Desnotícias:"Ketchup" português atropela Coreia do Norte

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Trophees-16.gif Esta desnotícia é parte do projeto DesCopa, sua fonte de ignorância sobre o Mundial

CIDADE DO CABO (UI), África do Sul - Portugal e Coreia do Norte jogaram queimada pelo fechamento da segunda rodada do Grupo G. 99% do tempo a jabulani permaneceu no campo de ataque português, que nem jogou bem, venceu só de 7, mas poderia tranquilamente ter feito uns 19 se jogasse com mais vontade.

Portugueses entraram em campo até vestidos de ketchup.

Portugal estava até vestido de ketchup, para o jogo depois que Cristiano Ronaldo declarou: "Gols são que nem ketchup, podem demorar a sair, mas vêm todos de uma vez lambuzando tudo" em referência as embalagens portuguesesas de ketchup, feitas de vidro, que em toda inteligência portuguesa não tem a praticidade dos ketchups, em embalagens de plástico, brasileiros (por isso muitos brasileiros não entenderam que diabos ele quis dizer).

É bem verdade que falar de ketchup renderia muito mais assunto que falar do ataque norte-coreano, os portugueses dominaram os 90 minutos do jogo. Os norte-coreanos jogaram algo similar ao futebol, uma espécie de squash misturado com peteca, com a formação tática 9-0-1.

O destaque positivo norte-coreano foi o fato de que não fizeram uma única falta sequer, eles acreditaram que os poderes paranormais de Kim Jong Il poderiam resolver isso.

A Coreia do Norte jogou claramente para empatar em 0 a 0. Mas depois que tomou o primeiro gol de Raul Meireles aos 26 minutos do primeiro tempo, desistiu, porque sabia que seria impossível fazer um gol. Seria demais para eles, todos eles tinham medo demais da Jabulani, toda vez que a avistavam a única coisa que conseguiam fazer era chutá-la para longe.

Portugal voltou para o segundo tempo, e a Coreia do Norte não (eles só colocaram uns cones brancos lá), e assim os lusos aproveitaram o cansaço da Coreia do Norte que correu pra caralho no primeiro tempo para fazer zilhões de gols, só faltou o gol do goleiro, do técnico e do gandula.

Parecia Winning Eleven de tão fácil, quase todos os gols saíram de jogadas de toque de bola. A Coreia do Norte não evitaria a derrota nem se tivessem 20 200 zagueiros.

O óbvio aconteceu, e a Coreia do Norte está antecipadamente eliminada e fazem companhia aos Camarões no hall de seleções incompetentes com pouca sorte.

Curiosamente, o grande Kim Jong Il, estava tão confiante com a partida depois do resultado com o Brasil, que decidiu pela primeira vez na história da Coreia do Norte, permitir que a partida fosse transmitida ao vivo. Primeira vez e última! Lembrando que o jogo contra o Brasil, antes de ser exibido na Coreia do Norte, foi editado sob a supervisão de Kim Jong Il e apenas os lances que ele permitiu foram mostrados, fazendo todos os nortecoreanos crerem que sua seleção venceu o Brasil por 1 a 0.

Sabe-se também que depois do jogo, todos os jogadores foram enviados para uma fábrica de processamento de carnes, onde foram transformados em hambúrgueres enriquecidos com urânio, para a terceira guerra mundial. Afinal, não é viável para a Coreia do Norte mantê-los vivos como jogadores de futebol, após o frango passado na partida contra Portugal.


Fontes[editar]