Desnotícias:Polícia carioca monta a maior favela cenográfica do mundo para jogar paintball

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

Capitão Nascimento e Juvenal Antena: parceiros no projeto
Vista aérea da favela cenográfica construída no PROJAC

EU RIO DE JANEIRO, Nesse País - Com objetivo de treinar novos agentes do BOPE, a Polícia Militar está construindo, em parceria com a Rede Globo, uma favela cenográfica dentro do PROJAC, zona boêmia Oeste do Rio.

A parceria com a Globo foi feita para facilitar o trabalho de montagem, dada a vasta experiência da emissora na construção de cidades cenográficas em filmes, minisséries e novelas. Na montagem foram aproveitados inúmeros barracos originários da favela da Portelinha, tudo feito - é claro - com autorização de Juvenal Antena.

Nesta quarta-feira (5), treze policiais participaram de um teinamento de simulação de conflito, ministrado por Capitão Nascimento. Um grupo se passava por criminosos armados e outro por policiais. Eles puseram em prática instruções de abordagem ("cadê o baiano?"), defesa ("num vai subir ninguém!") e tiro ("dá a doze aí!") e usavam sacos, vassouras, coletes, máscaras ("para não estragar o velório") e armas que disparam balas de tinta (sem, lógico, esquecer de colocar a porra da bandoleira!).

Além da favela do projeto ser utilizada pela PM e pelo BOPE para pede pra sair treinar os aspiras novos policiais, o local será utilizado também em filmagens. A Globo pretende produzir novelas, seriados e longa-metragens do gênero "favela movie" (que estão muito em alta e fazendo sucesso no exterior) depois da onda de Cidade de Deus (Dadinho é o caralho) e Tropa de Elite (osso duro de roer...).

O local funcionará também ainda como um grande parque de Paintball nos horários vagos, onde qualquer um poderá brincar com seus amigos e assim se sentir também um aspira de verdade, pagando um módico ingresso, obviamente.

Juvenal Antena disse que os barracos tirados da Portelinha não farão falta por lá, porque devido à novela ter acabado, a Portelinha saiu da moda e ficou out esquecida levando muita gente a se mudar para favelas mais in conhecidas da grande mídia, assim sobraram muitos barracos vazios.

Questionado pelos nossos desrepórteres sobre qual seria o custo financeiro do empreendimento o Capitão Nascimento se limitou a dizer que o projeto foi colocado na conta do Papa.

Fontes[editar]