Desnotícias:Inglaterra barra Colômbia do chá da tarde

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

FIFA WORLD CUP 2018.png Esta desnotícia é parte do projeto DesCopa Russia. Na Rússia, a Copa se informa sobre VOCÊ!

MOSCU, Rússia - Estádio Spartak

Em um dos jogos mais entediantes da copa, a Inglaterra consegue vencer a Colômbia nos pênaltis após um empate de 1x1, precisando contar com um time cagão sul-americano para finalmente quebrar a maldição de nunca ter vencido uma disputa de pênaltis na história. Nem mesmo todo o arsenal de traficantes de cocaína da Colômbia foi suficiente para segurar essa derrota.

Primeiro tempo[editar]

O primeiro tempo do jogo pode ser resumido em poucas palavras: Inglaterra em cima da Colômbia, que por sua vez mal conseguia fazer algo, a não ser ficar levando olé da Inglaterra a hora toda. Isso porque a Colômbia mal conseguia tirar a Inglaterra da sua área, e esta última não conseguia marcar um gol. Foi no comecinho do jogo que a Inglaterra fez uma tentativa de gol, aos 6 minutos; porém, os jogadores da Colômbia se jogam em cima dos ingleses. Por causa disso, uma falta é marcada; Young, o jovem e astuto jogador, tenta e não consegue fazer o gol que a rainha pedia. A terra da velhinha teve outra chance logo depois, mas foi desperdiçada...

Porém, não muito tempo depois, a Inglaterra retorna para tentar fazer mais um gol, mas já dá pra perceber logo de cara que dá errado, e aparece a chance para a Colômbia avançar, só que a mesma dá uma emperrada, e perde a bola... Um tempo se passa e a Inglaterra, para variar, chega bem perto do gol, mas não faz a magia acontecer. Por "sorte" ela marca um pênalti, que vai pro saco por causa de uma briga entre Stones e um traficante jogador da Colômbia que ninguém se importa também.

Algo inusitado acontece durante outra, aliás, várias outras tentativas de gol da Inglaterra. A expectativa sobre a seleção oficial da rainha era muito grande, o que é estranho porque ela mandou a bola para a casa do caralho, quero dizer, para o teto do gol muitas vezes. Mas fazer isso não quer dizer marcar gol, então foda-se... Tripper tenta fazer um gol numa marcação, depois de um bom tempo de nada de interessante acontecendo, mas rola uma confusão entre os jogadores por conta de um imbecil que deu uma de Neymar e fez drama desnecessário. O pior é que Tripper também não ajuda e não acerta a merda do gol. E por conta disso, um acréscimo de 3 minutos é penalizado, e nada demais acontece até o restante do jogo.

Segundo tempo[editar]

Se os ingleses não recebiam entradas duras dos colombianos, recebiam deles mesmos.

Logo no inicio do segundo tempo, mais precisamente aos 7 minutos mais ou menos, um doente mental da Colômbia fica de bobeira e derruba outro jogador do time adversário (a Inglaterra), e por isso um pênalti é marcado. Porém a Inglaterra também bobeia e não aproveita a oportunidade, como de costume. Só que aí um imbecil (mais imbecil ainda que o anterior) derruba outro jogador da Inglaterra, e uma outra marcação é cobrada, e é nessa marcação que o jogador Harry Kane faz a vida da rainha Elizabeth II ter algum propósito e marca um gol para a Inglaterra. Já estava bem na cara que iria acontecer isso.

Depois de um bom tempo, e bote bom tempo nisso, o técnico da Inglaterra pediu para parar a porcaria do jogo por achar que uma falta não foi penalizada, mas isso não resultou em nada, a não ser numa vaia enorme da torcida colombiana, então que se dane. E mais uma vez, como se estivéssemos assistindo alguma outra coisa besta da Globo, a Inglaterra joga a bola de novo em cima do gol, e de novo, não acrescenta em nada no jogo. Enquanto isso... mentira, uns 9 minutos depois, um abestado da Inglaterra erra feio demais um passe e a Colômbia ganha a posse, e quase, repito, quase consegue marcar um gol, mas foi somente quase mesmo...

Foi no acréscimo que a Colômbia realmente conseguiu fazer um tráfico de bolas no gol da Inglaterra e empatar, para infelicidade tanto para Inglaterra tanto para mim que terei que escrever mais, ô merda...

Prorrogação[editar]

Essa prorrogação foi só tempo perdido: nada de gol, nada de basicamente nada, o tédio se implantou na jogada. Provavelmente a única coisa de interessante na prorrogação foi o "quase gol" do Falcao sem til, isso porque não valeu pois o jogo foi parado antes da bola entrar no gol, e não sabemos se a anta nem percebeu que o jogo tinha pausado, ou nem se importou por estar tão desesperado em ganhar.

Pênaltis[editar]

Os pênaltis foram bipolares, onde uma hora o espectador achava que quem iria ganhar seria a Inglaterra, outra hora a Colômbia, noutra hora nem mais sabia e por fim estava determinado que seria a Inglaterra. Isso porque a Inglaterra foi a primeira a perder um gol, porém quando menos se esperava, a Colômbia fez o mesmo. Então a Inglaterra conseguiu marcar um gol, e para deixar definitivo que a Colômbia perderia, Bacca perde um gol, e logo em seguida a Inglaterra marca seu último gol, despachando os colombianos de volta para sua terra natal.

Colômbia 3 4 Inglaterra
Falsão Soccer ball.png Soccer ball.png Hurricane
Guardado Soccer ball.png Soccer ball.png És forte
Múúúriel Soccer ball.png X erro.png Merdeson
Nome feio da porra X erro.png Soccer ball.png Stripper
Babacca X erro.png Soccer ball.png É rico Dinheiro


Fontes[editar]