Desnotícias:Ditador da Espanha diz que lideres Catalães violaram leis da Espanha, por isso merecem ser mortos

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Desnoticias logo.png

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

BARCIALONHA, UEN (União das Espanhas Nacionalistas)

Fotos retiradas durante um protesto na Catalunha Bem normal por lá

Dois dias após uma reunião para decidir se a Catalunha poderá ser independente da Espanha, o Ditador Felipe VI reclamou sobre como os lideres falaram com ele, segundo ele, eles violaram as leis e mostraram uma "Não confiança inadmissível"

"Con sus decisiones, violaron de forma sistemática las normas aprobadas legal y legítimamente, demostrando una deslealtad inadmisible en relación a los poderes del Estado" Disse o ditador em uma transmissão enquanto bebia cerveja e batia na mesa quase a quebrando. "Ante esta situación de extrema gravedad, es responsabilidad de los legítimos poderes del Estado asegurar el orden constitucional y el normal funcionamiento de las instituciones" Também afirmou.

Em Catalunha, 700 mil pessoas protestaram na capital de Barcialonha, eles realizaram diferentes protesto organizados por toda a cidade, com os gritos "Sou viadão" que é o lema dos policias de Catalunha.

Felipe VI começando o mimimi.

Crise

Também vale lembrar que a Espanha vive em uma crise politica nos últimos 40 anos do nível Brasil.

O governo espanhol também achou a reunião como algo ilegal, e estão planejando em acabar com todas as reuniões da Espanha. Por isso, os protestantes queriam também transformar Catalunha num país de maneira bruta e assassina, e não de forma legal, ou "Ilegal" como diz o ditador Felipe VI


Fontes[editar]