Desnotícias:Espírito Santo é o quarto estado brasileiro a aderir ao anarquismo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Desnoticias logo.png

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

VITÓRIA, Brasil

Capixabas aproveitando a implementação do novo modelo econômico no qual é liberado saquear grandes corporações capitalistas opressoras, um grande sucesso o qual muita gente aderiu.

Após uma modinha ter começado nos presídios de Manaus na virada do ano no réveillon de 2016 e começo de 2017, quando o estado do Amazonas tornou-se o primeiro estado brasileiro a aderir ao anarquismo. Outros estados começaram a seguir a tendência, como Roraima que se auto-declarou um estado independente, e depois Rio Grande do Norte que passou a ser controlado por presos.

No dia 4 de fevereiro de 2017 foi a vez do estado do Espírito Santo aderir ao movimento anarquista. Tanto o governador do estado quanto o prefeito da capital Vitória foram declarados figuras meramente ilustrativas e passaram a ter serventia apenas cerimoniais no dia em que o anarquismo foi implementado como sistema econômico e social oficial do estado.

A implementação do anarquismo na Grande Vitória foi considerada um grande sucesso. Com a retirada da polícia das ruas e os fechamentos dos hospitais e escolas, a população ficou livre para fazer o que bem entender e saquear grandes corporações capitalistas. Como o sistema judiciário também foi extinto, execuções capitais também passaram a ser toleradas e enquanto no mês de janeiro houveram apenas 4 homicídios, só em 2 dias de anarquismo houveram 100 execuções, limpando assim boa escória da sociedade. A satisfação nas ruas da capital capixaba é visível, todas as pessoas filmam e exibem com orgulho as cenas de arrastões, assaltos, furtos, queimas de ônibus.

O governo brasileiro, todavia, visando intervir e impedir o separatismo do estado de Espírito Santo, enviou as forças armadas para a região para tentar retomar o controle para o Estado. Ao chegar em Vitória o exército foi estranhamente recebido com aplausos e música, talvez uma nova tática traiçoeira, e alguns praças cogitam que é melhor ir trabalhar no Haiti.


Fontes[editar]