Desnotícias:Quarto Reich é derrotado na Rússia outra vez. Coreia do Sul vai embora pra casa com um pouco mais de dignidade

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

FIFA WORLD CUP 2018.png Esta desnotícia é parte do projeto DesCopa Russia. Na Rússia, a Copa se informa sobre VOCÊ!

Kazan do caralho, Rússia

Momento histórico em que a Coreia do Sul decreta a queda do Quarto Reich.

A Alemanha foi realmente surpreendida nessa Copa. Tendo em vista que caiu num grupo que faz emparelhamento com o grupo do Brasil, a sua estratégia foi forçar ao máximo um confronto contra os brasileiros já numas oitavas-de-final, para que pudessem assim garantir outro fácil 7x1, então a ideia era ficar em segundo no grupo, uma tarefa difícil no meio de tantos times ruins. Pragmáticos, os alemães decidiram se inspirar nos próprios times alemães (que não fossem o Bayern) que gostam de se classificar em segundo, mas acabaram se inspirando demais nesses times ruins e acabaram ficando na última posição da chave, ao serem derrotados para a porcaria da Coreia do Sul.

A atual campeã mundial, responsável por ter transformado o Canarinho Baitolão no Canarinho Pistola, está oficialmente fora da próxima fase. Após não jogar nada contra a Coreia do Sul, em Kazan, a seleção comandada pelo comedor de melecas acabou na lanterna do grupo F, não garantindo nem uma vaga para a Sul-Americana, para assim complementar a homenagem ao Palmeiras, por ter entrado ao jogo com uniforme verde, ao invés de um rubro-negro, mais similar ao do Vitória de Sakvadir.

Primeiro tempo[editar]

Enquanto isso, nos bastidores...

Após não ter visto nem a própria sombra contra o México no jogo de estreia, quem diria que o jogador Khedira foi para o banco pra não fazer mais cagadas contra a Suécia, o que deu certo. Mas para este último jogo decisivo, o comedor de catarros decidiu escalar novamente o velhinho Khedira em campo, que voltou mais lento que o Rubens Barrichello, contribuindo bastante com a eliminação da Alemanha, só jogando a bola pro mato. Low, reparando na baixaria da merda que fez, o substituiu só no segundo tempo, mas aí já foram 45 minutos de futebol mal jogado e um 0x0 que não adiantava de muita coisa. Menção "honrosa" também ao zoiúdo, que foi outro jogador que nem deu trabalho pro goleiro sul-coreano.

Segundo tempo[editar]

Alemães dando vexame na Rússia desde o inverno de 1941.

Foi no segundo tempo que a Suécia começou a enfiar gols no México no outro jogo, obrigando a Alemanha a vencer. Os alemães, todavia, já idosos e incapacitados de acompanhar jovens cantores de k-pop no auge de sua forma física, conseguiam no máximo aquecer o goleiro sul-coreano, que se aproveitou da ruindade dos atacantes alemães pegando facilmente as finalizações executadas contra a sua meta.

Embora os k-popers ainda tivessem a jovialidade e a velocidade a seu favor, eles ainda tinham a falta de habilidade contra seu favor, então mesmo com uma Alemanha arruinada, parecia que o jogo ia terminar num 0x0 bem melancólico mesmo.

Nos acréscimos, porém, a Coreia do Sul fez o seu gol, após cobrança de escanteio, aquele bate-rebate feio dentro da área, e o gol marcado. O juiz decidiu acionar o VAR apenas para que os sul-coreanos (e brasileiros) comemorassem o gol duas vezes. Porque o gol foi absolutamente legal, isso era nítido.

A elogiada Alemanha e seu futebol tático ficou totalmente desorganizada e partiu para o tudo ou nada, com uma formação 0-0-11 e até o goleiro Neuer de pivô no ataque. Até hoje ninguém consegue explicar o que diabos o goleiro fumou antes de marcar presença ali. Daí então a seleção da Alemanha já tava parecendo um time de peladeiros, com mil atacantes e ainda assim perde a bola; um Gangnam Style sai correndo atrás dela igual um doido e marca o segundo gol, sozinho e sem goleiro. Mais um gol de churrasco na Copa do Mundo FIFA de 2018.

2x0 com gostinho de 7x1, só faltou ser em Stalingrado.


Fontes[editar]