Deslivros:Como esconder um cadáver

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Deslivros4.png
Nuvola apps bookcase.png
Este artigo é parte do Deslivros, a sua biblioteca livre de conteúdo.

Este deslivro é parte do acervo de desmanuais Nuclear-explosion.jpg


Proibiram-me de escrever este manual e um outro sobre dançar balé.

Todos nós já matamos alguém alguma vez: no colégio, no hospital ou em nossa casa. É parte do dia-a-dia de qualquer pessoa. Desde crianças, ensinam-nos a matar e a curtir isso como qualquer pessoa normal. O problema que sempre surge é: onde esconder o cadáver?

É para isso que eu, um condenado à morte com grande experiência, estou aqui. Vou lhe ensinar como jogar o morto num canto sem que ninguém note. Também contar-lhe-ei as técnicas que me serviram para esconder minhas vítimas. Leia este manual até o fim e, quem sabe, possamos passar a viver juntos.

Ocultar as provas[editar]

Então vc matou alguem

Troque de roupa[editar]

Com este modelito, você será o rei dos criminosos.

Tem gente que se ofende quando vê que você está cheio de sangue. Sempre achei que eram uns chorões, até que dei uma facada no olho de uma pessoa para lhe mostrar que as manchas de sangue não são para tanto.

Isto é uma coisa importante porque as manchas de sangue não saem nem que você troque de roupa. O mais simples é se banhar no riacho de sangue da vítima para que toda sua roupa fique vermelha.

Se você tem sangue na pele, o mais fácil é livrar-se dele com um martelo e um cinzel. Mas, se você é um desses seres raríssimos, sempre pode usar água e sabão.

Pode haver na roupa outras manchas, como urina (sua ou dele). Para isto não há nenhuma solução, embora você sempre possa usar fraldas. Com certeza as vítimas sentirão pavor ao ver um criminoso com fraldas.

Em caso de vômito só há uma solução, e bastante asquerosa. Só podemos dizer que acrescentar molho para que fique saboroso. O mesmo dizemos das fezes. Felizmente, a última coisa que pode acontecer com uma pessoa antes de morrer é cagar ou vomitar, embora com esses doidos que têm no mundo, nunca sabe…

Se você trocar de roupa, é recomendável que não tenha nenhuma frase do tipo “I ♥ Erika Kill”.

Cena do crime[editar]

Acho que, se deixar assim, não vão se dar conta.

Embora isso pareça com um comercial de detergente, você também tem de limpar as manchas do cenário caso venham os caras do CSI. Cuidado com essas figuras, porque, apesar de apenas procurarem por provas, ficam de saco tão cheio que se prestam a trocar tiros com os assassinos, fazendo o trabalho dos policiais e do FBI.

Você deve eliminar todos os rastros que lhe incriminem. Um bom exemplo são os letreiros de neon com frases como “Assassino aqui” ou “O culpado é Anônimo”. Aliás, suma também com quem pôs esses letreiros.

A primeira coisa que a polícia vê são as impressões digitais. Como é muito difícil matar alguém a cabeçadas (embora haja quem consiga isso) para não deixar digitais, o melhor é usar luvas. As mais úteis aquelas enormes que costumam-se ver em jogos de vários esportes, fazendo o gesto de “número 1” com o indicador.

O morto[editar]

Se você matar alguém, não é recomendável que voce ligue para policia , e não fique ao lado do morto, muito menos dormir dentro dele. O melhor é pô-lo em pé, como se nada tivesse acontecido. Assim não levantará suspeitas.

Existem várias técnicas para dar a impressão de que a vítima está viva:

  • Simular um suicídio: quando terminar de pegá-lo, amarre uma corda no pescoço dele. (Isso não adianta nada se você lhe cortou a cabeça.)
  • Monte um restaurante: muita gente adora carne; você, só quando a cozinha. Se a carne acabar, você já sabe o que tem de fazer.[1]
  • Seu copiloto: se você tem carro, pode sentar o defunto ao seu lado. Lembre-se de pôr o cinto de segurança, não se mate. É muito útil se você não tiver dinheiro para um GPS.
  • O internauta: se tiver um computador próximo, você pode sentar o defunto em frente a ele e deixar aberto algum jogo ou site. Nos dias atuais é comum ficar fuçando no PC 24 horas por dia ao invés de realizar alguma atividade saudável. Quando alguém descobrir mais de oito mil anos depois, pensará que o infeliz morreu por ter navegado ou jogado demais.
Como companheiro, ele lhe passará vitalidade.

Se você prefere escondê-lo e esquecer dele, há muitos lugares possíveis. Um bom lugar para esconder um defunto é em uma cova no próprio cemitério, você já viu alguém procurar por um desaparecido no cemitério? O único problema é se o coveiro te pegar no flagra enterrando o desafortunado, ele pode pensar que você está querendo roubar o emprego dele. Se o morto é gordo, nem lhe deve passar pela cabeça de escondê-lo atrás de um poste, ou deixá-lo embaixo da cama. Somente os amantes e o Homem do Saco vivem embaixo das camas (ou no armário) e já têm bastantes problemas amorosos ou legais[2] para se preocupar com um cadáver. Se estiver carbonizado, venda-o como carvão para churrasco: o pessoal ficará feliz de cheirar o aroma de um morto vindo de seus hambúrgueres.

Alguns artistas criaram verdadeiras obras de arte com suas vítimas. Com isto, os mortos superaram o medo de entrar em cena.

Outros métodos[editar]

Se ir à cadeia lhe apavora, você sempre pode se matar, mas isso é outra história. O melhor é virar político, pois seus crimes não têm importância. Isto requer paciência para matar todos que votarem contra você, ainda mais se você está na China.

Enganar os policiais. Como se engana um policial? É muito fácil: diga-lhe que aquele que está caído no chão estava aprendendo até a morte “como se arrancam os sisos de alguém a socos”. JAMAIS CONTE Á NINGUEM SOBRE ISSO

Livro[editar]

Pus esta capa para que venda muito entre as crianças.

Já está em todas as livrarias o meu livro que contém todos os passos necessários para ser um bom assassino. Ali encontra-se este texto, embora não adiante nada clicar nos links do livro.

Espero que isto vire um Best Seller e eu possa ver o pessoal nas ruas cumprindo o que o livro diz.

Referências[editar]

  1. Não tente cortar sua própria perna! Mate outra pessoa!
  2. O Homem do Saco é acusado de tráfico com crianças ilegais.