Desnotícias:Morre Jackson Lago, ex-governador do Maranhão. Roseana Sarney decreta festa, ops, luto oficial de três dias

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

Jackson Lago reproduzindo o gesto do seu proctologista em coletiva de imprensa sobre os seus tratamentos, dizendo que gostou do procedimento, embora desejasse receber flores, vinho e um convite pra jantar antes desse momento íntimo...

MARANHÃO, Quintal do Sarney - Morreu o ex-governador do Maranhão Jackson Lago (quase passou despercebido, afinal, quem é que liga pra quele fim de mundo dos Sarneys?), no fim de tarde desta segunda-feira, dia 5 de abril, no Hospital do Coração em São Paulo, de falência múltipla dos órgão (ou seja, tava velho pra porra!). Ele tava fazendo tratamento quimioterápico para tratar o câncer de próstata (ou seja, teve o "dedinho" de prosa com o proctologista), e também sofria de problemas cardíacos (como falei, tava velho pra caralho!!!).

Como bom político que é, morreu internado em um excelente hospital particular em São Paulo (vide o caso do José Alencar), bem longe da sua terra natal e política, e extremamente longe dos serviços do SUS que tem oferecido ao seu povo, contrariando o seu típico discurso hipócrita de investimentos na saúde pública apenas para conquistar votos dos trouxas.

Jackson Lago reproduzindo a porcentagem de propina destinada para cada parente do Sarney.

Médico de formação, Jackson Lago preferiu a política por render mais dinheiro, seguindo carreira no Quintal do Sarney por um porrilhão de mandatos, como prefeito de São Luís, além de candidatar-se ao governo do Maranhão por três vezes, mas sendo eleito apenas em 2006, quando a Roseana Sarney ficou brigada com o seu pai por ter lhe negado um bolinho antes do jantar. Contrariado, o seu pai que detesta isso na sua casa deu o mandato para o seu estagiário, sendo nesta época o Jackson Lago, que exerceu o mandato por apenas dois anos, até ser cassado pela Justiça Eleitoral.

O seu mandato foi cassado pela Justiça Eleitoral em 2009, por abuso de poder político no pleito de 2006, tendo em vista que o abuso de poder político, chantagem, caixa dois entre outros tipos de picaretagem no Maranhão é permitido exclusivamente aos descendentes da família Sarney, na manutenção da tradição local do voto de cabresto, na qual este mandato foi reintegrado à Roseana Sarney que governa esta terra de ninguém até os dias de hoje. Pessoas próximas ao ex-governador Jackson Lago, afirmam que ele perdeu o mandato por contrariar o Coronel, quando lhe mandou pediu pra buscar um cafézinho. Ele se sentiu ofendido na condição de governador e se recusou a ter que servir café e tirar xerox pro "painho", na qual o Coronel determinou a um juiz para tirá-lo do governo imediatamente, antes do final de semana, para que a sua filha reocupasse a casa (após ela ter pedido desculpas e lhe dar uma gravata amarela com bolinhas verde no dia dos pais).

A governadora do Maranhão em uma nota hipócrita oficial, decretou festa luto oficial de três dias no estado.


Fontes[editar]