Desnotícias:Avião com o time da Chapecoense cai, mas a hipocrisia sobe

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Desnoticias logo.png

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

"Não, os pretos favelados deveriam ser o assunto do momento..."
Luto também paga nossas contas, não é verdade?

Colômbia (foi lá que caiu, e não em Chapecó, caso ainda não saiba)

Sem dúvidas, hoje é um dia triste para quem realmente torce para a Chapecoense... e até pra quem não torce e nem conhece a história do time, mas vai ficar com seu luto eterno de 30 dias mesmo assim (vide B. B. King, Chorão, Cristiano Araújo, etc). Enfim, vamos ao assunto do momento, que será pauta de diversos sensacionalistas, muito embora as fofocas tenham prazo de validade para o fim desse ano ou, no mais tardar, começo do ano que vem.

As repercussões da queda do time... digo, do avião, não foram e nem serão poucas.

Para tentar demonstrar algo de outro mundo e fazer parecer que não foi uma conspiração ou alguma coisa assim (diferentemente do caso Eduardo Campos), os outros times que sempre tiveram o apoio da big mídia e foram grandes rivais prometem que irão alugar jogadores até que a situação "se estabilize". Diversos sites aumentaram o preço das camisas e outros produtos relacionados porque, afinal de contas, o que interessa é o lucro mesmo. O prefeito de uma cidade cuja localização até então era desconhecida pela maioria também irá para a Colômbia. O cagaço de quem tem medinho de avião aumenta em uns 1000%. Um certo caos impera nas redes antissociais, onde há quem brigue por seu "direito" de ser insensível e brincar até com isso, e há quem relativize as coisas afirmando que deveríamos nos preocupar mais com Deus e o medo do inferno, ou com a corrupção.

Não bastasse tudo isso, o presidente estepe também declarou luto. Portanto, a partir da presente data, todo e qualquer compromisso até o fim do presente ano será "empurrado" para o início do ano que vem, incluindo as datas do ENEM e das ocupações das creches. Também será terminantemente proibido comemorar o natal e o réveillon, até aviso prévio.

A Desciclopédia já previa a tragédia, tal qual uma autêntica Mãe Dináh, visto que o artigo Acidente dos Mamonas Assassinas, criado em 2010, exibia uma camisa de Chapecó totalmente fora de contexto e que só fez sentido agora, após o acidente de 29 de novembro de 2016.


Fontes[editar]