Desnotícias:Reitor da UEL adota Atestado de Hipocrisia ao invés do Juramento de Hipócrates

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

Na UEL o ensino é completo, e a dedicação é integral...

Londrina, Norte Capiau dos Estados Unidos do Sul - O reitor da Universidade Estadual de Londrina (UEL) Wilmar Maçon afirmou que adotará o “atestado de hipocrisia” em detrimento ao “Juramento de Hipócrates”, uma vez que o segundo não condiz com a conduta esperada por um universitário, que é beber, fumar, jogar cartas e trepar, no melhor estilo American Pie, afirmando que o velho pedante e gagá Hipócrates, considerado o pai da medicina impõe regras chatas e levianas, contrariando a arte de viver bem.

O reitor afirma que está cheio com o fato de ficar atrás da UFPR, e por isso fez prevalecer o nome do Hospital Universitário, ou seja, o reitor afirma que se o hospital é universitário, deve ser administrado como tal. Além dos serviços do SUS, o HU funcionará como um reduto para discussões inúteis, brigas por mulher, espaço para fuminho de ervas-diversas, campeonatos esportivos e trepadas entre os alunos, regado a muita cerveja e farra em geral.

Formanda de medicina da UEL, após comemoração das novas normas do HU.

Diante desta nova medida, os alunos comemoraram dentro do HU a conclusão do curso, com fogos de artifício nos corredores da instituição e muita bebedeira com os funcionários e pacientes, promovendo uma confraternização onde a ordem é; “encher a cara para ficar de coma”, segundo um estudante, satisfeito com a nova posição da universidade.

Uma das enfermeiras afirma que este novo procedimento da casa auxilia na recuperação dos pacientes, uma vez que o cigarro e a bebida estavam com acesso proibido aos pacientes, hoje é liberado para uso contínuo juntamente com a medicação e faz parte da dieta regular dos pacientes, ao apontar resultados positivos na estabilidade emocional dos pacientes ao administrar gardenal com vodka aos internados na ala psiquiátrica, ou liberação de cachaça para alívio de dores dos pacientes, na qual os que estão entubados têm acesso ao conteúdo líquido direto na corrente sanguínea, garantindo uma noite de sono tranqüila.


Fontes[editar]