Desnotícias:Narcoland manda Polandball de volta pra casa mais cedo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

FIFA WORLD CUP 2018.png Esta desnotícia é parte do projeto DesCopa Russia. Na Rússia, a Copa se informa sobre VOCÊ!

SHAZAM, Mother Russia -

Domingo de feriadão, que maravilha. Nada melhor para passar a ressaca da festa do dia anterior do que assistir a um bom jogo de futebol bem bosta na TV! Com a Copa do Mundo rolando, temos a chance de aproveitar bem esse momento com um jogaço como foi Colômbia x Polônia, no qual os colombianos, pressionados pelos traficantes locais e pelas FARC, venceram por 3x0 e carimbaram os passaportes dos pelados polacos de volta para Varsóvia. Tudo isso com uma rodada de antecedência para o fim da fase de grupos.

Eu sou obrigado a dizer, essa Polônia está uma porra! Se esse time tem alguma utilidade, foi só pra comprovar como o ranking da FIFA é uma grande furada aleatória, porque não fazia o mínimo sentido botar um timeco desses como cabeça de chave nem de sorteio de uma Taça Guanabara. E é graças à Polônia que o Grupo H dessa Copa foi o mais fajuto.

Primeiro tempo[editar]

Nem precisava ter perdido o primeiro jogo para o Senegal. Só de tomar gol do Mina e vê-lo fazer dancinha, já é mais que o suficiente para garantir matematicamente uma desclassificação.

Cquote1.png Tirem as crianças da sala. Cquote2.png Essa é a frase que o antológico Paulo Bonfá usava no começo de todo Rock Gol, mas que poderia ser muito bem utilizada antes do início deste jogo, porque puta merda, esses 45 minutos iniciais foram chatos pra caralho. Primeiro, o jogo começou igual a minha cara: feio que só uma porra. Os dois times viviam se trombando, não acertavam uma enfiada de bola e os goleiros tocavam mais na bola que o resto dos jogadores.

Mas entre um time muito ruim contra um time mais ou menos ruim, o futebol mais ou menos ruim da Colômbia estava prevalecendo, e os sul-americanos foram pra cima e começaram a usar aquela velha tática do games da FIFA de mandar bolas pelas laterais e desperdiçar mais de 8 mil cruzamentos. A Polônia, por sua vez, saía com a bola até perdê-la no meio de campo, permitindo que a Colômbia montasse uma espécie de contra-quase-ataque (já que a Polônia perdia a bola antes do ataque efetivo, então era um “quase-ataque”).

O jogo tava tão chato que, com apenas 20 minutos de jogo, parecia que uma hora tinha se passado. Aos 36, Cuadrado ficou pistola de tanto errar cruzamento e partiu sozinho pra definir e deixar tudo redondinho, entrando na área e driblando todo mundo. Quase abriu o marcador.

A Colômbia finalmente marcou o seu gol de cruzamento aos 40 minutos com Yerry Mina, após tanto insistir e cruzar mais que cadela vira-lata no cio. O zagueiro que todos os palmeirenses adoram lembrar e todos os cúrintianos adoram esquecer. Teve até dancinha. E o primeiro tempo terminou assim: 1 a 0.

Segundo tempo[editar]

Lewandowski jogou nessa partida? Porque na volta para o segundo tempo a sua seleção estava sendo eliminada, mas nem nesse momento mais crítico ele apareceu para intervir numa Copa do Mundo.

Por serem cabeças de chave (não sei de onde a FIFA tirou isso), os poloneses realmente acreditaram que poderiam ser um Brasil ou uma Alemanha, esses times que arrancam vitórias milagrosas nos últimos lances baseados apenas na força da tradição. Mas infelizmente os poloneses não têm tradição alguma, e ficar só tocando a bola dum lado pro outro sem objetividade não os ajudou em nada. A Polônia continuou jogando nos 45 minutos finais como se ainda estivesse de 0x0, tocando de lado com sempre e fazendo porra nenhuma. Quando os colombianos, que aparentemente sabiam as regras do jogo, pegavam na bola, aí corriam feito loucos pro ataque, e foi assim nessa correria toda que Falcão Garcia marcou o seu e logo depois James Rodríguez em um passe foda para caralho, achou Quadrado entrando pelo meio e tocou, fazendo Redondo marcar o terceiro para sacramentar a vitória.


Fontes[editar]