Desnotícias:Novo Homem-Aranha se chamará Evo Morales

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Desnoticias logo.png

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

Los Angeles, ESTADOS DESUNIDOS

¡Arriba muchachos! Nuestra equipe descobrió en primera mano, que el novo hombre aranha poderia ser inspirado no "grande" estadista boliviano e ao mesmo tempo, cumprir com a promessa da Marvel aos militantes da justiça social que estavam sedentos de ver um homem de cor estampar a capa de um dos super-heróis mais inteligentes e tímidos da trama de Stan Lee, The Amazing Spider-Man. O dito cujo da imagem (abaixo e ao lado) é o cotado a interpretar o novo Homem-Aranha, que digassi di passagi passará a se chamar El Maravilhoso Hombre-Araña e seu slogan será Nuestro eroy con cojones hermosos, isto para agradar a militância gay que ordenou pediu essa mudança.

Características[editar]

A Mary Jane, segundo boatos, será uma brasileira crackuda, para fazer par perfeito com o nuevo Hombre-Araña

Apesar de latino, Morales terá um porte físico típico de corredores etíopes, rosto magro de ruim, corpo aidético, mas composta de massa muscular.

O personagem falará cinco idiomas, castellano, português brasileiro, bantu, hindu e a lingua das redes sociais sem gênero. Para ter poder de fala na última lingua, Morales não terá sexo definido, será algo como aquela criatura escrota que se diz musico.

Por fim, Morales não irá correr atrás dos bandidos, pois os considera aliados. Morales o ajudará a fugirem da polícia má, dando cobertura e ajudando na fuga.

Aparição[editar]

Gtk-paste.svg.png Aviso: Este artigo ou seção contém revelações sobre o enredo, como o fato de que Peter Parker vai dar a bunda na cadeia

A mudança começa na edição nº 69, quando o antigo Homem-Aranha, Peter Parker, resolve escapar da Receita Federal americana, fugindo até a Colômbia, quando então será sequestrado pela ASFARC e levado até os andes pelos guerrilheiros.

O super-herói então é obrigado a vender coca nas ruas de La Paz. Peter foi vendendo tudo que podia até conseguir arrumar algum trocado que cobrisse pelo menos o pagamento dos coyotes guatemaltecos, que o levaria até o Brasil e depois, para os Estados Unidos, onde tinha que quitar débitos com o governo de Mike Pence (na época, Trump renunciou depois de um grande vomitaço global).

Passados 12 dias naquele inferno, Peter conhece um pobre rapaz, de origem indígena, mas que nesse caso colocaremos como sendo de origem negra. Então Peter pergunta o nome daquele pobre rapaz, quando ele diz:

Cquote1.png Mi nombre és Evo Ramón de Las Canellas Sebentas. Antes ladrón, màs ahora soy Morales Cquote2.png

Enquanto o nosso super-herói ouvia o pobre boliviano dizer seu nome, o mesmo lhe roubava tudo o que tinha, inclusive seus poderes. Foi então que Peter desistiu de "lutar contra o destino" e resolveu pedir cidadania boliviana e enviar em seu lugar aquele pequeno marginal. Antes que ele pudesse desfrutar da nova vida no "seu" novo país, Peter é preso e condenado por tráfico de drogas, se tornando assim o primeiro a ser preso por cometer esse tipo de crime na Bolívia.

O novo herói vai de Lhama até a Cidade do México. Quando chega até lá, ele enfrenta toda a força nacional mexicana e segue de Lhama até o grande muro construído por Trump enquanto presidente. Como o Morales havia roubado as teias de Peter, conseguiu pular aquele mureto numa boa.

... continua na próxima edição.

Gtk-paste.svg.png Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

O filme provavelmente será lançado no segundo semestre de 2018, ou seja, muita coisa poderá mudar até lá ainda.


Fontes[editar]