Desnotícias:São Paulo leva flechada em Chapecó, e já projeta clássico com o Internacional na Série B em 2018

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Desnoticias logo.png

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

Chapecó, Brasil

A única posse de bola que o SPFC teve nesta partida.

No dia 16/07/17, a equipe de várzea do São Paulo F.C., tão ruim que ganharia de apenas 1x0 da seleção brasileira na Copa de 2014, levou fumo pela 9° vez consecutiva no Brasileirão, desta vez os infratores da Lei Maria da Penha foram os atletas da Chapecoense, que apesar de terem o pé torto e chutarem toda hora lá na pqp, não encontraram dificuldades para vencer, ou melhor, humilhar a equipe do Morumbi em sua arena.

Assim como imaginávamos que seria uma partida entre dois elencos medíocres que estão lá embaixo na tabela, tão fundo que estão quase chegando no Pré-Sal, o jogo começou sendo uma bela merda, com as duas equipes errando passes de 2 metros e chutando pro gol e mandando a bola pra linha lateral, proporcionando uma espécie de espetáculo circense que arrancava muitas gargalhadas dos torcedores, menos os do SPFC e da Chape, que estavam é chorando com o amadorismo apresentado entre as quatro linhas.

Ao final do primeiro tempo sofrível, os poucos espectadores que não dormiram ainda nos primeiros 10 minutos de jogo estão tentando entender como atletas como Wellington Nem e Junior Tavares conseguiram virar jogadores de futebol e ainda serem contratados pelo SPFC, uma coisa é certa, os empresários brilhantes por trás destes homens deveriam ganhar um prêmio, pois não é qualquer coisa garantir um salário na casa dos 6 dígitos para caneleiros que não conseguem sequer dominar uma bola.

No segundo tempo, a sofrência da partida se manteve, com as duas equipes desesperadas e adotando o esquema "São João", mandando um monte de balão pra área e fazendo cruzamento pra anão que saía da intermediária. Neste festival de horrores para os amantes do bom futebol, eis que em um lance isolado, num lance de bola parada, a Chape mete uma bola pro bumba meu boi que tava na área do SPFC e Túlio de Melo cabeceia pra dentro das redes de Renan Ribeiro, abrindo o marcador e fazendo com que os torcedores são-paulinos presentes no estádio gritassem "time sem vergonha, vou tomar no cu".

Após o primeiro gol, o SPFC foi amassado pela equipe de Chapecó, que chegou mais um monte de vezes, apenas não fez mais um monte de gols porque seus atacantes não sabem finalizar. Para não levantar muitas críticas sobre o aproveitamento do ataque, nos minutos finais, o volante Lucas Marques, aproveitando a burrada de Jucilei, chuta lá do meio da rua e fecha o caixão cor-de-rosa dos bambis.

Agora, com um aproveitamento deplorável, e não conseguindo ganhar nem dos que estão lutando contra o rebaixamento, o SPFC já faz as contas sobre quanto vai faturar nos clássicos contra o Internacional, pela Série B de 2018, já que a equipe gaúcha só leva fumo nesta divisão e provavelmente não vai conseguir escapar de lá tão por agora.


Fontes[editar]