Deslivros:Como comer uma bicha

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Deslivros4.png
Nuvola apps bookcase.png
Este artigo é parte do Deslivros, a sua biblioteca livre de conteúdo.

Este deslivro é parte do acervo de desmanuais Nuclear-explosion.jpg

Como comer uma bicha[editar]

[editar]

Desista, elas não querem um perdedor como você

Então está é a décima terceira vez que você, homem, passa seu melhor perfume, veste sua melhor camisa, prende seu cinto com sua melhor fivela e vai para a boate neste mês, para conseguir aquela garota que consiga aliviar sua tensão já bastante acumulada nesses seus 25, 30 anos. Também é a décima terceira vez que a loira lhe pergunta rindo em que mês seu desodorante venceu, a morena confunde sua camisa com uma toalha de mesa e equilibra uma margarita nas suas costas enquanto você se curva para tentar beijar aquela ruiva que não consegue parar de rir da sua fivela de cinto da Pocahontas. Algo está errado, você não faz ideia do quê, começa a se convencer que todas as mulheres do mundo tem um complô secreto contra você e começa a temer muito a possibilidade de morrer virgem! Nessa hora, o que fazer?

A resposta, caro amigo desesperado, é bastante simples: ‘’’bichas’’’! E neste tutorial você vai aprender como consegui-las na sua cama com facilidade (bichas são mil vezes mais fáceis de seduzir do que mulheres!), ao mesmo tempo em que ensina a combater os profundos traumas psicológicos que um comimento de bicha desprecavido pode gerar.

Capítulo 1: identificando o alvo[editar]

Você pode encontrar muitas bichas com bundas incrivelmente delíciosas em sites de bate papo como o www.uol.com.br ou se prefirir algo mais "caça ás bichas" vá a uma boate e siga os passos á seguir:

Esta gracinha aqui é quem vai te tirar da miséria
Identificar uma bicha é fácil e só requer um pouco de prática.

Diferente do que você pode pensar, o melhor lugar para conseguir uma bicha não é em uma boate gay, mas em uma tradicional, isto porque nas boates gays não há bichas, apenas gays já bem assumidos e geralmente acompanhados de um namorado bombadão que você não vai querer enfrentar caso se meta com alguém comprometido por acidente. Boates normais são melhores pois o número de bichinhas que vão só para acompanhar as amigas é alto, e você não corre o risco de beber demais e acordar numa casa de swing com 3 caras transando em cima de você (não necessariamente ‘’com’’ você) e com uma tatuagem “Rogério é meu Senhor” tatuada no braço.

Diferenças entre gays e bichas:

  • Gay: Sua comida favorita é salsichão com ovos
  • Bicha: A-doooo-ra o pirulito das Meninas Superpoderosas
    • Gay: pode ficar em cima ou embaixo durante o sexo, tem uma rosca do diâmetro de uma bola de boliche
    • Bicha: rola o maior bate-cabelo sobre quem fica embaixo, são estreitas porque piruzinhos são um a-mor!
  • Gay: Trabalham em qualquer profissão
  • Bicha: Acham que artes plásticas, design de moda, dança e teatro são tuuuudo de bom!
    • Gay: Quando querem sexo, colam atrás do primeiro homem e atravessam até a calça deles com seu canhão. Se excitam com os gritos de dor alheios.
    • Bicha: Quando querem sexo, rebolam na frente do homem mais bonito da festa, e arrastam ele pra trás do balcão da chapelaria. Se excitam com os próprios gritos de dor.

Então, uma vez dentro da boate, você deve procurar um alvo. Mulheres andam em grupo de mulheres, homens andam em grupos de homens, bichas andam sozinhas em grupos de mulheres. Ainda pode ser só um bêbado tentando conquistar uma garota. Após encontrar um cara que se encaixe nesta característica, fique de olho nele e preste atenção para detectar sinais de viadagem.

Os sinais de viadagem incluem:

  • girar o pulso enquanto fala
  • rir com os dedos fa frente da boca
  • cruzar as pernas o máximo que consegue sem esmagar as bolas
  • Dar tapinhas no ombro das amigas
  • fofocar escondendo a boca com as duas mãos
  • brincar de estalar os sutiãs das amigas nas costas delas
  • dizer para as colegas "então amigaaa..."
  • beber água de canudinho
  • etc..
  • P.S.: se você se identifica com estes sintomas, cuidado, a bicha pode ser você!

Após aumentar suas suspeitas de que se trata de uma bicha legítima, é hora de separa-la do rebanho: apresente sua arma (não, não a que você está pensando): retire da mochila um DVD da Legalmente Loira 2 (previamente alugado) de forma que a bicha possa te ver fazendo isso. Comece a ler a sinopse do DVD com um jeito distraído que a bicha irá se sentir atraída quase que magneticamente e antes que você note ela estará do seu lado comentando suas partes favoritas do filme que, quem diria! Ela já viu mais de 6 vezes.

Outros filmes que também funcionam: A Nova Cinderela, Miss Simpatia, Sinfonia do Amor, Garota Veneno, Meninas Malvadas, Spice Girls Spice World, As Panteras, Glitter, O Diário da Princesa, entre outros. Não, Brokeback Mountain não têm o mesmo efeito, embora o efeito oposto pareça óbvio.

Agora que a bicha e você já viraram melhores “amigas”, vem a parte da luta: lute o tempo todo para continuar acreditando que é homem, se a qualquer momento daqui para a frente você fraquejar nesta crença, a chance de você engrossar (ui!) a quantidade de bichas no mundo é bem grande (ui, ui!)!

Capítulo 2: Mamãe, tem uma bicha no meu pijama[editar]

Convide a bicha para ver o tal filme na sua casa, e saia com ela sem ser visto por ninguém conhecido. Pegue um táxi até a sua casa, ou, caso corra o risco de topar com a sua mãe e ter que explicar o porquê de sua companhia, prefira um motel.

Uma vez lá, você deve ver o filme cor-de-rosa com a bicha, por mais torturante que isso possa ser, lembre-se que esta pode ser sua última chance de transar com uma carne que não é a da palma da sua mão! Beba o máximo possível durante o filme, mas não pense que conseguirá beber até acreditar que seu parceiro é mulher, quase sempre os caras entram em coma alcoólico fatal tentando. Ofereça bebida também para o seu “colega”, para facilitar ainda mais o que de agora em diante já ficou facílimo.

Fato: bichas ficam ainda mais promíscuas do que costumam ser após assistirem Legalmente Loira 2.

Quando o filme acabar, equipe-se com seu ‘’kit de comer bicha’’, que explicaremos o que é logo adiante. É hora de sair do atraso.

Capítulo 3.1: A Fantástica Fábrica de Chocolate[editar]

Ok, agora você tem na sua cama uma bicha seminua e bêbada pronta a te dar qualquer coisa. É hora da preparação psicológica:

  1. A pessoa com quem você vai transar é uma mulher
  2. Aquele calombo no pescoço dela é a tireóide inchada
  3. Ela só tem barba e bigode devido à problemas hormonais causado pelo hipertireoidismo
  4. Apague a luz e mantenha ela apagada
  5. Se a luz apagada não conseguir esconder tudo, dane-se: é uma mulher, não é?
  6. Não olhe para baixo do umbigo dela nunca
  7. EU DISSE NUNCA!
  8. NUNCA MESMO, QUANDO EU FALO NUNCA, É NUUUUUUUUNCA!
  9. Só porque você leu isso você olhou para baixo do umbigo dela, não foi?
  10. Se tudo falhar, use o kit de comer bicha.

Capítulo 3.2: O kit de comer bicha[editar]

Daqui pra frente é puro amor

Este é um kit que você deve levar com você sempre que for comer uma bicha, no capítulo seguinte explicaremos como utilizar cada coisa:

Desnecessário explicar o porquê da vaselina, eu acho. A camisinha deve ser marrom para não evidenciar fatores traumáticos relacionados ao comimento de bichas. O resto faz parte da luta contra traumas psicológicos relacionados ao fato que você vai queimar uma rosquinha masculina.

Primeiro faça a bicha vestir a calcinha, não assista o processo mas certifique-se que ela conseguirá manter todos os seus "acessórios" lá dentro, então é melhor que seja uma calcinha grande. Com a ajuda da tesoura, recorte daquela página central comprida a vagina da mulher e cole-a na calcinha. recorte uma fenda atrás da calcinha para que não tenha que tirá-la nem deslocá-la para o lado em nenhum momento. O véu é opcional caso você não queira lembrar que sua gatinha tem um bigode que cresce até o queixo. Se você tiver um fetiche muçulmano uma burqa é ainda mais eficiente. Daqui para a frente será como transar como uma mulher, só que pela porta dos fundos. A experiência talvez seja bem diferente, mas você não tem como comparar para saber, não é?

Daqui para a frente é só seguir os instintos que a mãe natureza concedeu aos homens, não irei especificar nenhum neste manual para que ele não vire uma comédia autoajuda pornô-gay.

Capítulo 4: O Fator T[editar]

identificar um travesti requer paciência e observação.

Se vocêr tem a certeza que por mais semelhante que sejjam os orifícios posteriores de uma bicha e de uma mulher, você nunca sentiria prazer da mesma forma, o jeito é mudar a coordenada do orifício, mas ainda sem alterar o gênero da sua presa. É hora para ir para o fator T: os travestis.

Travestis são muito mais raros de se encontrar do que bichas. Eles levam sua homossexualidade um passo muito além, ficando tão semelhante a uma mulher que você poderia comer um sem notar a diferença. Isso, claro, se você nunca comeu uma mulher, mas isso não vem ao caso. Até o momento do coito tudo o que você sempre viu em uma mulher também está presente neste parceiro: cabelo sedoso, peitos volumosos, quadril bem definido, bunda dura, panturrilhas bem formadas... é uma semelhança tão grande que aquele pirulito peludo brotando da virilha dele pode ser ignorado ou tratado como uma hérnia ou tumor. Com sorte esta nova opção terá se operado para ter uma vagina logo abaixo do bilau tumor, então você poderá ter toda a experiência de dormir com uma mulher, ao mesmo tempo em que pode eliminar também qualquer curiosidade em relação ao sexo com um homem, caso você queira inverter as polaridades. é em versátil!

LEMBRE-SE: você é feio e desprezível, errar nessas horas e chamar por uma prostituta poderá fazê-la arranhar muito sua cara e isto muitas vezes é fatal!

Diferente das bichas, travestis costumam cobrar pelos seus serviços se passando por prostitutas. Como mesmo as prostitutas não querem nada com você, então é um travesti o que você procura, mas para muitas almas a descoberta do pirulito só se dá quando é tarde de mais e não há para onde correr nem espaço livre da sua boca para gritar (!?).

Para estes casos, veja como diferenciar uma prostituta de um travesti:

  • Travestis não tem celulite
  • Prostitutas não tem pomo de Adão
  • Prostitutas não tem cicatrizes de depilação nas costas
  • Travestis não tem estrias na barriga de alguma gravidez
  • Prostitutas não tem varizes nas pernas
  • Prostitutas não afiam os caninos
  • Prostitutas não mijam em pé
  • Prostitutas não sentam de pernas abertas (a menos que tenham alguma DST)
  • Travestis não perguntam o seu nome
  • Prostitutas não desmunhecam o tempo todo
  • Travestis não giram a bolsinha
  • Prostitutas não têm um volume misterioso projetado na frente do vestido

Após fisgar seu próprio travesti, trate-o como trataria a bicha do capítulo anterior, e o que inicialmente foi apenas uma transação comercial (literalmente!) poderá vir a ser um relacionamento muito amoroso no futuro. Boa sorte.

[editar]

Após a atividade você pode ou não deixar a bicha passar o resto da noite, mas caso deixe passe a noite acordado para não virar a mulher da próxima rodada. Provavelmente você ficará 1 mês sem poder encarar mousse de chocolate, creme de feijão e outras coisas que te lembrem partes desagradáveis da noite, mas pelo menos agora você já é um homem! Ou quase...