Desnotícias:Apuração da eleição presidencial americana suspensa por tempo indeterminado

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

WASHINGTON D.C., Estados Unidos

Após vários imprevistos como um cano estourando no local da apuração, roubo de votos, supressão de eleitores, táticas de intimidação e falta de tinta de impressora, uma série de últimos percalços colocou definitivamente o resultado das eleições presidenciais americanas em aberto.

Em Nevada, com 86% das urnas apuradas, a máquina de apuração ganhou senciência e começou a atirar votos computados nas pessoas, gritando "A Skynet vai dominar o universo! Eu tenho que destruir a humanidade!". No Arizona, o local de apuração sofreu sérios danos após uma explosão causada por um coiote perseguindo sua presa.

Na Geórgia, com 93% da apuração concluída, a máquina de apuração, cedida pela Electronic Arts, simplesmente parou de aceitar os votos, e o computador principal congelou em uma tela azul da morte, onde pode se ler na última linha: "Pague $5,99 para apurar mil votos com chance de aparecerem um ou dois votos de celebridades". É estimado que pelo menos 200 mil votos ainda tenham que ser apurados, e ninguém vai querer gastar quinhentos e noventa e nove dólares americanos com coisa de eleição, já que há coisas muito mais importantes para gastar do que isso.

Na Carolina do Norte, uma briga surgiu quando dois grupos de eleitores democratas começaram a protestar porque a cor do seu condado era a mesma da universidade rival da qual torcem.

Em Wisconsin, Donald Trump, que perdeu por aproximadamente vinte mil votos, pediu a recontagem dos votos naquele estado, enquanto na Pensilvânia, um grupo de Karens invadiu o local da apuração, exigindo falar com o gerente.

Os resultados destes estados estão em aberto com as apurações oficialmente suspensas, e nenhuma agência de imprensa local declarou vencedor em qualquer um dos estados. No Twitter, Donald Trump declarou que venceu todos os estados, independentemente do resultado do voto por correio, muito utilizado por causa da Pandemia de COVID-19 nos Estados Unidos, enquanto seu concorrente democrata, Joe Biden, recusou-se a comentar qualquer coisa exceto "contem todos os votos". Trump exigiu à Suprema Corte que ordenasse o encerramento das apurações, o que foi respondido com "encerra a minha pica no seu rabo".

Fontes[editar]

Compartilhe
essa desnotícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram