Desnotícias:Com vistas a reeleição, Jair Bolsonaro anuncia troca de sexo e ingresso no Partido da Mulher Brasileira

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

Bolsonaro em seu mais novo look para a disputa em 2022

BOCA DO ACRE, Bananalândia

Sentindo-se sozinho e sem apoio de seus bajuladores no Dia Internacional da Mulher, Jair Bolsonaro resolveu fazer mais uma das suas com o objetivo de alavancar sua candidatura já tendo em vista a anulação dos processos da Operação Lava-Jato envolvendo seu potencial adversário Lula e o melhor mind do mesmo no sentido de voltar a tentar voltar a presidência no lugar do atual presidente.

Considerando isso e a dificuldade pra arranjar legenda, Bolsonaro anunciou que pretende fazer uma operação de redesignação sexual para poder concorrer pelo Partido da Mulher Brasileira com o objetivo de assim conseguir votos por parte da esquerda cirandeira, que vive de cancelar aqueles que não seguem os seus ditames.

O objetivo do ex-militar pretensamente durão é o de se tornar a primeira transsexual a ser presidente do Brasil... Ou melhor, se tornar o primeiro presidente do Brasil a fazer troca de sexo em pleno mandato, tendo assim condições de chamar de transfóbico a seus eventuais detratores que o critiquem, seja com méritos ou não.

Consta que Michelle Bolsonaro não teria gostado muito da ideia, mas não ficou tão chateada porque o velho já há muito não dava no couro mesmo, sendo que Carluxo teria aprovado a ideia enquanto se prepara para fazer um remake do filme do Pai de Família, mostrando o quanto é um cara família enquanto toma um suco de Queiroz, digo, de laranja.

Bolsonaro também planeja usar o novo nome de Jaíra como seu novo nome social para mostrar que está levando a ideia de mudança de sexo a sério, na tentativa de convencer que esse não é mais um em mais de 8000 factóides gerados por ele nos últimos dez anos.

Enquanto isso, o Corona está em campanha pelo Brasil prometendo livrar o país de Bolsonaro, Lula, Ciro, Dória, Boulos, Moro e Luciano Huck, sendo que a campanha segue em ritmo contagiante, com os brasileiros em geral torcendo para que ele, ao contrário dos políticos citados, cumpra suas promessas de campanha.

Cquote1.svg Vai Corona! Cquote2.svg
Brasileiro sobre a campanha do coronavírus para a Eleição presidencial no Brasil em 2022

Fontes[editar]