Desmanuais:Como vencer o jet lag

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Este artigo é parte dos desmanuais, seu acervo de instruções livres de conteúdo. Nuclear-explosion.jpg

Os três componentes básicos de um jet lag: cérebro, avião e tensão. Alguns especialistas temem que um voo pode fazer o avião furar a garganta e atingir o tronco cerebral.
NewBouncywikilogo.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Deslivros:Como vencer o jet lag.

Imagine que você acabou de cruzar 12 fusos horários - do presente ao passado, ou vice-versa. Finalmente você pousou. Logo após o desembarque, você sente um leve terremoto, você precisa ir ao banheiro mas ao mesmo tempo não precisa, se sente sujo e está todo torto. Você se encontra em um lugar além da imaginação - não no seriado! Pior ainda: Departamento de Imigração. Você não tem mais qualquer direito - e tenta parecer inocente mesmo sem ter feito nada de errado. Então, o que está acontecendo? O início de um jet lag.

Jet lag são os efeitos mentais e físicos em viajantes causados pela postulação integral de transferência de moléculas convertidas do ICMT ou pela Viagem ao tempo, também conhecida como voo intercontinental. Pode ser medido utilizando-se apenas um simples "iQuantum-moleculeômetro"[1], mas este método raramente é 100% confiável, exceto em caso de acidente fatal.

Os sintomas da jet lag podem variar desde morte ou ataque cardíaco causados por pular da cabine durante um voo sobre o oceano até apenas se sentir desorientado durante sete dias após o pouso. No caso de você sair ileso do voo, rufem os tambores, soem os trompetes e batam os sinos: Você está vivo!

Mas mesmo se você sobreviveu os jet lags seguintes podem ser um problema. Há várias formas de "vencer" ou superar os efeitos mais prejudiciais da viagem pelo tempo. E este desmanual irá falar sobre a prevenção de jet lags através de certas precauções antes, durante e depois de um voo intercontinental bem-sucedido.

O que é jet lag?[editar]

Viagem ao tempo.
Cquote1.png Evite um jet lag pegando um voo mais cedo, para assim chegar antes da hora de sentir os efeitos. Cquote2.png
'

Jet lag são os resultados de uma viagem no tempo - Por exemplo: Se você sai de Tóquio no dia 31 de algum mês a bordo de uma máqina do tempo voadora e vai até São Paulo, você viajou do presente ao passado, chegando antes de sair. Mas se você sair de São Paulo no dia 31 e voar até Tóquio, você vai do presente ao futuro, chegando dois dias depois da partida. Esperamos que você tenha entendido isto. Caso contrário, leia o exemplo a seguir.

Ultrapassando a si mesmo[editar]

Muito bem: se você viajar pelo mundo, será como um cachorro perseguindo a própria cauda. E se sua velocidade for maior que aquela com a qual o tempo passa, você poderá pegar sua cauda e até ultrapassar a si mesmo. E, se você ultrapassar a si mesmo, então você viajará do futuro ao passado, alcançando assim o traseiro do seu passado.[2] E isto não é recomendado.

Sintomas iniciais[editar]

Graves[editar]

Os sintomas mais graves de um jet lag são: 1. Problemas físicos, 2. Problemas mentais, 3. Ataque de claustrofobia, 4. Histeria em queda livre e 5. Desintegração com o impacto.

Moderados[editar]

Os sintomas moderados em um jet lag são: 1. Vibração de 7 graus na escala Richter, 2. Enxaqueca, 3. Chamar o Hugo, 4.Se rastejar de sono feito um zumbi, 5. Se confessar em uma igreja mesmo sendo um ateu de nascença, 6. Incontinência geral, 7. Perda do passaporte e 8. Perda do equilíbrio.

Leves[editar]

Por fim, os sintomas mais leves de um jet lag: 1. Um medo ou aversão extremo ou irracional de viver, 2. Perda da libido e lumbago, 3. Perda da percepção do senso comum, 4. Perda de sanidade, 5. Se interessar por anúncios de viagens para o mundo inteiro, 6. Querer viajar mais vezes e 7. Se associar aos Masoquistas Anônimos, e dizer "Olá! Meu nome é (insira seu nome aqui), e sou um masoquista!"

História ilustrada das máquinas causadoras de jet lags[editar]

Viagem ao tempo - através dos tempos:

Viagem ao tempo hoje[editar]

Quase tão rápido quanto a velocidade do som.

Viagem ao tempo no futuro[editar]

Viagem ao tempo com tecnologia de ponta.

Viagem ao tempo definitiva[editar]

É assim que uma máquina do tempo realmente se parece.

Como diminir os efeitos do jet lag[editar]

Antes da viagem[editar]

Se previna cancelando a viagem, se atrase e perca seu vôo[3], mande sua bagagem em um voo-teste, mande sua esposa em outro voo-teste, mande seus filhos em mais um voo-teste, perceba os efeitos causados neles, volte pra casa e envie-lhes um cartão-postal.

Uma boa maneira de evitar um jet lag é dormir duas vezes mais.

Durante a viagem[editar]

Não se esqueça de usar um pára-quedas e óculos de proteção para ser o único sobrevivente. Imagine só como todos vão parar de rir de você quando avião começar a cair. Além disso, não beba nem coma nada do avião, não ouça a música do avião nem assista aos filmes do avião, não respire o ar do avião, não use o banheiro do avião, não peide no assento do avião, não fale com o comissário de bordo, com a aeromoça e nem com o piloto, tome 6 gramas de Xanax, um litro de tranquilizante de cavalo e durma duas vezes mais que o habitual.

Depois da viagem[editar]

Lembre-se de que não está acontecendo nenhum terremoto, leia os jornais locais, durma por 48 horas, consuma apenas iogurte e mamão, durma mais 48 horas, beba um Red Bull e pense: Glória aos céus, eu sobrevivi!

A pessoa passando por um jet lag[editar]

Se você não seguir com atenção os procedimentos descritos neste desmanual, vai ficar como nessa ilustração.

O sucesso dos métodos acima também dependem da condição da pessoa. Se o voo foi malsucedido, é irrelevante tentar evitar o jet lag, pois você está morto. Aliás, estar morto é o sintoma mais extremo de um jet lag conhecido pela medicina atualmente, e é algo que deve ser evitado a todo custo, o que inclui usar os pára-quedas e óculos de proteção citados anteriormente. Mas, se você sobreviver ao voo, não se esqueça de reduzir os efeitos do jet lag seguindo as instruções deste simples desmanual.

Veja também[editar]

Referências[editar]

  1. Disponível apenas para iPhone e iPad na iTunes App Store.
  2. Revista Deslógica: 02/1987, página 23
  3. Exceto em épocas de crise aérea, quando a Infraero e a Anac já fazem isso para você.