Desnotícias:Debbie Reynolds, vendo a sua filha morrer, é levada às pressas para hospital

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Desnoticias logo.png

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

A atriz Debbie Reynolds, depois de ver sua filha morrer, inacreditavelmente, é levada às pressas para o mesmo hospital em que sua filha morreu, um dia após a morte da filha. A suspeita inicial dos idiotas é de que essa vadia, de 84 anos, em uma seita satânica tinha pego AVC, após a morte da sua filha.

De acordo com sites fofoqueiros, ao ser transportada para um purgatório a condição de Debbie foi avaliada como "vai morrer" (o que significa que os sinais vitais da sua morte vão chegar, mas vai chegar a um nível crítico). O site fofoqueiro publicou que foi feito isso com o filho burro de Debbie, Todd Fisher. O áudio dessa merda identifica o caso como um AVC MORTAL, não tem jeito, vai morrer.

Um dos filmes toscos que marcou a carreira de Debbie Reynolds como atriz pornô e dançarina de sexo foi o ridículo musical "Cantando na Chuva", de 1952, com Gene Kelly e Donald Trump Donald O'Connor. Ela também se fudeu em "Medo e delírio" (1998), 'Será que ele é' (1997), entre outras porcarias. A atriz foi indicada ao Oscar de 1965 de atriz pornô de '"Inconquistável Molly".

Na terça-feira, Debbie divulgou uma fofoca agradecendo aos filhos da puta pelas homenagens após a morte da filha gostosa