Deslivros:Como fazer um boquete (quase) perfeito

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Deslivros4.png
Nuvola apps bookcase.png
Este artigo é parte do Deslivros, a sua biblioteca livre de conteúdo.

Este deslivro é parte do acervo de desmanuais Nuclear-explosion.jpg

Segundo os sexólogos Masters & Johnson, Magnus Hirschfeld, Alex & Jane Comfort, Marta Suplicy e Bruna Surfistinha, depois de assistir ao futebol, tomar cerveja com os amigos, falar mal da empresa onde trabalha e cantar a mulher dos outros, o que mais causa prazer aos seres da espécie masculina é o Felattio com molho à putanesca… popularmente conhecido como Boquete ao Creme de Leite.

Para que você possa segurar o seu homem pelo estômago, pelo esôfago e pela laringe, a Desciclopédia e a sua experiente equipe de engolidoras de espadas resolveu fazer uma matéria sobre o assunto, fornecendo algumas dicas imperdíveis para você não perder pontos para a concorrência.

Arrume um (pinto)homem[editar]

Não use cabo de vassoura,desodorante,xampu, pepino, salame, salsicha ou outros embutidos. Além da consistência e do sabor,gosto e tudo mais serem muito diferentes e exclusivamente impactantes, estes últimos dão a impressão de nunca ficarem satisfeitos.AHUshuahsuashauhu

Desligue a TV[editar]

Nada mais desagradável do que chupar um cara que vibra quando vê as pernas do Adriano Imperador e geme quando a bola passa rente à trave.

Tire o chiclete da boca[editar]

Se você não tem a coordenação motora de um malabarista é melhor não arriscar. Evitar filhos e acidentes é o dever de toda moça de família. Além do mais, chupar o chiclete e mastigar o pau do cara pode encerrar a sua carreira prematuramente.

Certifique-se de que o bilau do cara esteja limpo e perfumado[editar]

Nada mais broxante do que chupar o pau de um galinheiro. Água e sabão resolvem facilmente o problema e evitam situações constrangedoras, como a daquela moça que foi ao motel com o namorado, toda entusiasmada porque ele havia comprado camisinhas de vários sabores, e assim que ela começou o serviço tentou adivinhar: “Esta deve ser de atum acebolado com queijo Gorgonzola”, e o rapaz: “Calma, amoreco! Eu ainda não coloquei a camisinha!”.

Não babe[editar]

Esse negócio de ficar com água na boca, só se o cara for o Brad Pitt ou o Thiago Lacerda. Babar sobre o pau do cara, além de deselegante, pode lhe atribuir um indevido ar de retardada.

Se necessário, faça um omelete[editar]

Não se esqueça de que os ovos também fazem parte do menu principal e devem ficar sempre à mão. O aconchego da bolsa escrotal entre os seus dedos, além de agilizar o gozo do seu adversário (você não vai querer ficar ali a vida inteira, né?), também é considerado um importante instrumento de defesa. Se o sujeito se empolgar e resolver enfiar-lhe a jeba goela abaixo, faça um omelete! Como diz o ditado, não se faz omeletes sem quebrar os ovos.

Quando ele gozar, não faça cara de nojo[editar]

Que o sêmen é uma das substâncias mais puras e nutritivas existentes e é difícil de engolir isso qualquer mulher (ou não) sabe. Portanto, se ele gozar na sua boca, cuspa… de preferência, na cara dele!

Cobre caro[editar]

Tudo o que é bom custa caro. Portanto, não exite em cobrar um preço justo pelo serviço, mesmo que ele seja o seu marido. Afinal, se você não fosse usuária desta modalidade ele iria mesmo pagar para outra. E todo mundo sabe que as coisas que são de graça, geralmente, são uma porcaria. Veja o caso da Wikipédia, por exemplo!