Desnotícias:OCP fabrica o seu primeiro protótipo em Dubai

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Desnoticias logo.png

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

DUBAI, Emirados Árabes Unidos

Parece aqueles bonecos de teste de airbag de carros

O futuro já chegou. Lembra-se de quando você assistiu Robocop e ficou imaginando quando veria um policial androide patrulhando as ruas da sua cidade? Pois é, esse tempo é agora. Em parceria com a OCP (Omni Consumer Products), a polícia da cidade de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, apresentou a sua nova solução para o problema da segurança pública: o RoboCop. Apesar do que o nome suegere, não, não e um androide construído com as partes de um ser humano que "faliceu" e sim um mero robô programável que pode armazenar denúncias e atender vítimas com uma rapidez maior do que o Disque Denúncia aqui no Brasil. Considerado por muitos como um invento revolucionador, o RoboCop de araque irá trabalhar em shoppings e locais de grande circulação de pessoas com o intuito principal de evitar atentados terroristas e deter homens-bomba. Ele possui em seu peito (bom, quer dizer, na parte que seria o peito caso ele fosse um ser humano é claro) uma tela touchscreen que serve como espécie de mapa do shopping local e onde o vistante pode deixar suas críticas e avaliar o desempenho do robô e das lojinhas. Alguns especialistas estudam o uso desse robô em outras partes do mundo, mas as autoridades brasileiras estão temerosas de que ao chegar em nosso país, o robô seria rapidamente pilhado e suas peças seriam postas a venda em comércios ilegais de grandes cidades. Já outra parte dos especialistas não deu sua opinião sobre o assunto, pois estão ocupados demais fazendo os preparativos para iniciar o Projeto Zero Dawn



Fontes[editar]