Desnotícias:Suecas vencem enquanto comem nachos mexicanos

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

FIFA WORLD CUP 2018.png Esta desnotícia é parte do projeto DesCopa Russia. Na Rússia, a Copa se informa sobre VOCÊ!

ECA TEM UM HAMBURGER, Vodkalândia

As suecas venceram os rapazes dos sombreros por 3 a 0, contando até com gol contra de um jogador mexicano, um show em Ecadeterumhamburguer. Com o resultado, os escandinavos que começaram a partida como a terceira do grupo conseguiram terminar em primeiro, com los mejicanos, que se esforçaram para serem eliminados, terminando em segundo com ajudinha dos sul-coreanos. No fim, o que importa é que ambos os times se classificaram para a próxima fase.

Primeiro tempo[editar]

O jogo começou diferente do normal, com ambos os times buscando o gol, não prevendo o papelão que a Alemanha iria pagar no outro jogo. Um lance destacável, porém, foi o recorde obtido por Jesus numa Lamborgini Gallardo que se tornou o primeiro amarelão mais rapidamente amarelado das histórias das copas, tomando um cartão aos 3 segundos de jogo após subir na lomba do sueco como se o adversário fosse um mero cavalinho.

Apesar da grande improbabilidade, o primeiro tempo de México e Suécia pareceu revelar que ambos os times estavam jogando pelo empate (ou talvez que eles sejam tão ruins que mal conseguem penetrar na defesa um do outro mesmo). Fato é que o México teve uma chance só, desperdiçada com um chute bem colado pra fora, enquanto a Suécia teve um escanteio desperdiçado com um cabeceio direcionado para o goleiro.

Segundo tempo[editar]

Chicharito clamando por um gol sul-coreano salvador.

O segundo tempo começou com o México conhecendo sua segunda muralha em menos de dois anos. A primeira é do Trump, enquanto que a segunda, apresentada hoje, foi aquela construída pelos Suecos, que armaram uma retranca mesmo estando numa situação na qual eram os europeus que estavam precisando desesperadamente da vitória.

O gol sueco veio logo aos 5 minutos do segundo tempo, com uma belíssima cagada ensaiada num lance criado por Cleyton, que premeditadamente furou um cruzamento de maneira ridícula, deixando os mexicanos confusos com um lance tão digno de um episódio de Chapolin que Augustisson ficou com a sobra para fazer o primeiro gol. Até agora, 1x0 pra Suécia.

O México nem teve tempo de reagir. Haviam falado para eles que o melhor do grupo era a Alemanha, mas acabaram surpreendidos pela Suécia e a correria maluca de seus jogadores. E foi assim, perdendo na corrida, que um mexicano mandou um carrinho na área e um pênalti foi marcado. Coube a um tiozão do churrasco sueco bater muito bem e fazer o segundo da Suécia.

Nessa altura do jogo, vendo como seu time era ruim e que não empataria no placar de jeito nenhum, os mexicanos pararam de ver esse espetáculo e foram assistir Alemanha x Coreia do Sul com a intenção de secar a Alemanha. Quem fez isso, fez o certo, porque se algum mexicano continuou assistindo México e Suécia, viu o gol contra mais lindo da Copa, marcado por Álvarez, que ao invés de afastar uma bola cruzada, fez uma assistência da perna esquerda para a perna direita (sim, a outra perna dele próprio) como modo de recuar para o goleiro, que não foi esperto o bastante no lance e deixou a bola entrar. 3x0 para a Suécia e acabou.


Fontes[editar]