem para os mais profundos fossos" explica Virgílio, "Para acostumar suas narinas ao terrível cheiro, vamos descansar sob a tumba do Papa Anastácio II, este miserável que difundiu a heresia cristã com a ajuda de Serginho Mallandro."

Assim inicia-se o canto, que busca dar uma pausa e esclarecida, porque nessa parte todo mundo já não sabe direito em que círculo do inferno Dante está.

Seleção e distribuição dos condenados no inferno - vv. 16-115

Dante, não querendo desperdiçar tempo, aproveitou o descanso para escutar alguns ensinamentos:

Virgílio prossegue: "Abaixo está o sétimo círculo onde pune-se os violentos, cujo formato é dividido em três fossos: O primeiro onde estão as chiliquentas, barraqueiras e os nazistas, o segundo onde estão os suicidas, e o terceiro onde estão os macumbeiros, bruxas, satânicos, essas coisas. Ao oitavo estão os fraudulentos, logo o lar dos políticos, corruptos, ladrões, trapaceiros, logo o mais populoso dentre todos os círculos e por isso foi necessário dividi-lo em até dez fossos. E por último, o nono círculo onde estão os traidores, traíras e quem mais pulou a cerca, ao longo de quatro fossos."

Inferno
<<Canto X Canto XI Canto XII>>




A Divina Comédia
Sumário - Prefácio - Índice
Inferno
I - II - III - IV - V - VI - VII - VIII - IX - X - XI - XII - XIII - XIV - XV - XVI - XVII - XVIII - XIX - XX - XXI - XXII - XXIII - XXIV - XXV - XXVI - XXVII - XXVIII - XXIX - XXX - XXXI - XXXII - XXXIII - XXXIV

Purgatório
I - II - III - IV - V - VI - VII - VIII - IX - X - XI - XII - XIII - XIV - XV - XVI - XVII - XVIII - XIX - XX - XXI - XXII - XXIII - XXIV - XXV - XXVI - XXVII - XXVIII - XXIX - XXX - XXXI - XXXII - XXXIII

Paraíso
I - II - III - IV - V - VI - VII - VIII - IX - X - XI - XII - XIII - XIV - XV - XVI - XVII - XVIII - XIX - XX - XXI - XXII - XXIII - XXIV - XXV - XXVI - XXVII - XXVIII - XXIX - XXX - XXXI - XXXII - XXXIII