Desnotícias:Entregadores flamenguistas continuam a sentir o cheirinho na Copa do Brasil

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Desnoticias logo.png

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

E mais uma vez o cheirinho encalhou...

BELOHORIZONTI, Capitania do Aécio Neves

E mais uma vez, os entregadores flamenguistas ficaram só no cheirinho. Dessa vez, o odor tão almejado pela urubuzada era o título da Copa do Brasil, que acabou por ficar nas mãos das Marias mineiras, beneficiadas pela habilidade singular do guarda-redes rubro-negro, Alex Muralha (pense numa ironia), em defender pênaltis.

Com um público de deixar Super Bowl no chinelo, ambas as equipes se enfrentaram em um Mineirão tão lotado quanto o do fatídico Mineiraço. Já havia pressão e tumulto antes mesmo do jogo começar, com as torcidas de cada time trocando insultos e provocações no pré-jogo e ameaçando atirar urubus e pães de queijo numa algazarra danada.

Vendedores também tentaram empurrar vender na promoção o perfume do Valdemiro Santiago.

Mas emoção mesmo, só do lado de fora. Porque dentro de campo o jogo foi mais morno que água fervida em banho maria. Desde o início estava claro que o objetivo do Crugayro era segurar o jogo empatado até o final, porque não saia do campo de defesa uma vez sequer no primeiro tempo, exceto com uma chancezinha do Thiago Neves. Já o Flamengo não marcou o gol por pura questão de ruindade mesmo, já que tendo como atacante Paolo Guerrero, um ex-gambá por sinal, a expectativa é errar a trave e perder gols brigando com a zaga até não poder mais. No segundo tempo a equipe da casa até tentou se lançar ao ataque e contou com uma ajudinha do sempre amigo Muralha para abrir o placar, mas pior que o Guerrero só o Arrascaeta mesmo, que não conseguiu cabeçear pro gol mesmo ele estando mais vazio que o Sistema Cantareira em tempos de seca.

No final acabou indo para os pênaltis (olha o merchan) mesmo, onde como já esperado brilhou a estrela do goleiro flamerdista, que brincando de vivo-morto, observou os 5 gols da equipe cruzeirense dando o 5º título da competição ás Marias mineiras, agora empatadas com os gaymistas como maiores vencedores do torneio. Depois de um princípio de treta que rolou até pedrada do médico do Flamídia, infelizmente os ânimos foram contidos e os cariocas voltaram pra casa com o rabo entre as pernas (de novo).

Segundo informações que foram disseminadas através das redes sociais, o goleiro mureta do menguinho ficou transtornado após a partida, tentou se suicidar na saída do estádio pulando na frente de um automóvel que passava, mas ele errou o lado e não foi atropelado.


Fontes[editar]